WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








março 2016
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias





itao




QUANDO O ESTRESSE REQUER ATENÇÃO

Daniela Borges psicólogaDaniela Borges

Todos nós precisamos de um pouco de estresse para funcionar. O problema é quando ele se torna excessivo ou prolongado, resultando em baixa imunidade e dificuldade do organismo em lutar contra doenças, tornando o indivíduo vulnerável.

 

O estresse surge da necessidade do corpo de se adaptar a situações de tensão, desencadeando componentes psicológicos, físicos e hormonais. É a tentativa do corpo de restabelecer o equilíbrio diante do evento estressor.

Ele pode ser positivo quando nos ajuda a atingir metas e objetivos, quando nos impulsiona à ação e nos tira da zona de conforto. Torna-se negativo em situações em que o indivíduo permanece “ligado” por muito tempo, sem desfrutar dos momentos de lazer, incapaz de relaxar mesmo após ter vencido seus desafios, trazendo dano à qualidade de vida, podendo resultar no adoecimento.

O que determina o bom enfrentamento do estresse é a nossa capacidade de resiliência, de lidar com os eventos estressores e retornar ao estado inicial de relaxamento.  O quanto algo é estressante depende da maneira pela qual o indivíduo interpreta as situações e as estratégias que dispõe para lidar com o evento estressor.

Alguns acontecimentos considerados positivos também podem ser geradores de estresse, a exemplo do nascimento de um filho, o casamento, o ingresso na universidade, uma promoção no trabalho, pois todos estes fatos exigem adaptação e uma reorganização de vida.

Confira alguns sintomas que são indicativos de estresse:

– Problemas dermatológicos;

– Sensação de desgaste físico constante;

– Alterações no sono e apetite;

– Problemas relacionados à atenção, concentração e memória;

– Tensão muscular;

– Irritabilidade excessiva;

– Sensação de incompetência em todas as áreas;

– Perda do senso de humor;

– Hipersensibilidade emotiva;

– Impossibilidade de trabalhar

-Aumento da sudorese;

– Aumento da pressão sanguínea;

– Mãos e pés frios;

– Náuseas;

– Tontura;

– Boca seca

Todos nós precisamos de um pouco de estresse para funcionar, nos impulsionar e nos mover para a ação. O problema é quando ele se torna excessivo ou prolongado, resultando em elevados níveis de adrenalina e cortisol e, por consequência, a baixa imunidade e dificuldade do organismo em lutar contra doenças, tornando o indivíduo vulnerável.

O estresse pode ser causador ou agravador de uma série de doenças, tais como: gastrite, problemas dermatológicos (herpes, dermatite, psoríase e vitiligo), hipertensão arterial e arritmias.

Qualquer um desses sinais exige a ajuda de um profissional especializado. Nem sempre dispomos de estratégias suficientes para lidar com o estresse. O psicólogo vai auxiliá-lo no processo de autoconhecimento e enfrentamento do estresse.

Daniela Borges é psicóloga com especialização em Terapia Cognitivo-Comportamental, Educação Infantil.

1 resposta para “QUANDO O ESTRESSE REQUER ATENÇÃO”

Deixe seu comentário










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia