Um bebê de quatro meses morreu sufocado ao ficar preso ao cinto de carrinho, nesta quinta (28), em Ilhéus. A criança havia ficado com a avó, enquanto a mãe foi a uma agência bancária.

A delegada Andréa Oliveira disse à TV Santa Cruz que o caso se trata de uma fatalidade, conforme exames feitos pelo médico legista. Isso, porque não havia sinais de violência no bebê.

O óbito foi registrado no plantão da Delegacia de Polícia ainda ontem e chegou às mãos da delegada Andréa Oliveira na manhã desta sexta (29).

O corpo do bebê já foi liberado para sepultamento. A mãe da criança encontrava-se em estado de choque. Os pais serão ouvidos pela delegada.