Pinheiro destaca  reunião na Bahia.

Pinheiro destaca reunião na Bahia.

A partir da próxima sexta (1º), a Bahia sediará a 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) em Teixeira de Freitas. No dia 3 e até 9 de julho, o evento ocorre na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), campus de Porto Seguro.

A reunião deste ano discutirá o tema Sustentabilidade, tecnologia e integração social. O secretário estadual de Educação, Walter Pinheiro, participará do encontro e considera um privilégio para o estado receber a comunidade científica do país e discutir a aplicação da ciência em sala de aula.

Alunos de escolas da rede estadual baiana participarão do encontro nacional. São aproximadamente 60 colégios, sendo 17 deles indígenas, de acordo com a organização. Os estudantes destas escolas vão apresentar suas produções artísticas, culturais e científicas desenvolvidas em projetos da rede estadual. Clique no leia mais, abaixo, e confira a programação em Teixeira e em Porto.

 

Em Teixeira de Freitas, na SBPC Educação, a programação inclui apresentação de boas-vindas com a participação de 36 professores indígenas da rede, do município de Prado, além de cursos formativos voltados para estes educadores, a exemplo de palestras e mesas redondas. O evento contará, também, com uma Aula Show sobre a história da música baiana, a ser ministrada pelo artista Paulinho Boca de Cantor.

Em Porto Seguro, a programação integra a ExpoT&C, SBPC Jovem, SBPC Cultural, SBPC Artes, SBPC Indígena e Dia da Família na Ciência. Além da participação de professores indígenas e da apresentação de 50 obras de artes visuais e fílmicas estudantis, também serão expostos 11 trabalhos científicos do projeto Ciência na Escola, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado com o objetivo de estimular o estudo da Ciência. Também serão promovidas oficinas de Ciência da Natureza, pelo Centro Juvenil de Ciência e Cultura. Além disso, peças de artesanato confeccionadas pelos professores indígenas e uma oca estarão em exposição.