Rui Costa (centro) recebeu os medalhistas olímpicos Isaquias e Erlon (Foto Mateus Pereira).

Rui Costa (centro) recebeu os medalhistas olímpicos Isaquias e Erlon (Foto Mateus Pereira).

Menos de um mês após a conquista da medalha olímpica de prata pela dupla de canoístas baianos, Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, a Bahia já se prepara para os próximos desafios no âmbito esportivo. Núcleos de treinamento serão construídos nos municípios de Ubaitaba, Itacaré e Ubatã, segundo promessa feita pelo governador Rui Costa. As unidades são uma adaptação sugerida pelos próprios atletas para atender a demanda do esporte no interior do estado.

Os núcleos foram confirmados durante encontro de Rui com os medalhistas olímpicos. Isaquias e Erlon foram recebidos no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). “O primeiro passo antes do Centro é espalhar o esporte com unidades mais simples e mais fáceis de serem mantidas a um custo menor. Prontamente atendi a vontade deles. O pedido é que repliquemos os espaços em cidades que hoje já são pólos consolidados. A gente quer estimular os jovens através do esporte. Quem sabe alguns se destacam e passam a servir de exemplo como esses dois atletas”, afirmou Rui, após entregar placa de homenagem aos canoístas.
De acordo com Isaquias Queiroz, as condições de treinamento que serão oferecidas pelos núcleos devem garantir o crescimento do esporte no país como celeiro de grandes competidores. “Hoje, se a gente reparar, a canoagem que conquistou os melhores resultados é a da Bahia, mas se olharmos direito vamos perceber que depois de mim e do Erlon não tem mais ninguém. Com os núcleos, quem gosta de canoagem vai ter a chance de melhorar e quem sabe conquistar muitas medalhas em mundiais ou jogos olímpicos”, destacou.
Os atletas ainda foram convidados a servirem de exemplo e incentivo em projetos sociais que estimulem o esporte em escolas públicas, tendo em troca o Bolsa Esporte como apoio para o desenvolvimento da carreira. Para Erlon, o esporte, independente da modalidade, é importante para garantir oportunidades de um futuro melhor para jovens carentes. “O esporte é transformador. Algumas histórias de grandes conquistas começam por ele. É através do esporte que sentimos que temos as ferramentas necessárias para realizar nossos sonhos”, ressaltou Erlon de Souza.