WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










novembro 2016
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

editorias






:: 26/nov/2016 . 10:53

MUDANÇA NO PRESÍDIO DE ITABUNA; TRAFICANTE É TRANSFERIDO

Bolota é transferido para Serrinha (Foto A Região).

Bolota é transferido para Serrinha (Foto A Região).

O Coronel Osíris está respondendo pela direção do Conjunto Penal de Itabuna, desde ontem (25), em lugar do também militar capitão Adriano Jácome. O diretor saiu de férias, mas comenta-se que ele não deva reassumir o cargo no retorno. Estaria desgastado por causa de atritos com as polícias militar e civil, além de judiciário, advogados e Ministério Público.

BOLOTA TRANSFERIDO

Ainda ontem, um dos traficantes mais perigosos de Itabuna, Sidmar Santos, o Bolota, foi transferido para o Presídio de Serrinha. Bolota cumpre duas condenações por morte do comerciante Juvenal Nonato de Oliveira, em 2009, e do detento da carceragem do Complexo Policial de Itabuna Robson Bispo de Souza, o Binho Noia, em dezembro de 2005.

Bolota ficou preso por vários anos no presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, em Mato Grosso. Agora, é transferido de Itabuna para Serrinha. Atualizado.

TRIATLETA ILHEENSE CONQUISTA VAGA PARA O MUNDIAL DE IRONMAN NO HAVAÍ

Igor conquistou vaga durante competição em Fortaleza (Foto Divulgação).

Igor conquistou vaga durante competição em Fortaleza (Foto Divulgação).

O triatleta ilheense Igor Costa Santos tornou-se o primeiro triatleta sul-baiano e o quarto do seu estado a conquistar uma vaga para o Campeonato Mundial de Ironman. Ele disputará a competição no próximo ano, em Kona, Havaí, Estados Unidos, após os resultados obtidos no último final de semana em Fortaleza (CE), quando encarou 3,8 quilômetros de natação, 180,2 quilômetros de ciclismo e outros 42,195 de corrida.

Segundo o triatleta, a prova de Fortaleza, onde conseguiu a classificação, é uma das mais difíceis do mundo, por causa do “mar agitado, ventos fortes além do sol escaldante”. Todo o percurso da competição em solo cearense foi concluído em 9h48min46s.

Igor se diz bastante emocionado com o resultado, principalmente por ter enfrentado um drama um mês antes da competição, ao concluir um treino de transição de 140km x 6,5km de corrida. Foi quando sentiu uma dor na região do glúteo esquerdo. Ao chegar em casa, disse o triatleta, sentiu os movimentos limitados e a dor havia aumentado. “Os treinamentos foram interrompidos e a incerteza sobre a impossibilidade de disputar o Ironman Fortaleza durou 30 dias”.

O atleta pôde voltar a treinar somente uma semana antes da competição. Porém, foram dois treinamentos curtos, porque ainda sentia incômodo. Disse ter se arriscado a manter repouso até o dia 20 passado, quando nadou os 3.800 metros no agitado mar da capital cearense e pedalou os 180,2km suportando os fortes ventos e rajadas laterais, na sequência, desceu para correr a maratona no sol escaldante que brilhava na orla de Fortaleza. “Deu tudo certo, apesar de ter pago o preço de 30 dias de interrupção dos treinos, o tempo de 3h27min na maratona foi comemorado”.

Com a vaga garantida, 2017 será um ano dedicado ao Mundial em Kona. “O merecido descanso de final de ano será bem aproveitado ao lado da linda família”, diz o atleta. Igor terá tempo para pensar no projeto 2017 e captar patrocinadores que permitam êxito no grande desafio na Magic Island Kailua-Kona, Hawai, em 14 de outubro de 2017.

FIDEL MORRE EM CUBA, AOS 90 ANOS

Fidel Castro morreu aos 90 anos (Foto Divulgação).

Fidel Castro morreu aos 90 anos (Foto Divulgação).

Ícone da esquerda mundial, o cubano Fidel Castro morreu aos 90 anos de idade. A notícia foi confirmada pelo irmão de Fidel e presidente de Cuba, Raúl Castro, por meio da televisão estatal daquele país. A morte ocorreu às 22h29min (hora local) desta sexta (25). O corpo do líder da Revolução Cubana será cremado, de acordo com o irmão em discurso.

O rito do funeral será informado ainda neste sábado. A última aparição pública de Castro foi em 15 de dezembro, quando Fidel recebeu a visita do presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.

Fidel Castro foi o herói histórico da esquerda moderna, o homem que mais desafiou os Estados Unidos. Mas, na opinião de líderes de centro-direita, Fidel era um ditador sanguinário e o culpado por isolar a ilha de Cuba por quase 60 anos de todo o mundo.

Conhecido como “Comandante” pelos cubanos, Fidel era personagem de várias histórias e boatos. “Ele não dorme”, “ele não esquece de nada”, “é capaz de te penetrar com o olhar e descobrir quem você é”.

Fidel sempre teve uma saúde de ferro, até quando enfrentou uma hemorragia intestinal durante uma viagem à Argentina aos 80 anos de idade. Em 31 de julho de 2006, os problemas de saúde provocados pelo avanço da idade o fizeram delegar temporariamente o poder a seu irmão Raúl.

Em fevereiro de 2008, Fidel renunciou oficialmente ao cargo de presidente cubano e, desde então, era o principal conselheiro do Partido Comunista e do novo governo.

A era Fidel Castro vem se dissolvendo pouco a pouco, enquanto uma nova Cuba surge devido a uma série de reformas econômicas e da retomada das relações bilaterais com os Estados Unidos, rompidas há mais de meio século.

Fidel assistia a tudo isso de longe, mas não deixava de fazer suas análises em artigos publicados no jornal oficial cubano Granma. A fragilidade da sua saúde já tinha provocado boatos sobre sua morte várias vezes nas redes sociais. Redação com Uol e Agência Ansa.

 

GOVERNADORES DO NORDESTE NÃO ACEITAM ACORDO PARA RECEBER MULTAS DA REPATRIAÇÃO

Acordo foi discutido em reunião na terça passada (Foto AB).

Acordo foi discutido em reunião na terça passada (Foto AB).

Da Agência Brasil

Os governadores do Nordeste decidiram, em reunião nessa sexta-feira (24) à noite, que não concordam com o acordo de ajuste fiscal recomendado pela União como uma condição para acessar parte dos recursos das multas do programa de regularização de ativos não declarados à Receita, conhecido como Lei da Repatriação. Eles vão enviar uma carta até segunda-feira (28) para o presidente Michel Temer explicando o posicionamento do grupo.

O consenso entre os governadores é que não é possível relacionar as duas questões ou determinar um modelo de ajuste único para todas as unidades da federação. Eles informaram ainda que não vão retirar as ações que correm no Supremo Tribunal Federal (STF) para receber os valores.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, foi o porta-voz dos chefes dos Executivos estaduais. “O que nós temos muito claro é que estamos fazendo ajustes, temos esse compromisso, e que não vamos confundir ajuste com essa questão da repatriação. São assuntos distintos, está judicializado, se puder se chegar a um acordo, ótimo”, disse à imprensa depois da reunião durante a noite de hoje no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, sede do governo pernambucano.

As multas da repatriação são aplicadas em cima de ativos mantidos por brasileiros no exterior que não recolheram impostos de forma indevida. O montante estimado pelos Estados a ser recebido é de cerca de R$ 5,2 bilhões. Existe um impasse sobre o direito dos Estados e municípios em receber parte dos valores arrecadados com as punições, o que levou governos estaduais a judicializar o caso.

Na terça-feira (22), o presidente Michel Temer recebeu os governadores de todas as unidades da federação. Foi anunciado que o governo federal se anteciparia à decisão do STF e liberaria os recursos. Em contrapartida, os estados precisariam fazer ajustes fiscais semelhantes aos propostos nacionalmente pela União, como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um teto para investimentos públicos, por duas décadas, de acordo com a inflação do ano anterior.

Também seria preciso desistir das ações judiciais. Sobre esse ponto, Câmara respondeu que os estados nordestinos “não” iam retirar os processos. “Vamos aguardar a Justiça. Temos uma liminar que já garantiu o depósito em juízo e a gente entende que a multa tem que ser repartida entre estados e municípios”, informou.

DEVER DE CASA

Na carta a ser enviada a Temer, os governadores vão detalhar as medidas de ajuste fiscal já aplicadas “desde janeiro de 2015”. Segundo Câmara, os estados do Nordeste têm uma realidade diferente da observada em governos estaduais de outras regiões, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Por isso, não seria possível concordar com um acordo que estabeleça regras únicas para todas as 27 unidades da federação ou mesmo para todas os nove estados nordestinos.

:: LEIA MAIS »






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia