WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: 12/dez/2016 . 22:59

COM PSD, LUKAS PAIVA GANHA MAIS 4 VOTOS NA DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Carqueija, Paiva e o prefeito Marão, que também é do PSD.

Carqueija, Paiva e o prefeito Marão, que também é do PSD.

O vereador reeleito Lukas Paiva (PSB) conquistou o apoio dos quatro vereadores eleitos pelo PSD na disputa pela presidência da Câmara de Ilhéus. Jerbson Moraes, Pastor Matos, Paulo Carqueija e Ery Bar fecharam questão com as bênçãos do prefeito eleito, Mário Alexandre, Marão (PSD).

O apoio do PSD à candidatura de Paiva contou com articulação direta de Carqueija, com o apoio do Pastor Matos e Ery Bar.

O vereador eleito Jerbson Moraes (PSD) explicou, por meio de uma rede social, o apoio. “Ser leal e saber esperar o meu momento faz parte de um amadurecimento pessoal e político!”, escreveu. Para Jerbson, Lukas Paiva “tem perfil e experiência para presidir o legislativo ilheense”.

Lukas torna-se franco favorito na disputa pela presidência da Câmara, após o apoio dos quatro vereadores do PSD. A eleição da Mesa Diretora ocorre no próximo dia 1º, após a posse dos vereadores.

NOTA PÚBLICA DE APOIO À SENADORA LÍDICE DA MATA

img_20161211_012731Venho a público me solidarizar e reiterar minha total confiança na integridade e na conduta ética da senadora Lídice da Mata, presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro – PSB, onde sou filiado e estou dirigente.

Conheço Lídice de perto há aproximadamente uma década. Fui seu assessor por quase dois anos, e não a conheço apenas no contato político e profissional. Conheço a avó de Isabel e Raul (seus netos), a mãe do querido amigo Bruno da Mata (seu filho), a irmã atenciosa com os irmãos Ary, Aurélio, Iara e Nanci.

Lídice, como o país inteiro sabe começou sua vida pública militando na faculdade de economia da UFBA onde em 1980 foi a primeira mulher eleita para presidir o diretório acadêmico. Em 1982 foi eleita vereadora em Salvador pelo MDB, 1986 foi eleita deputada federal e participou da Assembléia Constituinte de 1988. Em 1990 foi candidata ao governo da Bahia ficando em terceiro lugar. Em 1992 foi eleita a primeira e até os dias de hoje única mulher a governar Salvador.

Tendo uma gestão marcada pelo enfrentamento à uma cruel e desumana perseguição do Carlismo com todo seu aparato, influência no legislativo, no judiciário e na grande mídia. Ainda assim, Lídice deixou marcas positivas do seu governo que estão presentes na vida dos soteropolitanos até os dias de hoje. Basta ver a Ligação Iguatemi Paralela, a Estação Pirajá as mais de 22 encostas em áreas de risco, a modernização e ampliação do circuito carnavalesco da Barra x Ondina, a profissionalização do maior carnaval de rua do mundo e a eternizada Fundação Salvador Cidade Mãe.

Dois anos após deixar a prefeitura Lídice foi eleita a deputada estadual mais votada em Salvador e foi reeleita em 2002. Em 2006 foi eleita para o segundo mandato como deputada federal com quase 200 mil votos. E em 2010 foi finalmente eleita a primeira senadora da Bahia com mais de 3.000.000 de votos.
Com esta trajetória de luta e dedicação ao exercício da representação popular, Lídice sempre pautou sua vida na dignidade, na ética e no zelo com o erário público. Zelo este que pode ser claramente percebido em suas declarações de imposto de renda, onde não se nota nenhuma aplicação financeira vultuosa e nenhuma evolução patrimonial suspeita. Vivendo em um apartamento simples e sem possuir carros de luxo, navios, jatinhos ou iates, Lídice é um exemplo do que se espera de um político eleito não para ser um pop star, mas para exercer a representação popular sendo fiscal dos interesses do povo.

Nas campanhas eleitorais do PSB na Bahia, tanto em 2010 para o senado, quanto em 2014 para o governo onde Lídice foi nossa porta voz na condição de candidata, todas as doações foram oficiais e declaradas ao TSE través do TRE/BA que aprovou as referidas contas de campanha nas duas eleições.
Como o depoimento do próprio senhor Cláudio Melo, delator e ex diretor da empresa Odebrecht afirmou, Lídice nunca deu importância nem atenção a assuntos de interesse privado ou do grupo empresarial em questão. Ao contrário! Ao procurará- lá, nunca foi atendido.

Tenho plena confiança na justiça e a mais absoluta certeza de que tudo será trazido à luz, e ficará provado que a idoneidade dos seus 36 anos de vida pública Lídice, são e sempre serão motivos de orgulho para a militância socialista de norte a sul deste país e para todo povo da Bahia.

Vamos seguir em frente, com firmeza, muita fé em Deus e com o coração em paz pela certeza das mãos limpas e livres e de uma consciência que não te condena!

Alisson Gonçalves
Graduando em Sociologia
Assessor Parlamentar na Câmara dos deputados
Ex presidente do PSB Ilhéus
Dirigente Estadual do PSB

SOU UM ACADÊMICO

Felipe-de-PaulaFelipe de Paula | felipedepaula81@gmail.com

A crença em figuras brilhantes, geniais, reforçada na instituição universitária já entre os calouros, colabora apenas para o desenvolvimento de quadros de depressão, sentimento de inferioridade e aumento dos índices de evasão. Professores formados na lógica “estrelar” atuam de forma antipedagógica, anticriativa e quase proibindo a autonomia estudantil.

 

Sou um acadêmico. Entrei numa universidade pela primeira vez no ano 2000. Às vésperas de completar 19 anos, fiz minha matrícula como estudante de graduação. Nunca mais saí da universidade. Agora, aos 35 anos, sou docente há sete. Fui estudante de graduação, de pós-graduação, servidor técnico-administrativo e professor. Atuei em universidade particular, estadual e em duas federais. Tenho meus méritos? Talvez. Mas acima de qualquer coisa, tive privilégios.

Tive a oportunidade, certa feita, de ouvir uma fala de Ricardo Castro, maestro da Neojibá. Ele disse algo como: “Por que virei pianista e meu vizinho não? Porque o piano estava na sala de minha casa”! O “piano” na sala de minha casa foi uma estrutura familiar que me permitiu estudar tranquilamente, as bolsas de estudo que recebi, e uma série de outros privilégios que oportunizaram o livre desenvolvimento de minha intelectualidade.

Aí vem um ponto importante: o livre desenvolvimento da minha intelectualidade não significa que possuo algo especial, alguma distinção. Não sou, em nenhum aspecto, superior a nenhum outro cidadão possuidor de quaisquer níveis de estudo. Possuo saberes diferentes. Não mais importantes, não inferiores. Diferentes apenas.

Isso se aplica a mim na mesma medida que se aplica a qualquer outro estudioso. Minha breve vivência acadêmica permite a constatação de um mal comum neste encantador meio social: a vaidade.

É inegavelmente satisfatório estudar, planejar e redigir um trabalho ou executar uma aula que “funciona”. Você sente que a sua labuta sobre os livros, sua reflexão e a construção do seu discurso funcionaram, atingiram o objetivo e levaram um conhecimento que impactou positivamente a vida e a formação de alguém. Isso é bom, é gratificante. Contudo, eu – assim como qualquer outro acadêmico – sou incapaz de produzir isso sozinho. Minha ação é fruto das leituras, reflexões, aulas que assisti, diálogos que travei, alunos que tive. Sim. O docente é também um aprendiz.

Na universidade, uma sala de aula “clássica”, com fileiras ordenadas e apontadas em direção à “estrela” docente, parece-me arcaica. Uma roda onde todos – discentes e docente – surgem em posição de igualdade parece adequada.

A crença em figuras brilhantes, geniais, reforçada na instituição universitária já entre os calouros, colabora apenas para o desenvolvimento de quadros de depressão, sentimento de inferioridade e aumento dos índices de evasão. Professores formados na lógica “estrelar” atuam de forma antipedagógica, anticriativa e quase proibindo a autonomia estudantil.

Qual o caminho que enxergo para o ambiente acadêmico? Um espaço onde se reduza a “masturbação intelectual”, que gera prazer ao praticante, mas não produz efetivamente nada, um espaço onde sejam evitados textos desconexos, longos e usando de jogos de palavras que possuem mais sonoridade do que conteúdo.

O caminho é uma instituição universitária que seja feita de pessoas que compreendam o valor da criação, da solidariedade, do afeto, da objetividade e, principalmente, da humildade. Muito me anima ver estudantes que começam a desconstruir a lógica da meritocracia, que questionam a lógica de autoridade pautada apenas nas tradições, no cânone, nos protocolos. Que os paradigmas universitários se pautem por uma lógica humana. Esse será o meteoro que dará conta dos dinossauros acadêmicos.

Felipe de Paula é professor universitário.

BAHIA É DESTAQUE EM MUNDIAL DE KETTLEBELL

João Rosário, Flávia e Nicole durante Mundial de Kettlebell (Foto Divulgação).

João Rosário, Flávia e Nicole durante Mundial de Kettlebell (Foto Divulgação).

Sete atletas de dois times de Salvador – L3 Fun Training e Movimento Funcional Studio, representando a Bahia, conquistaram 10 medalhas de ouro no World Kettlebell Grand Prix Series Brasil. O evento, realizado na última sexta-feira (9), em Curitiba, é a primeira competição em nível internacional da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport (WAKSC).

Dentre os vencedores, seis medalhas de ouro ficaram para quatro atletas (2 de Santa Catarina, 1 da Bahia e 1 de São Paulo) treinadas pelo baiano João Rosário, um dos organizadores do evento e fundador da Brutal Strenght and Conditioning, empresa que tem a representação oficial da World Kettlebell Grand Prix Series para realizar campeonatos reconhecidos pela WAKSC no Brasil. No encerramento da competição, ele informou que em 2017 a etapa do mundial será realizado em Salvador, no dia 8 de setembro.

Em 2015, a Bahia sediou o primeiro campeonato de Kettlebell e, nesse último ano, os atletas de algumas equipes da capital baiana vêm treinando forte e aprimorando a técnica dos atletas que já possuem medalhas e bons resultados no esporte. Um dos grandes destaques da competição foi Fátima Regina, 56 anos, da equipe da L3, de Salvador, e suas duas filhas, Gabriela e Lara Guimarães.

:: LEIA MAIS »

MPT ACUSA A CAIXA ECONÔMICA DE PROMOVER TERCEIRIZAÇÃO ILEGAL; AÇÃO PODE BENEFICIAR CONCURSADOS

Caixa é acusada de promover terceirização ilegal.

Caixa é acusada de promover terceirização ilegal.

Ilan Fonseca, procurador do MPT.

Ilan Fonseca, procurador do MPT.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia entrou com uma ação civil pública contra a Caixa Econômica Federal (CEF) pedindo o fim da terceirização ilícita e a convocação de milhares de concursados. Além de pedir a condenação da instituição financeira e a concessão de uma liminar para que a terceirização ilícita seja suspensa imediatamente, o MPT quer uma indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 20 milhões.

O procurador do Trabalho Ilan Fonseca, diz que a terceirização ilegal se perpetua na Caixa e os concursados não tomam posse. Segundo ele, desde 2013 o MPT vem recebendo inúmeras denúncias em diversos municípios baianos que relatam a existência de terceirização ilícita de atividades-fim em agências da Caixa, “fraudando, assim, o instituto do concurso público como única forma de ingresso no serviço público”.

De acordo com o procurador, o MPT pretende que a Caixa seja proibida de terceirizar atividades como atendimento a clientes, caixa e outras específicas de sua atividade principal e, como consequência, emposse os aprovados em diversos concursos públicos realizados para preencher essas vagas ocupadas atualmente por terceirizados.

Em outubro de 2013, houve representação que apontou a agência da Caixa de Gandu como empregadora de terceirizados e foi instaurado inquérito para apurar o caso. Por causa da proximidade com Gandu, a agência da Caixa de Ipiaú também passou a ser investigada.

Entre outras descobertas, chamou a atenção do procurador a de que a remuneração dos empregados terceirizados é bastante inferior à dos empregados diretos da CEF, mesmo quando o terceirizado atua substituindo formalmente os funcionários concursados.

:: LEIA MAIS »

ALUNOS DA REDE ESTADUAL PODEM RENOVAR MATRÍCULA ATÉ DIA 30

Os aluno da rede estadual têm até o dia 30 de dezembro para a renovação da matrícula. Aqueles que têm frequência regular podem fazer a renovação pela internet, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação.

A confirmação é feita com o código da carta de renovação que o aluno recebe na escola. Esse código deve ser digitado no site de renovação (www.educacao.ba.gov.br/matricula). Ainda de acordo com a secretaria estadual, a carta de renovação deverá ser devolvida à secretaria escolar para efetivar a renovação da matrícula.

Além da internet, quem preferir pode fazer a renovação presencialmente, nas secretarias das escolas. O aluno ou responsável deve observar se há alguma pendência de documentação junto à secretaria escolar para a atualização dos dados. O estudante também deve levar comprovante de residência, independentemente de ter mudado de endereço.

TRANSFERÊNCIA E NOVOS ALUNOS

A Secretaria Estadual de Educação também definiu o cronograma para transferência e matrícula de novos alunos. O prazo será aberto em 24 de janeiro, encerrando-se no dia 31 do mesmo mês.

ESTUDANTES DESOCUPAM CAMPUS DA UESB EM ITAPETINGA

Após 53 dias, estudantes desocuparam o campus Itapetinga da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). O ato de protesto contra a PEC 55/2016, chamada de PEC do Teto, começou em 21 de outubro no campus. A desocupação foi decidida em assembleia na última quinta (8) e os estudantes começaram a deixar o local na sexta.

As aulas no campus não têm data para serem reiniciadas, pois os professores da universidade estão em greve, também contra a PEC 55 e a reforma do Ensino Médio. A Uesb tem campi em Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Os dois últimos continuam ocupados.

A PEC 55 foi aprovada em primeiro turno no Senado Federal e deverá ser submetida à segunda votação nesta terça (13), se a Câmara Alta mantiver o cronograma de votações.

UESC

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) continua ocupada por estudantes em protesto contra a PEC 55 e a reforma do Ensino Médio. A ocupação também começou na segunda quinzena de outubro. Ao contrário dos colegas da Uesb, os docentes da universidade situada em Ilhéus não aderiram à paralisação contra a proposta de emenda constitucional.

PLANO DE APOSENTADORIA DO BANCO DO BRASIL OBTÉM 50% DE ADESÃO

O Banco do Brasil informou hoje (12), em comunicado ao mercado, que 9.409 empregados aderiram ao Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (Peai). A adesão ao plano estava aberta até a última sexta-feira (9). O público potencial que poderia aderir ao programa era de 18 mil pessoas.

Com essa adesão, o banco terá despesas com pagamento de incentivos em 2016 de R$ 1,4 bilhão. Entretanto, em 2017 a estimativa é de redução de despesas com pessoal no valor de R$ 2,3 bilhões.

No dia 21 de novembro, o banco anunciou medidas de reestruturação, como fechamento de agências, ampliação do atendimento digital, redução de jornada de trabalho e o Peai.

Por meio do plano, o banco concedeu incentivo de desligamento correspondente ao valor de 12 salários, além de indenização pelo tempo de serviço, que varia de um a três salários, a depender do tempo de banco (entre 15 e 30 anos completos). Para aderir era preciso já estar aposentado pela Previdência Social ou ter 50 anos de idade e, no mínimo, 15 anos de trabalho no banco. Com informações da Agência Brasil.

JUSTIÇA DIPLOMA FERNANDO, VICE E VEREADORES ELEITOS

Fernando e o vice, Vita, serão diplomados hoje (Foto Divulgação/Arquivo).

Fernando e o vice, Vita, serão diplomados hoje (Foto Divulgação/Arquivo).

A Justiça Eleitoral diplomará, nesta segunda (12), às 9 horas, o prefeito eleito de Itabuna, Fernando Gomes, e os 21 eleitos para a Câmara de Vereadores. Também será diplomado o vice-prefeito eleito, Fernando Gomes Vita. A cerimônia de diplomação ocorrerá no Salão do Júri do Fórum Ruy Barbosa.

Fernando Gomes teve o registro de candidatura deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) somente na última semana. Nas urnas, obteve 32,41% dos votos válidos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Abaixo, confira a relação dos vereadores eleitos e a respectiva votação.

Ninho (PR) – 1.883 votos
Aldenes Meira (PCdoB) – 1.852 votos
Pastor Francisco (PRB) – 1.750 votos
Ronaldão (PMN) – 1.580 votos
Júnior do Trator (PHS) – 1.449 votos
Manoel Júnior (PV) – 1.219 votos
Jairo Araújo (PCdoB) – 1.138 votos
Chico Reis (PSDB) – 1.135 votos
Júnior Brandão (PT) – 1.114 votos
Alex da Oficina (PTC) – 1.111 votos
Antônio Cavalcante (PMDB) – 1.103 votos
Nel do Bar (PPS) – 1.098 votos
Milton Gramacho (PRTB) – 1.086 votos
Beto Dourado (PSDB) – 1.055 votos
Ricardo Xavier (PPS) – 961 votos
Babá Cearense (PHS) – 830 votos
Charliane Sousa (PTB) – 827 votos
Zico (PTC) – 808 votos
Chicão (PTB) – 755 votos
Robinho (PP) – 687 votos
Enderson Guinho (PDT) – 669 votos






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia