WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





janeiro 2017
D S T Q Q S S
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: 15/jan/2017 . 20:57

GÓES CALMON E JARDIM VITÓRIA ÀS ESCURAS

vela pazMoradores dos bairros Góes Calmon e Jardim Vitória estão há mais de uma hora sem energia elétrica. Pedem atenção da Coelba. De acordo com um dos moradores daquela região, as duas localidades ficaram às escuras por volta das 19h30min.

Até há pouco, nada de resposta da Coelba.

Atualização às 22h13h – A falta de energia elétrica também afeta um dos mais populosos bairros de Itabuna, o São Caetano.

Atualização às 7h (16/01) – O serviço começou a ser restabelecido por volta das 22h20min, de acordo com moradores. A Coelba ainda não se posicionou oficialmente quanto à falta de energia nesta região.

 

ILHÉUS: MARÃO DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA SAÚDE

Marão decreta estado de emergência na Saúde por 60 dias.

Marão: estado de emergência na Saúde.

O prefeito Mário Alexandre (Marão) decretou situação de emergência na saúde de Ilhéus. O decreto tem validade de 60 dias e foi assinado na última sexta (13). Segundo a assessoria do prefeito, o ato baseia-se em relatório de uma comissão responsável por levantar a situação de contratos, bens e serviço.

Segundo a comissão, 23 contratos da área de saúde foram encerrados em 31 de dezembro passado. “A situação tem impedido a continuidade da prestação de serviços”, diz. O desabastecimento afeta toda a rede com a falta de “medicamentos e insumos médicos e odontológicos”.

O prefeito diz que os contratos assinados pelo governo passado “não foram disponibilizados à comissão de transição de governo” nem a equipe técnica “teve acesso às informações em tempo hábil para providenciar a prorrogação desses contratos”. A partir do decreto, o prefeito terá como contratar os serviços na área de saúde por meio de dispensa de licitação.

DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL MORRE EM ILHÉUS

O delegado Rodrigo Reis, da Polícia Federal, e a esposa (Foto Reprodução).

O delegado Rodrigo Reis, da Polícia Federal, e a esposa (Foto Reprodução).

O corpo do delegado da Polícia Federal Rodrigo Reis está sendo velado no SAF (Alto da Conquista) em Ilhéus. Rodrigo estava em casa, na manhã de hoje (15), quando começou a sentir mal-estar e faleceu antes que recebesse socorro médico.

Ainda não foi divulgado o horário nem local do enterro do corpo do delegado da Polícia Federal. O sepultamento será em Salvador. Ele deixa esposa, a médica Bárbara Carneiro. De acordo com o repórter Fábio Roberto, do FR Notícias, a causa da morte foi embolia pulmonar.

Rodrigo estava trabalhando na PF em Ilhéus há quase cinco anos e participou de uma das maiores operações da Polícia Federal no sul da Bahia, quando a corporação e a Força Nacional de Segurança trabalharam no conflito entre fazendeiros e autodeclarados tupinambás. O conflito envolve uma região de mais de 47 mil hectares, entre Ilhéus, Buerarema e Una.

VESTIBULAR DA UESB REGISTRA 22,5% DE ABSTENÇÃO NO PRIMEIRO DIA

Um dos locais de provas do primeiro dia de Vestibular da Uesc (Foto Divulgação).

Um dos locais de provas do primeiro dia de Vestibular da Uesc (Foto Divulgação).

Domingo de prova para os candidatos às 1.186 vagas oferecidas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) nos campi de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. O primeiro dia do processo seletivo registrou abstenção de 22,5% de acordo com a Comissão Permanente de Vestibular (Copeve).

O vestibular registrou, em 2017, o maior número de inscritos dos últimos dez anos, segundo a comissão do exame. Foram 17.795 inscritos no processo seletivo. As provas serão aplicadas em dois dois – eram três -, além da redução do número de questões.

Hoje, foram aplicadas questões de Matemática, línguas Portuguesa e Estrangeira, Literatura Brasileira e prova de Redação. Encerrando o exame, nesta segunda (16) serão aplicadas as questões de Ciências Humanas e Ciências Naturais.

 

EU, RAMON E PAPAI NOEL

IMG-20170115-WA0051Maurício Maron | mauricio.maron@gmail.com
Vá em paz, amigo. Leve consigo a minha gratidão. E a imagem inesquecível do abraço que trocamos, às 5 e meia da tarde, em Ferradas, no dia 24 de dezembro de 1989.

 

Recebo com imensa tristeza a morte de Ramon Vane. Todas as vezes que nos encontrávamos, relembrávamos um episódio especial que compartilhamos secretamente, por muitos anos, em nossas vidas.

Era Natal. Enquanto minha primeira filha, ainda muito pequena, aguardava pelo Papai Noel em nossa casa, eu tocava meu plantão na TV Santa Cruz.

A primeira pauta do dia me designava para cobrir uma triste realidade da nossa gente.

Ir até a periferia da cidade e ouvir as crianças que (sobre)viveriam naquele entorno, sobre o que representava aquela data e o que esperava daquela noite.

Conheci Jorge, sugestivamente morador de Ferradas.

Ao entrevistá-lo, eu cheio de dedos para não aumentar ainda mais a ferida que a vida lhe proporcionara, ouvi de uma criança de não mais de seis anos, uma frase que jamais consegui esquecer.

“Nunca vi Papai Noel, acho que ele não sabe o endereço daqui de casa. Queria muito uma bicicleta. Até tenho a sensação de que esse ano ele vem”.

Voltei para a redação com a sensação de culpa por ter reavivado um sentimento tão profundo numa criança, sabendo que, à noite, a realidade certamente não chegaria. Ouvia a todo instante a frase repetida na minha alma. E tomei uma decisão.

Na retomada das pautas, no turno da tarde, decidi me dirigir à residência do empresário Helenilson Chaves, então dono da emissora, e tentar uma conversa para ele.

(Aqui um parêntese: tenho uma admiração profunda por esta pessoa e ele sempre me tratou com um carinho especial enquanto estive na empresa dele.)

Mesmo estando recebendo, naquele momento, uma importante autoridade federal, ele não me negou a audiência.

Expliquei o que tinha se passado pela manhã.

Ele olhou nos meus olhos e me perguntou: você tem ideia de quantas crianças tem lá?

Respondi: umas cem. Rs

Ele pegou um pedaço de papel, fez uma anotação e me entregou. Era uma autorização para ir até uma loja de brinquedos e pegar bonecas e bolas e, claro, a bicicleta de Jorge, e fazer a entrega àquelas crianças sedentas por um gesto de carinho e de respeito. Todas seriam presenteadas.

Me pediu apenas uma coisa: que não revelasse quem assumiu financeiramente a iniciativa.

(Neste momento, peço a ele para quebrar um silêncio de mais de 25 anos, para justificar esta homenagem que faço a Ramon Vane.)

De posse dos brinquedos, um dilema. Quem seria Papai Noel que tivesse o endereço daquela comunidade tão esquecida?

Não pensei duas vezes. Um telefonema foi suficiente para convencer Ramon. Em menos de 15 minutos ele já estava na emissora, com uma roupa de bom velhinho “tamanho duplo” onde caberiam dois dele, com a determinação que o que mais importava naquele momento não era o estético, era ver um sorriso nos rostos sofridos dos esquecidos pelo sistema.

E assim terminamos o nosso dia. Entregando bonecas, bolas e bicicleta.

Oferecendo o bem-querer, alimentando almas de novos sonhos.

Obrigado, Ramon Vane, por me proporcionar um dos momentos mais inesquecíveis da minha vida.

Obrigado pelo abraço que trocamos silenciosamente naquele dia de natal.

Obrigado por me permitir chegar feliz em casa e, mesmo encontrando minha pequena dormindo ainda sem a chegada de Papai Noel, sorrir e acreditar que, ao encontro com pessoas como você, a gente pode acreditar num mundo melhor.

Vá em paz, amigo. Leve consigo a minha gratidão. E a imagem inesquecível do abraço que trocamos, às 5 e meia da tarde, em Ferradas, no dia 24 de dezembro de 1989.

Maurício Maron é jornalista e editor do Jornal Bahia Online.

EM SALVADOR, LEONARDO BOFF DEFENDE “MUDANÇA DE CONSCIÊNCIA”

Observado por PHA, Boff defende mudança de consciência (Foto Jonas Santos).

Observado por PHA, Boff defende mudança de consciência (Foto Jonas Santos).

Vitor Fernandes

Uma mesa inusitada marcou o primeiro dia de debates do Encontro Estadual da Esquerda Popular Socialista (EPS), tendência interna do PT, na Faculdade de Arquitetura da Ufba, em Salvador, com a presença do jornalista Paulo Henrique Amorim (PHA) e do teólogo Leonardo Boff.

Quebrando o protocolo e chamando para compor a mesa, o comunicólogo uniu dois distintos discursos interligados pela dinâmica socialista em um evento com representantes de cerca de 100 municípios da Bahia. PHA salientou a importância do encontro com a participação de Boff para a esquerda brasileira e apontou a saída para vencer o golpe, a crise política e restaurar a democracia.

– A saída é montar uma aliança do centro para a esquerda, que reúna toda a sociedade num trabalho que tenha o interesse do povo em primeiro lugar, no centro do problema e lutar de modo que isso se concretize na campanha presidencial do Lula, que é quem tem as condições para liderar esse movimento.

Já o teólogo Leonardo Boff, com explanação sobre a existência, conceito de socialismo, defesa da unidade como início de um processo de revitalização, fez uma profunda análise da situação atual e defendeu que todas as políticas tenham que incluir um momento ecológico.

– Porque se não tem a terra que produz vida, não adianta as igrejas, não adianta os partidos, não adianta a nossa civilização, vamos desaparecer. Eu acho que a gente tem que manter isso como horizonte, não é que a gente vá deixar de trabalhar no concreto, fazer nossas políticas necessárias, nós temos que tomar consciência da nova responsabilidade dos seres humanos e que as políticas verdadeiras têm que incluir formas de educação para uma nova consciência, como sempre acentua o deputado Valmir [Assunção], uma nova mente um novo coração, para captar essa realidade e dar a nossa contribuição para evitar esta catástrofe – sintetiza Boff.

:: LEIA MAIS »

NETO: JEQUITIBÁ BUSCA SE CONSOLIDAR, ATÉ 2018, COMO SHOPPING COMPLETO

Neto diz que missão é consolidação como shopping completo até 2018 (Foto FEmpresarial).

Neto diz que missão é consolidação como shopping completo até 2018 (Foto FEmpresarial).

O Jequitibá trabalha para consolidar-se como shopping center completo até 2018, revela o diretor do Grupo Chaves, Manoel Chaves Neto, nesta entrevista. “Para que isso aconteça, temos que ter um shopping com cinema, academia, restaurantes, espaço para medicina e laboratório etc”, completa.

O executivo do Grupo Chaves também aborda, nesta entrevista, a crise econômica nacional e emite opinião quanto ao futuro da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa).

Neto fala, ainda, das obras de construção da primeira unidade de uma das principais redes de loja de departamentos, a Renner, no sul da Bahia. A previsão é de que a inauguração ocorra antes do Dia das Mães. Confira.

Estrutura sendo edificada para abrigar loja e mais operações do shopping.

Montagem da estrutura da Renner e – em breve – cinema e estacionamento.

As obras estão dentro do prazo?

Sim. Iniciamos as obras da Renner em 13 de novembro. Ontem (sábado, 14), finalizamos toda a montagem estrutural – pilares, vigas e lajes – faltando apenas fechamento lateral e impermeabilização.

Toda esta obra foi para Renner?

A Renner terá uma loja de 2.100 metros quadrados em 2 andares, ligados internamente por escadas rolantes, escadas fixas e elevadores. Acima da Renner, no L3, já fizemos investimentos para que, num futuro próximo, utilizemos como estacionamento. Aproveitamos esta intervenção para fazer fundações e colocar pilares que suportem construção de deck park, prédio comercial, cinema…

A fase de fundação e montagem foi bem rápida. O que permitiu essa agilidade?

Optamos pelo método construtivo com pré-moldados, método este que nos dá mais velocidade, diante da necessidade da Renner de inaugurar a loja antes dos Dia das Mães. As equipes do shopping e da obra, afinadas com os objetivos comuns, foram também fundamentais para este êxito.

Estrutura terá capacidade para várias operações do shopping, incluindo academia e espaço para medicina e laboratório.

Estrutura terá capacidade para várias operações do shopping, incluindo academia e espaço para medicina e laboratório.

Qual a estimativa de geração de empregos com a Renner?

Nós acreditamos que uma loja deste porte deva gerar, inicialmente, 80 postos de trabalhos, sendo ao longo do tempo readequados para a realidade, entre 50 a 70 empregos.

A crise econômica tem afetado o movimento do Jequitibá?

Seríamos irresponsáveis se disséssemos que não, pois a crise atinge toda a população, de A a Z, quem consome, quem faz o varejo. Falando da crise no shopping, asseguro que atinge numa proporção bem pequena, sendo certo que são problemas pontuais. O que mais me preocupa é a falta de chuva, falta de água em nossa região.

Clique no “leia mais” e confira a íntegra da entrevista. :: LEIA MAIS »

AOS 57 ANOS, MORRE O ATOR RAMON VANE; BUERAREMA DECRETA LUTO OFICIAL

Ramon Vane deixa marcas na arte e no Direito (Foto Divulgação).

Ramon Vane deixa marcas na arte e no Direito (Foto Divulgação).

Um dos mais completos atores sul-baianos, Ramon Vane faleceu na madrugada deste domingo (15), vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ele estava internado no Hospital de Base de Itabuna desde a tarde da última quarta (11), quando chegou à unidade em estado grave (relembre aqui).

O corpo do artista está sendo velado no Plansef, em Buerarema. O enterro ocorrerá no cemitério municipal de Buerarema, às 15h, de acordo com o prefeito Vinicius Ibrann. Ao PIMENTA, o prefeito informou que decretará luto oficial de 3 dias.

Ramon não era só ator. Era multifacetado. Era poeta, diretor e advogado. “Como advogado, tive a chance de acompanhá-lo em manifestações no tribunal do júri, onde os elementos sociológicos, filosóficos e da cidadania faziam juízes e promotores “verdes” de existência social ficarem desconcertados em suas vistosas togas negras”, disse o também radialista Iruman Contreiras.

Como ator, uma das fases mais agudas de Ramon Vane ocorreu em 2011. Era outubro quando Ramon abiscoitou o prêmio do 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, na categoria melhor ator coadjuvante. Era resultado de sua interpretação do personagem Prafrente Brasil em O homem que não dormia, de Edgard Navarro.

Fecham-se as cortinas. Agora, Ramon Vane se apresenta em outro plano.

unisa






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia