Sede da Cooperast, vencedora de chamada para o Litoral Sul.

Sede da Cooperast, vencedora de chamada para o Litoral Sul.

O governo baiano publicou, neste final de semana, resultado de chamada pública de assistência técnica e extensão rural da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR). A Cooperativa de Desenvolvimento Territorial (Cooperast) foi a vencedora de um dos editais da Bahiater Litoral Sul.

Por meio da chamada, a Bahiater pretende atender agricultores familiares nos Territórios de Identidade da Bahia com assistência técnica e extensão rural. Somente no sul, baixo-sul e Vale do Jequiriçá, devem ser atendidas 3,6 mil famílias.

O diretor executivo da Cooperast e responsável técnico pela elaboração dos projetos, Thiago Guedes, comemorou a publicação destacando que o momento atual é de superar os desafios do campo, principalmente ao se tratar dos protocolos que darão aos agricultores acesso às Políticas Públicas de direito.

– É com muita alegria que mais uma vez enfrentaremos os desafios de planejarmos e executarmos ações que ajudarão agricultores familiares à acessarem políticas de beneficiamento através da melhoria dos processos de comunicação, articulação e instrumentalização como o Crédito Rural (Pronaf, Pronaf Agroecologia), mercados institucionais PAA (Programa de Aquisição de Alimento) e PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), PNHR (Programa Nacional de Habitação Rural), Luz para Todos e Água para Todos – afirmou Thiago.

Segundo ele, outros pontos de interesse são a “agroindustrialização, estradas vicinais possíveis de serem transitadas, escola do campo, saúde, DAP ativa e outras estruturas necessárias para ser viável viver com dignidade e qualidade na área rural, produzindo com sustentabilidade a alimentação da população.

De acordo com o Edital, a chamada busca promover a oferta da assistência técnica tendo como foco o desenvolvimento rural sustentável, a superação da pobreza rural, sustentabilidade sócio ambiental e a transição para agroecologia.

A Cooperast, segundoe ele, ampliará as ações para os municípios de Itacaré, Canavieiras, Ilhéus e Maraú, além da continuidade do desenvolvimento das ações de assistência e extensão rural em Buerarema, Santa Luzia, Una e Uruçuca pelo Projeto de ATER Sustentabilidade aprovado em 2015. A cooperativa também atende os municípios de Mascote, Camacan e São José da Vitória por meio de projeto aprovado em 2012.

720 FAMÍLIAS

O projeto será executado em 36 meses e contemplará 720 famílias de agricultores familiares beneficiários do projeto, incluídas socioprodutivamente, por meio de uma proposta de transição agroecológica, a partir do planejamento, organização e estruturação das Unidades Produtivas Familiares (UPFs).