WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










fevereiro 2017
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

editorias






:: 7/fev/2017 . 23:18

JOVEM É ASSASSINADO NO JARDIM PRIMAVERA

O jovem Vitor Ferreira foi assassinado a tiros, nesta noite de terça (7), no Bairro Jardim Primavera, em Itabuna. O crime ocorreu em um campo de futebol.

Os disparos atingiram a cabeça do jovem. O atirador estava em uma moto, segundo testemunhas. Suspeita-se que a vítima tinha ligação com o tráfico de drogas.

SELFIE COM O BISPO

Fernando faz selfie com o bispo Dom Ceslau e Monsenhor Moisés.

Fernando faz selfie com o bispo Dom Ceslau e Monsenhor Moisés.

Um dos sucessos da campanha política de 2016 em Itabuna foi o então candidato Fernando Gomes respondendo a perguntas enviadas pelo WhatsApp por eleitores. O quadro era apresentado nos programas e servia para quebrar a imagem do Fernando rústico e aproximá-lo da juventude. Na metade da campanha, ele assumiu que não tinha o aplicativo de mensagens.

Parece que, após a peleja eleitoral, o homem aderiu de vez à tecnologia. Hoje (7), o prefeito fez selfie com o bispo da Diocese de Itabuna, Dom Ceslau Stanula, e o monsenhor Moisés, durante encontro em seu gabinete no Centro Administrativo Firmino Alves.

DEPUTADO CHAMA EMBASA DE “EMPRESA 171”

Targino Machado diz que Embasa é "171".

Targino Machado diz que Embasa é “171”.

O deputado estadual Targino Machado (PPS) detonou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) pela qualidade dos serviços prestados em todo o estado. “É uma empresa “171”. Os recibos chegam todos os meses e tem localidades que, apesar dos recibos chegarem e serem pagos, a água só jorra na torneira a cada 3 ou 4 meses”, disse. O 171 é número de artigo do Código Penal brasileiro que se refere à prática de estelionato ou fraude.

Targino citou como exemplo de golpe da Embasa o município de Candeal, abastecido pela adutora de Ponto Novo. Segundo ele, os povoados de Belo Alto e São João registram cenário desolador. “As pessoas vivem à míngua, esperando ansiosamente a água cair, como se fosse favor. Na verdade, é obrigação do Estado levar água para o povo. Infelizmente, a água é difícil de cair e quando cai é de má qualidade. Esse é o governo da Bahia”, disse. Até agora, a empresa não se pronunciou quanto à acusação feita pelo parlamentar.

PRESIDENTE DO SINDSERV DIZ QUE PREFEITURA DEIXA FUNCIONALISMO SEM VALE TRANSPORTE

Wilmaci, do Sindserv, denuncia falta de vale transporte.

Wilmaci, do Sindserv, denuncia falta de vale transporte.

A direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) denunciou a nova gestão por não repassar o vale transporte ao funcionalismo. O município não está fornecendo vale municipais nem intermunicipais. No início do ano, a prefeitura cortou o fornecimento do vale intermunicipal, por meio de decreto. Após pressão, a medida foi revista pelo prefeito Fernando Gomes.

De acordo com a presidente do Sindserv, Wilmaci Oliveira, servidores estão faltando ao trabalho, principalmente os que residem foram de Itabuna, por não poder custear o deslocamento. O fornecimento do vale é obrigação do município. “O que a gente percebe é que falta empenho do executivo para resolver essa demanda”, critica Wilma.

Apesar de entraves burocráticos junto à Rota, devido a pendências da gestão passada, segundo a presidenta do Sindserv, ela acredita que a questão poderia ser resolvida. “Bastava à prefeitura chamar a Rota e a AETU (Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Itabuna) para identificar as dívidas pendentes e abrir um processo administrativo para efetuar os pagamentos”, explica.

Wilmaci vê o governo municipal com outras prioridades. “Estão mais interessados numa Reforma Administrativa, que a médio prazo comprometerá o pagamento dos salários dos servidores; no carnaval em meio a uma crise hídrica; na demissão em massa dos trabalhadores do Hospital de Base, com fechamento do setor de psiquiatria e enfermarias. Tudo isso é mais importante para o governo do que resolver o problema dos vales transportes”, alfineta.

COM MUDANÇAS, FIES ABRE INSCRIÇÕES PARA 150 MIL FINANCIAMENTOS

Fies oferece até 150 mil financiamentos neste semestre (Foto ABr).

Fies oferece até 150 mil financiamentos neste semestre (Foto ABr).

Após atraso de quase três horas, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abriu inscrições na internet. A previsão era que o sistema fosse aberto às 12h, mas, segundo o Ministério da Educação, estava passando por ajustes finais. Nesta edição, são ofertados 150 mil financiamentos.

As inscrições começam hoje (7) e vão até o dia 10. O resultado será divulgado no dia 13. Para concorrer a uma das vagas, é preciso acessar o site do programa.

Neste semestre, o governo reduziu o teto do financiamento aos estudantes. O limite mensal do Fies passou de R$ 7 mil para R$ 5 mil.

O atraso na abertura das inscrições gerou reclamações nas redes sociais e o termo Fies chega aos mais citados no Twitter.

Ontem (6), o Ministério da Educação anunciou que o sistema seria aberto às 12h.”12h no fuso horário de Marte, né Fies”, escreveu um usuário do Twitter. “O MEC cobra comprometimento com o horário no Enem, mas eles mesmos não têm pra divulgar as coisas, como pode?”, reclamou outra. “Daqui a pouco é 2018 e não abriu essa inscrição ainda #FIES”, disse outra usuária do Twitter.

FINANCIAMENTO

O Fies oferece financiamento a estudantes em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante. O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários-mínimos por pessoa.

A oferta de vagas do Fies dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde. Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do MEC.

Para participar é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do (Enem) e não ter zerado a redação.

BURITI PATROCINA BLOCO SEM CORDAS NO CARNAVAL DE ITABUNA

Babado Novo, da vocalista Mari Antunes, puxará o Te Amasso sem cordas (Foto Divulgação).

Babado Novo, da vocalista Mari Antunes, puxará o Te Amasso sem cordas (Foto Divulgação).

Mauro, da Buriti: fortalecimento da cultura regional (Foto Pimenta).

Mauro, da Buriti: apoio à cultura sul-baiana (Foto Pimenta).

A Rede de Lojas Buriti será uma das principais patrocinadoras do Carnaval Antecipado de Itabuna em 2017. A folia começa na próxima sexta (10), nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre e deve atrair cerca de 100 mil foliões, de acordo com a organização.

Numa parceria com o Te Amasso, a Buriti contratou a Banda Babado Novo, uma das principais atrações da festa. Vocalista da Babado Novo, Mari Antunes vai agitar a multidão, com o Bloco Te Amasso desfilando sem cordas, fazendo a alegria do folião pipoca, na retomada do carnaval itabunense. “Todo mundo vai poder pular e se divertir de graça”, afirma Mauro Ribeiro, diretor comercial da Buriti.

O investimento da Buriti também garantirá mais atrações. A empresa patrocinará, ainda, o Bloco DK1 Beijo, que descerá a avenida puxado pela cantora Liu Menezes, uma das sensações da música sul-baiana. O bloco sai no sábado (11).

“Queremos que todos brinquem com segurança e alegria, relembrando os velhos tempos. Venha você também resgatar essa tradição bonita que fez Itabuna ganhar destaque nacional”, convoca Mauro.

A Buriti, afirma o diretor, busca fortalecer a cultura regional e democratizar o acesso à arte com patrocínios a festas, espetáculos teatrais e grandes eventos no sul da Bahia. A rede de lojas de material para construção completa 20 anos em 2017.

MARAÚ: GRACINHA PEDE NOVO ESTÁDIO E ESTRADAS ASFALTADAS

Gracinha, Everaldo Anunciação e, à direita, o secretário Josias Gomes.

Gracinha, Everaldo Anunciação e, à direita, o secretário Josias Gomes.

O secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Estado, recebeu em audiência, em Salvador, a prefeita reeleita de Maraú, Maria das Graças Viana, Gracinha (PP), além de Everaldo Anunciação, presidente estadual do PT.

A prefeita reivindicou obras de infraestrutura e construção de estádio. “Queremos apoio para construir um estádio de futebol, no bairro Independência. O projeto, no valor de R$ 352 mil, já foi encaminhado à Sudesb”, disse a prefeita de Maraú.

Ele também reivindicou o auxílio do governo do Estado para a realização do Carnaval no povoado de Saquaíra, a perfuração – pela Cerb – de 3 poços artesianos nas localidades de Piabinha, Saquaíra, e Tabocas, e o envio de uma ambulância.

“Outra importante medida será o asfaltamento dos oito quilômetros da estrada de Faísqueira (distrito de Ubaitaba) até Ibiaçu e dos 14 quilômetros até a BR-030”, afirmou.

O município possui 21 mil habitantes – distribuídos entre a sede e 18 povoados. É um dos mais importantes destinos turísticos da Bahia, inserido na Costa do Dendê, e recebe visitantes do Brasil e estrangeiros, em busca de conhecer as suas inúmeras atrações turísticas.

VEREADOR PROPÕE A SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE CONSTRUIR SALA DE ESTABILIZAÇÃO EM BUERAREMA

Titular da Sesab, Fábio Villas-Boas, e o vereador Elinho.

Titular da Sesab, Fábio Villas-Boas, e o vereador Elinho.

O vereador Élio Almeida, Elinho (PTN), reuniu-se com o secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas, em Salvador, e apresentou proposta para que a Sesab viabilize a Sala de Estabilização em Buerarema, sul da Bahia. “Essa sala será de grande importância para nosso municipio, pois ajudará no atendimento dos pacientes em estado critico que requeiram cuidados imediatos, seja clinico ou até mesmo cirúrgico”, explicou o vereador.

Segundo Elinho, Villas-Boas foi receptivo à proposta. Elinho diz que a Sala de Estabilização é importante para a população, principalmente se levar em conta que os atendimentos de maior complexidade são feitos em outras cidades, principalmente Itabuna.

ESTADO INVESTIRÁ R$ 100 MILHÕES NA IMPLANTAÇÃO DE ESCOLAS CULTURAIS

Rui Costa detalha projeto em entrevista a Edmundo Filho.

Rui Costa detalha projeto em entrevista a Edmundo Filho.

A Bahia terá 85 escolas culturais com núcleos da Orquestra Neojiba e outras linguagens, a exemplo de dança e poesia. O tema é abordado na entrevista concedida por Rui Costa ao programa Digaí Governador!, apresentado pelo jornalista Edmundo Filho.

– Queremos transformar essas escolas em celeiros de arte. E quem sabe podemos despertar e descobrir muitos talentos existentes nas nossas escolas culturais – diz o gestor baiano, observando que o objetivo é incluir a arte e a cultura no currículo escolar do estudante, e não apenas como uma atividade complementar.

De acordo com o governador, a ideia surgiu a partir da série de visitas feitas a escolas desde o início da gestão. Já são 222 unidades visitadas ao longo de 237 viagens ao interior da Bahia. “Lá no início, em 2015, eu conheci uma escola em Tanhaçu, onde o diretor montou uma sala de cinema em uma das salas de aula e aberta não apenas aos alunos. Baseado nesta e em muitas outras experiências que conheci ao longo desses dois anos, estamos lançando agora as escolas culturais”.

Cerca de R$ 100 milhões serão investidos na melhoria da estrutura física das escolas, de acordo com ele. “Além disso, estamos anunciando que todas as escolas de nível médio do Estado terão coordenadores pedagógicos. Isso aumenta nossa expectativa de qualidade nas escolas”.

:: LEIA MAIS »

POLÍCIA IDENTIFICA SUSPEITOS DE PROMOVER CHACINA EM PORTO SEGURO

Mortos na chacina ocorrida na noite de domingo em Porto Seguro (Fotomontagem).

Mortos na chacina ocorrida na noite de domingo em Porto Seguro (Fotomontagem).

Do Ibahia.com

A Polícia Civil em Porto Seguro já identificou os suspeitos pela morte de oito homens, incluindo quatro filhos de policiais, no município na noite de domingo (5). Uma nona vítima sobreviveu o ataque e segue internado em estado grave no Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães. Athos Moura foi baleado na cabeça.

Segundo o delegado Moisés Nunes Damasceno, titular da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), tanto a identificação quanto a motivação dos crimes não serão divulgados para não atrapalhar o andamento das investigações.

Equipes coordenadas por Damasceno trabalham agora na localização dos bandidos. “O sobrevivente segue entubado. Mas já ouvimos várias testemunhas e ainda faltam algumas com quem vamos conversar. Não achei nenhum registro criminal contra as vítimas”, disse o coordenador da 23ª Cooprin/Eunápolis.

Nesta segunda-feira (6), o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Porto Seguro), o major Anacleto Silva França, disse ao CORREIO que apenas duas pessoas eram alvos da chacina e que as demais foram mortas por conta “do descontrole”. O delegado Moisés Damasceno negou a versão.

MORTES
O crime aconteceu no bairro Porto Alegre I,  dentro de uma casa. Morreram na ação Gabriel Lobo Fernandes, 22 anos, filho do falecido Policial Militar Sidinei dos Santos Fernandes, Igor Lelis dos Santos Santana, 20, filho do PM Josenilton dos Santos Santana, os irmãos Victor Cláudio do Nascimento Bispo, 20 anos e Caio Felipe Nascimento Bispo, 17, filhos do Policial Civil Cláudio dos Santos Bispo.

Além deles, também foram mortos Vinicius Bispo dos Santos, que era cabo da Aeronáutica, os irmãos Gabriel de Jesus Feitosa, 25, e Leandro de Jesus Feitosa, 21, e Felipe Ricardo Lopes Borges, 27. Uma nona vítima sobreviveu e está internada em estado grave no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, lá mesmo em Porto Seguro.

INDICAÇÃO DE ALEXANDRE MORAES PARA O STF É PUBLICADA

Alexandre de Moraes é indicado ao STF pelo presidente Michel Temer (Foto Marcello Casal/ABr).

Moraes é indicado ao STF pelo presidente Michel Temer (Foto Marcello Casal/ABr).

Foi publicado no Diário Oficial da União  de hoje (7) o despacho no qual o presidente Michel Temer encaminha, para apreciação do Senado, o nome de Alexandre de Moraes para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em decorrência do falecimento do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo em Paraty (RJ) no último dia 19 de janeiro.

Também foi publicado o afastamento de Moraes do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, pelo prazo de 30 dias, “para tratar de assuntos particulares”. Moraes está à frente do ministério desde maio de 2016, quando Michel Temer assumiu interinamente a presidência da República durante o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

O ministro pretende ficar afastado do ministério até a sabatina do Senado Federal, que aprovará ou não sua indicação. No lugar de Alexandre de Moraes, assume o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, José Levi.

Antes de ser ministro, Moraes foi secretário de Segurança Pública de São Paulo, cargo para o qual foi nomeado pelo governador Geraldo Alckmin em dezembro de 2015. Entre 2002 e 2005, na gestão anterior de Alckmin, ele ocupou a Secretaria de Justiça, Defesa e Cidadania paulista.

:: LEIA MAIS »

LULA NUNCA SABE O SEU LUGAR

images (1)Wilson Gomes, via Facebook

 

Uma parte da sociedade brasileira nunca se cansa de mostrar a Lula o seu lugar. E de reclamar, histérica, quando ele, impertinente, não faz o que ela quer. Tem sido assim. Lula já foi insultado de analfabeto, nordestino, cachaceiro, ignorante e aleijado, muito antes de ser chamado de corrupto e criminoso.

 

Primeiro apareceram os que acusaram Lula de pecado futuro: vai usar a morte da esposa para se fazer de vítima. Acusar alguém de pecados ainda não cometidos é uma tentativa de fechar ao acusado uma alternativa, de desqualificá-la de antemão: “vai doer, mas chorar você não pode; tente, então, ficar quietinho”. “Fazer-se de vítima” é uma dessas expressões curiosas da alma brasileira, vez que quem acusa o interlocutor de se fazer de vítima geralmente está fazendo o papel de verdugo. O carrasco está barbarizando, mas, por favor, tenha compostura, “não se faça de vítima”.

Depois apareceram as condenações pelo “uso político do velório”. Como pode um sindicalista e político enterrar a própria esposa com um coração de político e sindicalista? Tinha que ter havido discrição, silêncio. Como pode um sujeito enterrar a sua companheira de vida, cuja morte foi, no mínimo, acelerada pelo desgosto e por acusações que, segundo ele, são injustas, sem berrar, espernear, acusar? Não, o certo era ficar quietinho ou, se fosse mesmo para fazer drama, que se cobrisse de cinzas, batesse no peito, em lágrimas, e gritasse “mea culpa, mea maxima culpa!”.

Fosse apenas questão de ser sommelier do luto alheio, até me pareceria razoável. Afinal, o Facebook é principalmente uma comunidade de tias velhas desaprovando as saias curtas e os comportamentos assanhados dos outros. Mas, é mais que isso. Pode haver um aluvião público de insultos, augúrios de morte e dor, e difamação à sua esposa, durante duas semanas, mas Lula não pode mostrar-se ultrajado ou ofendido, não pode desabafar do jeito que pode e sabe, não pode espernear. Em vez do “j’accuse”, o certo seria a aceitação bovina do garrote, da dor, da perda. Em vez do sindicalista e político, em um ambiente privado do sindicato, velando entre amigos a mãe dos seus filhos, havia de ser um moço composto e calado. Todo mundo tem direito de velar os seus mortos como pode e sabe, exceto Lula.

Uma parte da sociedade brasileira nunca se cansa de mostrar a Lula o seu lugar. E de reclamar, histérica, quando ele, impertinente, não faz o que ela quer. Tem sido assim. Lula já foi insultado de analfabeto, nordestino, cachaceiro, ignorante e aleijado, muito antes de ser chamado de corrupto e criminoso. A cada doutorado honoris causa de Lula choviam ofensas e impropérios porque ele não tinha todos os dedos, porque era uma apedeuta, porque era um peão. Qualquer motivo para odiá-lo sempre foi bom o bastante para uma parte da sociedade.

Agora, estamos autorizados a odiá-lo por mais uma razão: o modo como acompanhou a agonia e como velou sua companheira. Que os cultivados me perdoem a analogia, mas isso me lembra a acusação feita em O Estrangeiro, de Albert Camus, ao sujeito que não conseguiu chorar e sofrer, como aos demais parecia conveniente e apropriado, no funeral da própria mãe: “J’accuse cet homme d’avoir enterré sa mère avec un cœur de criminel”. “Eu acuso este homem de ter enterrado a sua mãe com um coração de criminoso”. No surrealismo da narrativa política brasileira, a história se repete: Lula deve ser desprezado porque enterrou a esposa com um coração de político e sindicalista e isso não está direito. Voilà. Lula nunca vai aprender o seu lugar. Tsc.

Wilson Gomes é doutor em Filosofia e professor da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia