WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: 24/mar/2017 . 23:49

EMPRESÁRIOS PARTICIPAM DE ENCONTRO COM ESPECIALISTAS DA ÁREA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

Michel Lima, do Sebrae.

Michel Lima, do Sebrae.

Empreendedores do setor de materiais para construção terão a oportunidade de fomentar os seus negócios a partir do Encontro com o Especialista, dias 28 e 29, no auditório do hotel Tarik Fontes, em Itabuna. O evento integra a programação do Sebrae Conecta e tem o objetivo de promover o desenvolvimento e a competitividade dos negócios locais, por meio de ações que contribuam para a melhoria da gestão.

O encontro começa às 19h, com a palestra “Gestão Familiar de Sucesso”, ministrada pelo presidente da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de São Paulo (Acomac/SP), Marcos Gabriel Atchabahian. No dia seguinte, às 8h, os colaboradores participarão da palestra “Atendimento ao Cliente para Materiais de Construção”.

De acordo com a técnica do Sebrae Karla Peixoto o foco do evento se concentra no debate sobre as melhores estratégias para o setor, aliado à troca de experiências, possibilidade de construir uma rede de contatos e desenvolver bons negócios. “O resultado esperado é o fortalecimento do segmento na região”. As inscrições estão abertas e os interessados podem obter informações por meio do telefone (73) 3613-9734.

VAREJO DE ALIMENTOS

A busca pela valorização dos segmentos é o objetivo do Sebrae Conecta, que, nos dias 21 e 22, realizou o encontro voltado para a área de varejo de alimentos. O evento contou com a parceria da Rede dos Mercados e Supermercados de Itabuna (Redemec).

No primeiro dia, o administrador de empresas, da cidade de Uberlândia, Cleir Braga falou sobre execução no ponto de venda. “Os empresários não podem perder o foco de que trabalham para obter lucro, o que garante a sobrevivência do negócio. Por isso, devem estar atentos, entre outras questões, a uma precificação eficiente de seus produtos”.

O encontro foi encerrado com a palestra gratuita sobre atendimento ao cliente para minimercados, com a consultora Elane Lopes. A capacitação foi voltada para os colaboradores desses empreendimentos.

Para o gerente regional adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o encontro reuniu informações importantes para os profissionais que atuam no varejo de alimentos, tendo em vista a necessidade constante de inovar. “Em todos os eventos do Sebrae Conecta, temos buscado falar a linguagem do empresário, para que ele perceba a importância de aprimorar o seu negócio”.

CORREIOS VAI DEMITIR SERVIDOR CONCURSADO

correiosreproducao
Do Último Segundo

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, vai anunciar em breve a mais polêmica decisão da história da estatal, diante da séria crise pela qual passa: o programa de Dispensa Motivada – na qual terá de demitir servidores para a empresa sobreviver.

O PDI (Programa de Dispensa Involuntária), no qual 5,5 mil funcionários deixaram a empresa, não foi suficiente para parar a sangria. Na Dispensa Motivada, ainda não há um número, mas a direção já faz levantamento de quais setores serão atingidos.

A direção dos Correios prepara sua defesa jurídica baseada no artigo 173, Parágrafo 1, Inciso II da Constituição, que permite adotar em empresa pública o regime jurídico de empresas privadas. E há brecha legal também para a Dispensa Motivada no Artigo 165 da CLT, na qual a estatal poderá alegar o grave quadro financeiro e econômico.

O cenário ocorre no momento em que a Câmara Federal aprova a lei da terceirização para o mercado de trabalho – embora este tema não esteja em debate na estatal.

Um integrante do Palácio revela que, na última década, mais de R$ 6 bilhões foram retirados dos Correios para ‘pagar dividendos’ – ou seja, para até manter o superávit primário.

Os funcionários foram avisados também da suspensão das férias. “Isso terá impacto de R$ 1 bilhão (a menos na conta) em 12 meses”, diz à Coluna o presidente dos Correios.

O clima é de protesto e tensão na estatal. Sindicatos das categorias já ameaçam paralisação. Campos alerta que as decisões são inevitáveis para a empresa sobreviver.

COMISSÃO DA CÂMARA QUER OUVIR EX-SECRETÁRIO DE SAÚDE

Enderson quer ouvir ex-secretário.

Enderson quer ouvir ex-secretário.

O presidente da Comissão de Saúde, vereador Enderson Guinho (PDT), quer que seja ouvido, na Câmara, o ex-secretário de Saúde de Itabuna Vitor Lavinsky. Em carta aberta, Lavinsky fez críticas ao prefeito Fernando Gomes (DEM), citando “propostas indecentes” e afirmava não abrir mão da “transparência e da honestidade”.

Enderson disse querer, com a convocação de Lavinsky, esclarecer pontos da carta. “Nela, há termos fortes como propostas indecentes, jogadas sujas e mumunhas políticas”, frisou Guinho. Entre os significados dicionarizados de mumunha, constam negócio ilícito e corrupção. “A presença dele na Casa seria de muita valia para a cidade”.

Na sessão ordinária da quarta (22), vereadores como Jairo Araújo, Antônio Cavalcante, Ricardo Xavier endossaram a importância de ouvir Lavinsky. Ainda na sessão, foram tratados temas como abandono de postos de saúde e o fim do atendimento psiquiátrico no Hospital de Base. De acordo com a médica Célia Kalil, que usou a Tribuna Popular, o setor de psiquiatria itabunense atendia, por ano, 20 mil pacientes.

Leia também

EX-SECRETÁRIO CRITICA FERNANDO E DIZ QUE NÃO ABRE MÃO DA “TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE”

PREVIDÊNCIA SOCIAL, UM DEBATE INADIÁVEL

omarcostabancodopovoitabunaOmar Santos Costa

O ideal é reformar a previdência tendo como horizonte a segurança na velhice, e segurança é estruturar um sistema que considere elementos contributivos, mudanças na estrutura etária, mercado de trabalho, capacidade de financiar o modelo no longo prazo, entre outros.

 

 

Possivelmente até o mês de agosto de 2017, veremos no noticiário a reforma da previdência como um dos assuntos mais presentes. No geral o brasileiro não tem clareza de como funciona o nosso sistema, como é financiado e quais são seus objetivos. Com a proposta de reforma da previdência, a maior dentre as propostas apresentadas nos últimos 20 anos, o assunto vem tomando conta das discussões em todos os lugares, o que é muito positivo. O problema que observamos é a ausência de um debate que esclareça.

Como todo debate que antecede a definição ou reformulação de uma política pública, é natural que as partes não tenham o compromisso em explicar todos os detalhes. Além disso, cada agrupamento político tem por trás dos discursos uma visão de mundo e uma compreensão de que papel deve cumprir a Previdência Social, o que é legitimo e natural.

O debate se a previdência é ou não deficitária julgo inócuo. Objetivamente o gasto com previdência nas últimas duas décadas cresceu acima da inflação e/ou do PIB. O crescimento foi fruto das nossas escolhas e de mudança do perfil socioeconômico da população brasileira, no entanto não foi gastança como diz alguns críticos.  O financiamento do aumento foi viabilizado principalmente com ampliação da carga tributária, porém é pouco provável acreditar que conseguiremos financiar o crescimento do gasto da previdência com ampliação da carga tributária. Mesmo outras alternativas de financiamentos são pouco factíveis, do contrário governos de matizes diferentes já tinham realizado.

Outro elemento a considerar foram os formatos das reformas implementadas a partir da década de 90 (FHC, LULA e Dilma). Corrigiam alguns problemas, no entanto buscavam atender especialmente aspectos fiscais, equilíbrio do caixa no curto ou médio prazo. A reforma atual comete o mesmo erro, além de ser muito dura em alguns aspectos, em especial daqueles que afetam diretamente os trabalhadores que já estão no sistema por mais de duas décadas.

A concepção da nossa previdência é avançada, de repartição (contribuição dos trabalhadores da ativa mais impostos arrecadados de outras fontes que pagam os aposentados, pensionistas e beneficiários de hoje), que garante segurança a todos. O contexto atual e as expectativas futuras apontam a necessita de reforma que trate minimamente: da forma de financiamento; a idade mínima; a fusão para um só sistema; a eliminação das desigualdades dentro do próprio sistema; as questões de gênero, entre outros relevantes. Buscar na previdência compensações de problemas presentes em algumas carreiras ou de desigualdades de outra natureza é um equívoco.

O ideal é reformar a previdência tendo como horizonte a segurança na velhice, e segurança é estruturar um sistema que considere elementos contributivos, mudanças na estrutura etária, mercado de trabalho, capacidade de financiar o modelo no longo prazo, entre outros.

Com todas as questões em disputa, tanto daquelas que afetam diretamente os mais pobres, servidores públicos, como o próprio interesse do setor financeiro em acessar um lucrativo mercado de previdência complementar, um assunto tão controverso e que afeta a todos necessita de informações de qualidade.

Omar Santos Costa é economista, mestre, professor de Economia do Setor Público e Finanças Públicas e coordenador do curso de Economia da Uesc.

PARALISAÇÃO AFETA O SAC DE ILHÉUS

Paralisação dos terceirizados afeta vários serviços do SAC em Ilhéus (Arquivo).

Paralisação dos terceirizados afeta vários serviços do SAC em Ilhéus (Arquivo).

Servidores terceirizados que trabalham no posto do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) de Ilhéus cruzaram os braços nesta manhã. Os trabalhadores afirmam que estão sem receber os auxílios mensais de transporte e de alimentação. 

Devido à paralisação, vários serviços que dependem de terceirizados foram afetados nesta manhã de sexta. O SAC é ligado à estrutura da Secretaria Estadual de Administração (Saeb).

MUDANÇA NOS CARTÓRIOS EM ITABUNA

Privatizado, "Cartório de Bento" agora funciona na Avenida do Cinquentenário.

Privatizado, “Cartório de Bento” agora funciona na Avenida do Cinquentenário.

A nova leva de privatização dos cartórios provocou algumas mudanças em Itabuna. O 3º Tabelionato de Notas, conhecido como “Cartório de Bento”, que antes funcionava no Fórum Ruy Barbosa, agora atende na Avenida do Cinquentenário, 1.064, em frente ao Itabuna Palace Hotel. Com a privatização, passou a ter como tabeliã Monalize Réus Serafim.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia