Flávio fala em união de partido e atração da juventude.

Flávio fala em união de partido e atração da juventude.

O presidente do Diretório do PT de Itabuna, Flávio Barreto, foi reeleito com 69% dos votos válidos, ontem (9), em disputa contra um dos nomes históricos do partido, o ceplaqueano Jackson Primo. Flávio obteve 369 votos ante 167 de Jackson. De acordo com a comissão eleitoral, 571 filiados votaram, sendo 36 votos em branco e 16 nulos.

O resultado na eleição para a estadual, ficou assim: Waldenor Pereira com 322 votos, Everaldo Anunciação, 155; e Fernanda Silva, 39. Waldenor teve apoio de Flávio e do ex-deputado Geraldo Simões. Everaldo foi apoiado por Jackson.

DENTRO DO ESPERADO

Flávio disse que o percentual de votos alcançado ficou dentro do esperado. “Na primeira, nós obtivemos 65%”, assinala, apontando crescimento. O dirigente fala em fazer uma gestão colegiada, não centrada na figura do presidente, procurar o outro lado da disputa. “Agora é unir o partido. Nosso foco são as lutas contra a reforma da Previdência e o ataque à CLT, além de reeleição de Rui Costa [a governador] e eleição do presidente Lula”.

O dirigente do PT também comentou a possibilidade de vitória do deputado federal Waldenor Pereira para o comando do diretório estadual do partido. “Temos mais de 50% dos delegados para a estadual [na apuração até aqui]”, assinalou. Para ele, as perdas do PT baiano nos últimos anos também contribuíram para a votação obtida por Waldenor. Em 2016, o partido perdeu dois terços das prefeituras no estado, mesmo com o governo estadual tendo boa aceitação, observou.

ATRAIR A JUVENTUDE

Falando de mandato, o presidente reeleito diz que um dos planos para o diretório local é atrair a juventude. “O partido vai fazer campanha para filiar jovens e também atrair a juventude. Muitos nasceram na gestão [nacional] do PT. Não sabiam o peso da mão da direita. Estão conhecendo agora. A juventude tem bandeiras comuns às do partido, a exemplo da Reforma da Previdência e questões de gênero”.

Flávio avalia que os resultados até aqui acabam fortalecendo o ex-deputado Geraldo Simões, “que trabalhou também para fazer essa aliança [com Waldenor Pereira], mantendo a liderança com o apoio da direção estadual”.