WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





maio 2017
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias





itao ftc

O CACAU E A PRESSÃO DAS INDÚSTRIAS EM ILHÉUS

Indústrias instaladas em Ilhéus importaram volumes mensais de cacau de Gana.

Indústrias instaladas em Ilhéus importaram volumes mensais de cacau de Gana.

As indústrias moageiras de cacau instaladas em Ilhéus importaram 53 mil toneladas de cacau nos últimos cinco meses. Todo o cacau é oriundo de Gana, na África. Produtores e instâncias sanitárias estadual e federal não escondem temor de que, com as amêndoas, as indústrias “importem” pragas para a lavoura sul-baiana. Parte da carga importada desde dezembro está em armazéns do Porto Internacional ilheense.

Se há pressão do mercado baiano contra a importação, o pool das moageiras em Ilhéus (Barry Callebaut, Olam e Cargill) fala em riscos à planta industrial instalada no município sul-baiano. Para eles, é real a ameaça de o sul da Bahia perder uma das quatro grandes indústrias, caso haja maior entrave ao aproveitamento (e mais importação, se necessário) do cacau de Gana. E reforçam que, embora a perspectiva para a nova safra seja boa, a produção interna é insuficiente para atender a demanda.

De acordo com fontes ouvidas pelo PIMENTA, caso o entrave persista, as indústrias poderão importar o cacau por outro terminal portuário, fora da Bahia. Até pensaram em Aratu, na Região Metropolitana de Salvador, mas este não teria as condições ideais para amêndoas e grãos.

2 respostas para “O CACAU E A PRESSÃO DAS INDÚSTRIAS EM ILHÉUS”

  • Tô de Olho says:

    O Brasil é o maior exportador de grãos do planeta , no caso da soja e trigo a oferta interna não supre a demanda , é necessário importar, os produtores temem não é alguma doença que possa vir junto , eles temem perder mercado, mas o risco é grande das empresas vieram a fechar as fabricas aqui é produzirem na Africa. Ai acaba a importação de amêndoa e compraremos produto acabado, o destino nosso é mesmo o atraso

  • Jeca Tatu do Cacau says:

    Neste caso específico seria mais higiênico, a nível de pragas. Mas o grande X dá questão é que não existe apoio algum por parte do governo Bahiano que ignora os problemas dos fazendeiros de cacau, inclusive o próprio governador diz que quem produz cacau hoje são os assentamentos, em torno de 90% . Com isto, ele se afasta dos nossos problemas e justifica sua formação petista. Xô fora .

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia