WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
beergarden


jamile_yamaha

sintesi17

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias

itao vog torres do sul ftc

UFBA FAZ DIAGNÓSTICO DO COMBATE AO TRABALHO ESCRAVO NA BAHIA

Estudo aponta entraves no combate ao trabalho escravo na Bahia (Foto Osvaldo Myles Neto).

Estudo aponta entraves no combate ao trabalho escravo na Bahia (Foto Osvaldo Myles Neto).

Dos 66 casos de trabalho análogo ao escravo flagrados na Bahia entre 2005 e 2015, apenas 17 tiveram um desfecho no campo criminal, com decisões na 1ª instância da Justiça Federal.

Este dado foi apurado em pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos Conjunturais da Faculdade de Economia da Universidade Federal da Bahia (Ufba). O trabalho aponta “alguns avanços no combate ao crime, mas substanciais obstáculos nesse processo, particularmente no que se refere à demora nos procedimentos dos órgãos com competência criminal”.

O Ministério Público Federal (MPF) fez 52 denúncias penais, alcançando 78,8% dos casos detectados pelas fiscalizações do Ministério do Trabalho e Ministério Público do Trabalho (MPT). Esse dado, referente a todo o estado, sugere uma evolução frente aos últimos dados nacionais apresentados pelo MPF em 2013, que abarcavam aproximadamente 25% dos resgates efetuados no Brasil até então.

O tempo necessário para que o MPF realize essas denúncias ainda é considerado muito extenso. Em média, as denúncias ocorrem 1.175 dias após o encerramento dos relatórios da fiscalização do trabalho, ou seja, mais de três anos após o resgate dos trabalhadores. Das 52 denúncias oferecidas à Justiça Federal, 25 demoraram mais de mil dias para ocorrer.

Para o coordenador de Combate ao Trabalho Análogo ao de Escravo do MPT na Bahia, Ilan Fonseca, a demora no trâmite dos processos judiciais envolvendo crime de submissão da pessoa humana a situação análoga à de escravos é o maior problema enfrentado hoje pelos órgãos que atuam nessa área.

– A Justiça tem levado, em média, 1.675 dias (mais de quatro anos), contados a partir da data da denúncia do MPF, para emitir a sentença. Das 17 decisões registradas, 13 demoraram mais de mil dias para serem efetuadas. Isso gera uma sensação de impunidade e enfraquece as ações de combate a essa prática no estado – afirmou o procurador.

Nas decisões publicadas, há dez condenações e seis absolvições, baseadas em diferentes questões materiais e formais. Dado preocupante é o fato de que a Justiça ainda registra divergência em relação à redação do artigo 149 do Código Penal e da jurisprudência do STF, que determinam a caracterização do trabalho análogo ao de escravo com base em condições degradantes e jornadas exaustivas, independentemente da existência de formas pretéritas de coerção individual sobre os trabalhadores. Cinco decisões (de um mesmo juiz) afirmam que apenas a existência coerção individual direta sobre os trabalhadores enseja o crime de redução à condição análoga à de escravo.

1 resposta para “UFBA FAZ DIAGNÓSTICO DO COMBATE AO TRABALHO ESCRAVO NA BAHIA”

  • O maior problema que o Brasil enfrenta hoje é Lula Lalau que trouxe a desgraça ao Brasil e arrebanhou uma legião de pilantras que é o PT e seus aliados. O quanto o trabalho pelo qual tá na tela a fotografia,tal fotografia é trilhões de vezes melhor do que os saqueadores que “institucionalizou a corrupção no Brasil”Joesley Batista,homem mais rico do Brasil com o BNDES PT Dilma Ladra e Lula Lalau abriu as porteiras do patrimônio que poderia melhorar a vida desta homem na fato símbolo de miséria do povo brasileiro.

    14 anos de PT foi a entrega da riqueza do Brasil,perdoando dívida ao Brasil por devedores corruptos,ditadores e perdulário cuja sama mais de 3 trilhões de reais
    e sendo saqueado refinaria da Petrobras na Bolívia,pelo maior produtor de cocaína e traficante internacional de cocaína,Evo Morales colega de Lula Lalau
    presidente do Brasil.

    Destruíram a Petrobras,Banco do Brasil,Caixa Econômica Federal,INSS,Fundo de Pensão em fim,os ratão Lula Lalau e a ratazana Dilma e suas legião de ratos e ratas seguidores deixaram a miséria o Brasil.

    Esse que é o grande problema do Brasil,mil vezes os governos militares,eles mataram quem mereceram e penso que algum excessos foram cometidos,porém,trilhões de vezes o governo militar do que a desgraças do PT, o mesmo destroem e matam de maneira genérica cujo efeito continua a desgraças e institucionalizou a roubalheira bem como institucionalizou uso de cocaína,entrada desta peste no Brasil,o que alimenta os assassinatos e destruição da juventude brasileira e a autoestima do Brasil

Deixe seu comentário

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia