WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias






:: 25/jun/2017 . 21:55

JOVEM DESAPARECE EM VIAGEM NO SUL DA BAHIA

gugu ibicaraíO adolescente Luiz Alberto, conhecido como Gugu, está desaparecido desde ontem (24), quando deixou Ibicaraí com destino a Almadina. Gugu saiu de Ibicaraí, por volta das 16 horas, quando embarcou na rodoviária local. Iria para Itabuna, onde deveria tomar outro ônibus, com destino a Almadina.

De acordo com familiares, o jovem apresenta transtornos mentais, o que pode justificar o desaparecimento. Segundo relatos, ele pode ter pegado ônibus, sozinho, com destino a Itacaré. A mãe do jovem o aguardava em Almadina, mas ele não apareceu até agora, mais de 24 horas depois.

A família pede a quem tiver informações do paradeiro dele para entrar em contato pelos telefones (73) 98148-0349 ou 98131-9048, falar com Moema Scher.

“AGRESTE”: QUANDO 4 SÃO 2, QUANDO 4 SÃO 8, QUANDO 8 SÃO 1. E 1 SOMOS TODOS NÓS

IMG_20170625_113459Rafael Gama | gama.moreira@hotmail.com

Arthur Schopenhauer afirmou que “não ir ao teatro é como fazer a toalete sem espelho”. Esta assertiva potencializa o vigor de Agreste. Este espetáculo é espelho bifocal através do qual a vida se revela entre ser e existir, permitir-se ou submeter-se.

Disse certa vez Carlos Drummond de Andrade: “Ir ao teatro é como ir à vida sem nos comprometer”. Peço licença aos deuses da literatura a fim de poder discordar deste gênio das palavras, pois a experiência Agreste é teatro que compromete, implica, associa e desvela. É corpo, é alma, uma mística de luz e sombras. É verdade singular de um povo, de uma cultura, de um lugar. É uma totalidade que integra. Uma particularidade que molda o barro do ser. Um ocaso do que está por vir. Um alvorecer.

Num jogo de luz e sombras, onde quatro são dois, quatro se tornam oito, oito se tornam um. A plateia soma-se a eles e as dezenas se tornam um. A experiência mais marcante de Agreste é a experiência do corpo, do sentires, fazeres, olhares, sucederes. Um corpo estigmatizado pelas cercas impostas, pelos grilhões que aprisionam, pelas incoerências de quem cerceia, sendo em si mesmo prisioneiro.

Agreste lança gotas de ternura sobre a aridez de nossa compreensão acerca do que é o amor. Retira a centralidade do binário e revela o múltiplo. A leveza dos seus tecidos é motor de sensualidade, o canto triste do sertanejo ao velar seus idos é a crueza da realidade. A vida no sertão
é dura como são duros nossos conceitos binários, como são duras as verdades absolutas a quem Agreste busca contestar.

IMG-20170624-WA0034A tessitura da história se dá com a sutileza dos fios do calor dos corpos. As palavras possuem textura, sabores, odores, eroticidade. Dos receios cintilantes à voracidade dos prazeres tudo em Agreste é intenso, permanente, necessário, salutar. A flauta marca a suavidade e a doçura do amor encantamento, do amor pureza, da ternura de gente simples que busca “a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida”.

Em cena estão parelhas simplicidade e sofisticação, um texto fluído, oito atores intensos (sim, oito!), suas sombras contracenam numa geometria singular, num balé oculto prestes a revelar o grande ato. Essência de seres ocultamente revelados, secretamente guardados. Como eu gostaria de que todos fôssemos um pouco daquilo que Agreste é.

Arthur Schopenhauer afirmou que “não ir ao teatro é como fazer a toalete sem espelho”. Esta assertiva potencializa o vigor de Agreste. Este espetáculo é espelho bifocal através do qual a vida se revela entre ser e existir, permitir-se ou submeter-se. Agreste transcende, ousa, posiciona-se, contesta, faz sentir. Agreste é um pouco daquilo que é o Grupo de Teatro Vozes, uma militância em favor da pluralidade dos afetos.

Rafael Gama é professor.

SÃO JOÃO DE URUÇUCA

FORRO DO PALMITO UR - 550X170

TRÊS MORTOS A TIROS NA NOITE DE SÃO JOÃO EM ITABUNA

Ninho foi executado na praça do São Pedro || Foto OS News

Ninho foi executado na praça do São Pedro || Foto OS News

Itabuna atingiu 70 homicídios em menos de seis meses em 2017 com os três assassinatos registrados nesta noite de São João (24). Os crimes ocorreram em um intervalo de menos de duas horas, de acordo com a Polícia Militar.

Às 19h33min, homens chegaram em um veículo preto, na Praça do São Pedro, e executaram Jonatas Bezerra Calixto, conhecido como Ninho Cão, de 20 anos. Os homens se aproximaram da vítima e efetuaram os disparos. O Samu foi acionado, mas Ninho faleceu ainda no local. Ele tinha várias passagens pela polícia.

O segundo homicídio ocorreu a poucos quilômetros dali, no Sarinha Alcântara. Railto Santos Dutra Neto, também de 20 anos, acabou sendo baleado por homens que estavam em um Renault Duster, segundo testemunhas narraram a policiais militares. Levado para o Hospital de Base, a vítima não resistiu aos ferimentos.

No outro extremo da cidade, no Condomínio Jubiabá, em Nova Ferradas, Davidson de Jesus Santana, de 25 anos, foi executado a tiros. De acordo com o comando da Polícia Militar, o crime ocorreu às 21h03min. Não há informações se os crimes estão relacionados.

PROJETO DE SENADOR BAIANO PERMITIRÁ AOS BANCOS ABRIR AOS SÁBADOS

Muniz propõe bancos abertos aos sábados || Foto Agência Senado

Muniz propõe bancos abertos aos sábados || Foto Agência Senado

Um senador baiano apresentou projeto de lei que, se aprovado, permitirá aos bancos abrir aos sábados. Roberto Muniz (PP) diz ter se inspirado no sucesso obtido pela Caixa na abertura de agências para o saque do FGTS inativo. Para isso, a ideia é revogar lei da década de 60 e resolução do Conselho Monetário Nacional (CNM).

– Mais de cinquenta anos se passaram e o ordenamento merece atualização para adequação à nova r realidade – muito mais dinâmica e com diretos trabalhistas já mais bem definidos e eficazes”, argumenta, sustentando que a ideia aumentaria a competitividade do setor.

O senador baiano cita países como Estados Unidos, Inglaterra, França e Austrália. Nestes países, as agências funcionam até o meio-dia de sábado. Pela iniciativa de Muniz, cada banco terá liberdade para determinar se abre ou não no final de semana.

Resta saber a opinião dos bancários…

SÃO PEDRO DE ILHÉUS REÚNE 14 ATRAÇÕES

Shows com atrações nacionais e regionais celebram 483 anos de Ilhéus

Shows com atrações nacionais e regionais celebram 483 anos de Ilhéus

O aniversário de 483 anos de fundação de Ilhéus será comemorado com dois dias de shows, na terça e quarta (27 e 28), com 14 atrações nacionais e regionais. Os shows começam às 18h, segundo a Prefeitura de Ilhéus.

A primeira noite, na terça (27), terá Danniel Vieira, Estakazero, Naiara Azevedo, Boteco das Amigas, Menina Forrozeira, Forró dos Plays e Marcos e Pablo.

A segunda noite, quarta (28), aniversário de Ilhéus, reunirá, na Soares Lopes, a dupla Simone Simaria, Sinho Ferrary, Aduílio Mendes, Raneychas, Thaeme e Thiago, Donas do Bar e Genard.

De acordo com a organização, a expectativa é de reunir cerca de 30 mil pessoas a cada noite. A área da festa, segundo a Prefeitura de Ilhéus, será cercada. O público que for ao circuito do forró no São Pedro de Ilhéus passará por detectores de metal.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia