WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias





itao




TRAÍDO PELA CÚPULA DO DEM, FERNANDO CAI NAS GRAÇAS DE RUI COSTA

Rui e Fernando Gomes se cumprimentam durante evento em Ilhéus || Foto Divulgação

Rui e Fernando Gomes se cumprimentam durante evento em Ilhéus || Foto Divulgação


Fernando observa a obra da Ponte Estaiada, em Ilhéus || Foto Ed Ferreira

Fernando observa obra da nova ponte em Ilhéus || Foto Ed Ferreira

O ano de 2016 significou uma guinada política para Fernando Gomes. Estava decidido a disputar a Prefeitura de Itabuna pela sexta vez. Embalado por sentimentos como “ausência de prefeito” depois das gestões de Capitão Azevedo, sua cria, e Claudevane Leite (Vane do Renascer), Fernando, que um dia sonhou em ser governador do estado de Santa Cruz (uma ideia dele, na década de 80), achava que dava.

As pesquisas em meados de maio já lhe eram favoráveis. Um conjunto de fatores levou FG a se aproximar de um grupo filiado a um partido contra o qual militou por décadas, o PT. Nesse caminho, nada mais pesou do que um pedido de ACM Neto. O prefeito de Salvador queria que Fernando retirasse a própria candidatura e apoiasse o tucano Augusto Castro. Soou traição.

Era julho, às vésperas da convenção do DEM itabunense. A “surpresa” no encontro em Salvador foi acompanhada de outra “peça”: Augusto também estava ali, na sala. O gosto amargo da traição tomava a boca do então pré-candidato a prefeito pelo DEM. Palavras impublicáveis teriam sido ditas à época.

O presidente do DEM baiano, José Carlos Aleluia, assistiu a tudo, em silêncio. O amargor só fez aumentar. Era traição dupla. Fernando, como se sabe, não aceitou o pedido de Neto. E, pelo menos publicamente, sobrou para Augusto, a quem restou cuidar dos próprios hematomas.

O PRÓXIMO PASSO

Puxado por Maria Alice Pereira e o empresário Rafael Moreira, Fernando começou a namorar, politicamente, petistas. Começou com Josias Gomes e Lula Viana em diálogos em que eram sorvidos goles de café e chocolate em restaurantes e no Centro de Convenções de Ilhéus, onde ocorria mais uma edição do Festival do Chocolate e Cacau de Ilhéus e, à noite, Djavan se apresentaria para mais um show memorável em que, claro, cantava amores – e desilusões, também.

A conversa evoluiu rapidamente nos bastidores. Fernando já dialogava com Rui Costa. “Foi empatia à primeira vista”, disse um importante assessor do governador ao PIMENTA ao final de uma visita que Rui fazia à obra da nova ponte do Pontal, em Ilhéus, na quarta-feira (28).

Fernando exibe uma gravata "vermelho PT" || Foto Ed Ferreira

Fernando e a gravata “vermelho PT” || Foto Ed Ferreira

Momentos antes, Fernando Gomes reunia sua trupe para participar da recepção de prefeitos a Rui em Ilhéus. Estava vestido a caráter. E à vontade. A gravata chamava atenção. Não pelo modelo, mas pela cor, como pode ser visto nas fotos do experiente Ed Ferreira.

Então, prefeito, está na base mesmo? – pergunta repórter deste blog.

– Estou. Mas não é apoiando partido. Estou com o governador – ressalva, descontraído.

Ao contrário de boa parte dos seus assessores, Fernando mostra se sentir bem no novo aconchego. E é paparicado. Rui irá à festa de aniversário do prefeito, nesta sexta (30). “Tá confirmado, ele vai participar”, festejava Fernando. Ou “Cuma”. A comilança regada a política será no endereço do aniversariante. 78 anos.

Fernando está alegre, também, por outros fatores. Tem recebido apoio do governo em quase tudo que solicita. Por último, confirmou que o Estado concluirá as obras do Teatro e do Centro de Convenções. Rui ratificou o compromisso ontem (28). Só falta o prefeito enviar o novo projeto executivo da obra. A conclusão deve demandar algo como R$ 22 milhões.

“CORRERIA”, OBRAS E SUL DA BAHIA

Ainda na visita, Fernando olhava para o traçado da ponte, enquanto conversava. O repórter pergunta sobre a relação dele com o governador e o desempenho de Rui. O prefeito itabunense mostra admiração pelo jeito (do) petista. E crava, olhando para as primeiras colunas da ponte estaiada:

– Se entregar essa obra e sair a estrada, será o maior governo da história para o sul da Bahia. Antes dele, quem fez? Teve Lomanto Júnior, com aquela ponte ali – diz, apontando para a Ponte Lomanto Júnior, mais conhecida como Ilhéus-Pontal.

E a conversa avança. Ele sempre deixando claro a sua empatia pelo governador, e fazendo duas, três ressalvas de que “não existe mais partido” depois da Lava Jato.

E, novamente, repete:

– Estou com o governador. Não tem esse negócio de partido. Tem mais partido com essa Lava Jato? Não tem mais.

O deputado federal Paulo Magalhães (PSD), amigo e um dos avalistas da campanha fernandista em 2016, aproxima-se e aproveita para “discordar”, no estilo não é bem assim:

– Tem o PSD… – completa.

A propósito, e apesar dos embates com Neto, Fernando ainda continua filiado ao DEM, assim como Maria Alice Pereira, que ontem também se destacava na multidão com um vestido, como se diz, “vermelho PT”.

8 respostas para “TRAÍDO PELA CÚPULA DO DEM, FERNANDO CAI NAS GRAÇAS DE RUI COSTA”

  • Para entender presente politico se faz mister pensar não ir tanto ao nascedouro da política na Grécia clássica com os sofistas e suas ideias pela qual,considerada prostituindo à sociedade,segundo Sócrates.

    “O homem é a medida de todas as coisas”esse fragmento,segundo Protágoras deve ser entendido como expresso do relativismo do conhecimento,porém,Aristóteles diz que o homem por natureza é um animal político e que as ideias e pensamentos dos sofistas são inferiores a filosofia.

    Quem era Sr.Fernando Gomes? Tropeiro sem eira nem beira e analfabeto de pai e mãe,hoje um dos mais rico de Itabuna,como amealhou fortuna? foi honestamente?
    Ele sabe o que é ética? Nesta altura da vida será que vale a pena saber?

    Alguém que Sr.Fernando Gomes, tinha como ultrajante e depois se tornou aliados
    e amigos políticos,fato público e notório,são três letrinhas.As tratativas que
    o anunciado retrata referente aliança com o Sr.Governador da Bahia,os safistas já praticava na Grécia Clássica,quem tinha o poder e dinheiro se aliava.

    Dentre os pensamentos destes grandes pensadores,cabe entender,interpretá-los,não
    aceitar suas ideias como pronta e acabada,mas contestar e inserir as próprias ideias de cada leitor.

    A respeito da conduta deste analfabeto de pai e mãe,sobre o que o anunciado retrata,este comentarista tá de acordo com este sofista,porém,os sofistas eram
    os exímios em oratória e detinha o dom de falar,é o contraste deste demagogo que
    ninguém entende o que fala.

  • Paulo Resenha says:

    Fernando o prefeito que mais fez obras em Itabuna

    Rui Correria o maior governado r pra o Sul da Bahia

    Dupla poca urna mô fio

  • Claudio Rodrigues says:

    Caro
    Filho de Mutuns

    Com todo o respeito, o seu comentário tem um preconceito muito grande. Não sou e nunca foi eleitor do senhor Fernando Gomes, nos meus 25 anos em que resido em terras Grapiúnas, mas, não se pode negar que o prefeito Fernando Gomes é uma forte liderança na Região e principalmente em Itabuna, a prova disso são os mandatos que conquistou ao longa de sua carreira política através do voto popular.

    Se ele não tem um grau de instrução a altura do seu, temos que reconhecer que na arte da política o senhor FG tem PHD, prova disso que mesmo sem o apoio dos caciques do seu partido, venceu a última eleição e com boa folga. Se seus métodos e a forma de administrar são os melhores, acredito que a população de Itabuna já avaliou e aprovou, o sujeito tem cinco mandatos de prefeito e três de deputado federal.

    A união com o governador petista Rui Costa atende interesses dos dois lados e acredito que seja benéfica para a cidade, e o que for bom para Itabuna, será bom para todos nós que moramos e gostamos dessa cidade. Por isso, vamos esquecer as ideologias partidárias e pensar no melhor para Itabuna, Ilhéus e região.

  • Aloisio Sousa says:

    Este é o Fernando Cuma de guerra. Jamais, em tempo algum, seguiu até o final do mandato qualquer governador da Bahia.

    Dizia lagartos e cobras de ACM, depois se juntou como um cachorrinho.

    Dizem pelo rabo de palha…

    O mesmo com Paulo Souto e César Borges. Depois, se juntou e rompeu.

    É um bufão.

    Só mesmo quem não o conhece que aceita apoio.

    Abr’olhos, governador Rui.

    Senão…

  • Marcelo says:

    Fernando sendo Fernando!

  • Ok says:

    Bom namoro para Itabuna..

  • Prezado Sr.Cládio Rodrigues.

    Preconceito:
    É um juízo pré-concebido,que se manifesta numa atitude discriminatória, perante
    pessoas,crenças,sentimentos e tendências de comportamentos. É uma ideia formada
    antecipadamente e que não tem fundamento sério”.

    O que ser analfabeto não é nenhuma desonra a nenhuma pessoa,a pessoa pelo qual foi referida no comentário,é público e notória o grau de instrução do mesmo,o que é incapaz de interpretá-lo duas linhas de um texto e agravante,não sabe falar o português padrão.

    Embora na visão deste comentarista,o bom nome da pessoa,ou seja a honestidade e
    o caráter da pessoa é superior ao intelectual,ou seja o sábio,o significado: que
    um analfabeto de pai e mãe,se ter um bom nome,honesto e ótimo caráter,a pessoa
    é uma referência de caráter retidão universal.

    Entretanto,pra que o senhor não pense que “tenho um preconceito muito grande”, proponho que seja formada uma chapa ao governo da Bahia,à reeleição do Sr.Rui Costa, tendo como vice-governador,Fernando Gomes,o voto deste comentarista será
    desta chapa.

    Contudo,tem uma condição: não seja se quer,mencionado os nomes de Lula Lalau e Dilma Ladra e nem o mentiroso de Jaques Wagner.

    O grande preconceito deste comentarista são pessoas desonestas,mentirosas e mau caráter. Por respeitar o comentário deste comentarista,muito obrigado!

  • Ataise says:

    Fernando está com medo de perder o mandato. Se ele não ir para os braços de Rui o TJ/BA o caça. Quem o segura é Ruim Costa.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia