WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


conlar

banner-site-150x300px

jamile_yamaha

sintesi

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias


:: 3/jul/2017 . 21:45

ITAPEMIRIM ADQUIRE A PASSAREDO LINHAS AÉREAS

Itapemirim assume controle da Passaredo Linhas Aéreas

Itapemirim assume controle da Passaredo Linhas Aéreas

O Grupo Itapemirim, de transporte rodoviário, adquiriu a totalidade da Passaredo Linhas Aéreas. As duas empresas estão em processo de recuperação judicial, mas já tiveram seus respectivos planos aprovados — o que permite uma incorporação.

Segundo comunicado das companhias, que não revela o valor do negócio, o objetivo com a aquisição é fazer uma integração intermodal entre Passaredo e Itapemirim e melhorar o atendimento em mercados regionais de pequeno e médio portes, com ligações aos grandes centros.

“O grupo que objetiva crescer não só no transporte de passageiros mas também em cargas, deve incorporar mais 20 aeronaves à frota até o final de 2018, chegando assim a aproximadamente 80 destinos aéreos no interior do país.” Informações do Valor Econômico.

PATRÍCIA ABREU DEIXA TV BAHIA E APRESENTARÁ TELEJORNAL DA ITAPOAN

Patrícia Abreu apresentará novo telejornal da Itapoan || Foto Divulgação

Patrícia Abreu apresentará novo telejornal da Itapoan || Foto Divulgação

A ex-apresentadora do Globo Esporte da TV Bahia, Patrícia Abreu, assinou contrato com a TV Record, nesta segunda-feira (3). Ela comandará o novo telejornal da Record TV Itapoan que irá ao ar em agosto, a partir das 19h. Patrícia apresentou o programa esportivo da TV Bahia nesta segunda. Com informações do Bocão.

EX-MINISTRO GEDDEL VIEIRA É PRESO PELA PF

Geddel é preso pela Polícia Federal || Foto Jornal Bahia Online

Geddel é preso pela Polícia Federal || Foto Jornal Bahia Online

A Polícia Federal prendeu o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preventivamente, nesta segunda-feira (3), informou, há pouco, o site da Folha de São Paulo. A prisão ocorreu na Bahia, de acordo com o jornal. O ex-ministro já era investigado na Operação Lava Jato.

Há duas semanas, Geddel chegou a oferecer o seu passaporte ao Supremo Tribunal Federal (STF) como medida para evitar a prisão. Ele é investigado por suspeita de operar esquema no governo federal.

Atualização – Há pouco, o Ministério Público Federal emitiu nota com informações relacionadas à prisão preventiva de Geddel. A prisão tem como fundamento elementos reunidos a partir de informações fornecidas em depoimentos recentes do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, do empresário Joesley Batista e do diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis e Silva – sendo os dois últimos em acordo de colaboração premiada. No pedido enviado à Justiça, os autores afirmaram que o político tem agido para atrapalhar as investigações. O objetivo de Geddel seria evitar que o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o próprio Lúcio Funaro firmem acordo de colaboração com o Ministério Público Federal (MPF). Para isso, tem atuado no sentido de assegurar que ambos recebam vantagens indevidas, além de “monitorar” o comportamento do doleiro para constrangê-lo a não fechar o acordo.

Na petição apresentada à Justiça, foram citadas mensagens enviadas recentemente (entre os meses de maio e junho) por Geddel à esposa de Lúcio Funaro. Para provar tanto a existência desses contatos quanto a afirmação de que a iniciativa partiu do político, Funaro entregou à polícia cópias de diversas telas do aplicativo. Nas mensagens, o ex-ministro, identificado pelo codinome “carainho”, sonda a mulher do doleiro sobre a disposição dele em se tornar um colaborador do MPF.

Para os investigadores, os novos elementos deixam claro que Geddel continua agindo para obstruir a apuração dos crimes e ainda reforçam o perfil de alguém que reitera na prática criminosa. Por isso eles pediram a prisão “como medida cautelar de proteção da ordem pública e da ordem econômica contra novos crimes em série que possam ser executados pelo investigado”.

DETIDOS

Com a prisão de Geddel, passam a ser cinco os presos preventivos no âmbito das investigações da Operação Sépsis Cui Bono. Já estão detidos os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, o doleiro Lúcio Funaro e André Luiz de Souza, todos apontados como integrantes da organização criminosa que agiu dentro da Caixa Econômica Federal (CEF). No caso de Cunha, Alves e Funaro, já existe uma ação penal em andamento. Os três são réus no processo que apurou o pagamento de propina em decorrência da liberação de recursos do FI-FGTS para a construção do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. Além deles, respondem à ação Alexandre Margoto e Fábio Cleto.

INVESTIGAÇÕES

Geddel Vieira Lima é um dos investigados na Operação Cui Bono. Deflagrada em 13 de janeiro, a frente investigativa tem o propósito de apurar irregularidades cometidas na Vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, durante o período em que foi comandada pelo político baiano. A investigação teve origem na análise de conversas registradas em um aparelho de telefone celular apreendido na casa do então deputado Eduardo Cunha.

O teor das mensagens indicam que Cunha e Geddel atuavam para garantir a liberação de recursos por vários setores da CEF a empresas, que, após o recebimento, pagavam vantagens indevidas aos dois e a outros integrantes do esquema, entre eles Fábio Cleto. Cleto, que ocupou por indicação de Eduardo Cunha a vice-presidência de Fundos de Governo e Loterias, foi quem forneceu as primeiras informações aos investigadores. Em meados do ano passado, ele fechou acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR).

Em conversas datadas de 2012, por exemplo, os envolvidos revelam detalhes de como agiram para viabilizar a liberação de recursos para sete empresas e um partido político. Entre os beneficiados do esquema ilícito aparecem companhias controladas pela holding J&F, cujos acionistas firmaram recentemente acordo com o MPF. O aprofundamento dos indícios descobertos com a análise do conteúdo armazenado no aparelho telefônico apreendido permitiu aos investigadores constatarem intensa e efetiva participação de Geddel Vieira Lima no esquema criminoso. Além da prisão preventiva, a Justiça acatou os pedidos de quebra de sigilos fiscal, postal, bancário e telemático do ex-ministro.

ITABUNENSE MORRE EM NAUFRÁGIO DE BARCO DE PESCA EM ILHÉUS

Barco de pesca naufragou próximo ao Morro de Pernambuco || Foto Celso Soares

Barco de pesca naufragou próximo ao Morro de Pernambuco || Foto Celso Soares

Um pescador morreu, no início da tarde de hoje (3), quando o barco em que estava naufragou próximo ao Morro de Pernambuco, em Ilhéus. A vítima, de acordo com a Capitania dos Portos, já foi identificada como José Santos Conceição, de Itabuna.

Ele faleceu enquanto era levado para o Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus, informou o Ilhéus em Resumo. Três pessoas estavam na embarcação no momento do naufrágio, sendo resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. José Santos não resistiu.

Os outros dois tripulantes, que são de Ilhéus, saíram ilesos do acidente. Os sobreviventes e o Corpo de Bombeiros acreditam que o mau tempo, principalmente os fortes ventos que sopram no litoral baiano hoje, foram as causas da tragédia.

APÓS ATAQUES, POLÍCIA PEDIRÁ TRANSFERÊNCIA DE LÍDERES DE FACÇÕES EM ITABUNA

André Aragão confirma pedido de transferência de presos || Foto Correio

André Aragão confirma pedido de transferência de presos || Foto Correio

A polícia civil pedirá, ainda nesta segunda (3), a transferências dos líderes de facções criminosas de Itabuna para presídios de segurança máxima, segundo anunciou, há pouco, o delegado regional André Aragão. O pedido será apresentado ao Ministério Público Estadual (MP-BA) e ao Judiciário depois dos ataques ocorridos no final de semana, segundo Aragão em entrevista concedida ao Balanço Geral, da TV Cabrália.

O município teve um dos finais de semana mais violentos dos últimos tempos. Uma criança foi morta a tiros durante ataque de criminosos (veja abaixo). De acordo com informações preliminares, o ataque seria resultado de disputas entre as facções criminosas Raio A e DMP.

O coordenador da Polícia Civil em Itabuna disse que o pedido já está formulado, mas existe um trâmite burocrático. O comando estadual da Polícia Civil é quem deve fazer a solicitação de transferência dos líderes de facções criminosas em Itabuna. Para a polícia, não restam dúvidas de que as ordens para ataques como ocorridos no Zizo, no Gogó da Ema e na Califórnia partiram do presídio.

PARTIDOS MUDAM DE NOME DE OLHO EM 2018

Nomes conhecidos da política atraídos para o Podemos || Renan Melo Poder360

Nomes conhecidos da política atraídos para o Podemos || Renan Melo Poder360

Renan Melo Xavier | Poder360

Na publicidade, quando uma empresa passa por uma transformação de marca, diz-se que ela está em processo de “rebranding”. Esse movimento tem sido percebido também no universo político brasileiro. Em ano pré-eleições gerais de 2018, partidos de menor expressão apelam para uma mudança de suas marcas com o objetivo de atrair eleitores e afastar suas imagens de partidos tradicionais.

Em 2018, os eleitores vão se deparar com nomes como “Podemos”, “Avante” e “Livres”. No entanto, essas legendas com cara de “novo” já acumulam décadas de atividades.

Um dos partidos mais antigos do país, o PTN (Partido Trabalhista Nacional) foi autorizado em maio pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a mudar de nome. Oficialmente, chama-se Podemos.

Uma das ideias para a mudança do nome do PTN remonta ao slogan da campanha presidencial de Barack Obama nos Estados Unidos em 2008, o “yes, we can”. O partido, no entanto, tem se espelhado no desempenho do presidente eleito da França em 2017, Emmanuel Macron. Tanto é que os membros não querem que o Podemos seja chamado de partido e, sim, de “movimento”.

O antigo PTN já teve 1 presidente da República: Jânio Quadros, em 1960. A sigla, contudo, vinha escrevendo uma história tímida nos últimos anos. Em 2014, por exemplo, elegeu apenas 4 deputados federais. Meses depois, ficou com apenas 2.

Com a ideia de mudança de nome, outros deputados apoiaram a presidente do partido, a deputada Renata Abreu (SP), e passaram a compor a nova sigla. O Podemos foi lançado oficialmente neste sábado (1.jul.2017), contando com 14 deputados federais e 2 senadores.

O Podemos deve lançar candidatura à Presidência da República em 2018, com o nome do senador Álvaro Dias (PR). Ao longo dos 72 anos de história do PTN, o partido disputou apenas as eleições presidenciais de 1960 e 1998.

Outro caso é o do PT do B (Partido Trabalhista do Brasil). Ainda sem autorização do TSE, o partido quer se chamar Avante. E 1 dos motivos para a mudança é o “PT” que ele carrega atualmente no nome.

A legenda quer desassociar sua imagem ao Partido dos Trabalhadores –1 dos mais afetados com os escândalos de corrupção dos últimos anos.

Com 28 anos de atuação, o PT do B tem apenas 4 deputados federais. A sigla não tem pretensões de disputar o Planalto em 2018 como o Podemos, mas quer melhorar os números no Congresso Nacional.

Não são apenas os pequenos partidos que pensam em mudar de nome. Em novembro do ano passado, o presidente do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), o senador Romero Jucá (RR), apresentou uma proposta para o partido voltar a se chamar apenas MDB, como nos tempos de oposição à ditadura militar.

A ideia, contudo, não deve prosperar até as eleições de 2018.

COMUNIDADE PROTESTA, APÓS ASSASSINATO DE CRIANÇA NO GOGÓ DA EMA

Keven morreu vítima de bala perdida, no sábado à noite || Reprodução

Keven morreu vítima de bala perdida || Reprodução

Moradores do Gogó da Ema interditaram a Avenida Manoel Chaves (Kennedy) nesta manhã de segunda (3) para pedir justiça e apuração da morte de Keven Lúcio Araújo Braga, de 8 anos. A criança foi assassinada a tiros enquanto brincava, na noite de sábado (1º). A comunidade foi surpreendida pela invasão e ataque dos criminosos. Keven foi vítima de bala perdida.

Os moradores bloquearam as duas pistas da avenida que liga vários bairros da região à Avenida Princesa Isabel, no São Caetano, e à BR-101. Houve congestionamento no local. Uma barricada foi colocada no local e incendiada, para evitar o tráfego de veículos. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

De acordo com relatos, grupo de bandidos chegou na comunidade atirando. Além da morte de Keven, o ataque deixou duas mulheres baleadas. Ambas foram levadas para o Hospital de Base de Itabuna. Uma das vítimas já foi liberada. A outra estava internada até o início desta manhã.

AGORA VAI

Alisson Mendonça, titular da Pasta das Relações Institucionais.

Alisson Mendonça, titular da Pasta das Relações Institucionais.

Secretário de Relações Institucionais de Ilhéus, Alisson Mendonça acredita que o Governo Marão está criando as condições para responder com mais agilidade às demandas da comunidade. Um dos pontos destacados por ele em conversa com o PIMENTA é a licitação para serviço de iluminação pública.

– É maior queixa da população, hoje – diz o secretário.

A vencedora da licitação foi a Ghia Engenharia, que operava o sistema de iluminação de Itabuna até o início deste ano. O secretário também enxerga mudanças positivas na área da saúde com a chegada de uma nova secretária. Elizângela de Oliveira, ressalta Alisson, tem experiência em saúde pública.

RECEITA ABRE PARCELAMENTO DE DÍVIDA PARA MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS

MEIs já podem fazer parcelamento de dívida || Marcello Casal Jr/ABr

MEIs já podem fazer parcelamento de dívida || Marcello Casal Jr/ABr

Começou hoje (3) o prazo para os microempreendedores individuais (MEIs) pedirem o parcelamento de dívidas com a Receita Federal. Os débitos apurados na forma do Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais dos Tributos abrangidos pelo Simples Nacional (Simei) até a competência do mês de maio de 2016 poderão ser pagos em até 120 prestações.

O pedido de parcelamento deverá ser apresentado a partir de hoje até 2 de outubro de 2017, das 8h às 20h, horário de Brasília, exclusivamente por meio do site da Receita Federal , do portal e-CAC ou do portal do Simples Nacional. Para o parcelamento, não é necessária apresentação de garantia. O valor mínimo das parcelas é R$ 50.

É a primeira vez, desde a criação do MEI, em 2009, que o governo abre um programa de parcelamento de débitos.

De acordo com a instrução normativa que disciplina o parcelamento, não podem ser parcelados débitos, como os inscritos em Dívida Ativa da União, os relativos aos Impostos sobre Operações ferentes à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação e sobre Serviços de Qualquer Natureza inscritos em dívida ativa dos estados ou municípios, além de multas por descumprimento de obrigação acessória e débitos relativos à contribuição previdenciária descontada de empregado.

No parcelamento será possível reduzir o valor da multa. Haverá redução de 40% se o requerimento for feito no prazo de 30 dias, contado da data em que foi notificado do lançamento ou de 20% se o pedido de parcelamento for feito no prazo de 30 dias, contado da data em que foi notificado da decisão administrativa de primeira instância. Informações da Agência Brasil.

DPE-BA EMPOSSA 19 DEFENSORES PÚBLICOS

Defensores públicos tomam posse em solenidade em Salvador || Foto Alessandra Lori

Defensores públicos tomam posse em solenidade em Salvador || Foto Alessandra Lori

A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA) deu posse a 19 novas defensoras públicas e novos defensores durante solenidade no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB). “Essa não é só uma conquista da Administração da Defensoria. É uma conquista do povo baiano. O que faz a Defensoria Pública avançar são o esforço, a responsabilidade e a maturidade política e profissional dos defensores públicos e servidores para enxergar mais longe”, enalteceu o defensor-geral, Clériston Cavalcante.

O presidente da Associação dos Defensores Públicos da Bahia – Adep/BA, João Gavazza, corroborou com a opinião do momento vivido pela Instituição ser histórico para a população baiana. Ainda segundo Gavazza, o defensor público tem como missão fazer com que presos, mulheres e idosos em situação de violência, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, pessoas com deficiência, índios, LGBTS entre outros grupos possam ter voz na sociedade.

Ouvidora-geral da DPE/BA, Vilma Reis reafirmou o papel da Defensoria como órgão de defesa da população e lembrou o pioneirismo da Instituição ao reservar 30% de vagas para a população negra.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia