WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
unime


julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias


:: 15/jul/2017 . 15:37

POLÍCIA OUVE MÉDICOS SOBRE SUMIÇO DE BEBÊ EM MATERNIDADE DE ILHÉUS

Mãe denunciou maternidade por suposto sumiço de bebê | Reprodução TV Santa Cruz

Mãe denunciou maternidade por suposto sumiço de bebê | Reprodução TV Santa Cruz


A delegada Andrea Oliveira, ouviu na sexta-feira, 14, dois médicos sobre o suposto desaparecimento de um dos bebês da dona de casa Cleidiane Silva dos Santos, após o parto ocorrido no dia 24 de junho, na Maternidade Santa Helena, que é administrada pela Santa Casa de Ilhéus.

Um dos profissionais que prestaram depoimento no inquérito policial foi o médico Edson Moreno, responsável pela última ultrassonografia que confirmou a existência de gêmeos. O exame foi feito no dia 3 de junho, na 37ª semana de gravidez, 21 dias antes do parto realizado na Maternidade Santa Helena.

De acordo com reportagem da TV Santa Cruz, durante o depoimento à delegada André Oliveira, o médico admitiu que pode ter errado na ultrassonografia da paciente. Outro profissional que prestou depoimento foi o diretor da Maternidade Santa Helena, Carlos Lira. Ele afirmou que o médico que fez o parto da paciente Cleidiane Silva ficou surpreso com a existência de apenas um bebê.

Carlos Lira disse ainda que a paciente foi avisada que só existia uma criança. Uma técnica de enfermagem, que fez o atendimento antes do parto, informou (também em depoimento à polícia nesta semana) que só ouviu o batimento do coração de uma criança.

A polícia ainda vai ouvir mais seis pessoas para tentar esclarecer o caso. Entre os que vão prestar depoimento na próxima semana está o médico Fábio Pinheiro, que fez a cesariana na dona de casa.

PRE-BA QUER PUNIÇÃO A 14 PARTIDOS POR DESRESPEITO A COTA FEMININA

Procurador quer punição a 14 partidos na Bahia || Foto PRE-BA

Procurador quer punição a 14 partidos na Bahia || Foto PRE-BA

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) punição para 14 partidos por descumprimento da cota feminina nas propagandas veiculadas no rádio e na TV no primeiro semestre deste ano.

O procurador Regional Eleitoral Ruy Nestor Bastos Mello entende que os partidos não destinaram os 20% do tempo total das inserções para promover e difundir a participação política da mulher. Essa determinação está prevista na lei 13.165/2015.

O procurador verificou, durante procedimentos preparatórios eleitorais, em março, que, do total de 25 partidos investigados, 14 agremiações não fizeram nenhuma referência à participação da mulher na política ou não atingiram a cota necessária nas propagandas veiculadas no primeiro semestre.

Na ação, Ruy Nestor pede que sejam cassados 20 minutos do tempo de propaganda de PR, PRB, PDT, PSDB, PROS, PSB, PSC, PT e Solidariedade. Já o DEM deve ser punido com 11min e 30s do tempo de inserções. Os demais punidos são PRTB, PSL, PSOL, PV, com sugestão de perda de tempo de 10 minutos cada.

FUNCIONÁRIA É FURTADA DENTRO DA OAB

A sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado da Bahia (OAB-BA), foi furtada nesta sexta-feira (14) em Salvador. O caso aconteceu por volta de 12h30 e a carteira de uma funcionária do local foi levada. A assessoria de comunicação da OAB-BA confirmou o crime e afirmou que está buscando formas de melhorar a segurança no acesso ao prédio da instituição, localizado na Rua Portão da Piedade, perto da Estação da Lapa. As imagens das câmeras de vigilância do local devem ser usadas para elucidar o caso.

Em contato com o Bahia Notícias, uma advogada relatou que já aconteceram quatro crimes semelhantes dentro da sede da OAB-BA somente este ano por conta do fácil acesso. “Não tem segurança ali dentro, só fica um porteiro, e às vezes ele sai”, criticou a advogada, que preferiu não se identificar. “A pessoa que assaltou não estava armada, simplesmente encontrou as salas que ficam na parte da frente abertas”, relatou. Segundo ela, funcionários da OAB-BA fazem o boletim de ocorrência junto à polícia, mas o órgão não cede as imagens das câmeras de segurança para que os casos não ganhem repercussão.

ZEM COSTA COM DAVIDSON

Wenceslau, Jairo Araujo, Davidson e Zem Costa nesta manhã

Wenceslau, Jairo Araujo, Davidson e Zem Costa nesta manhã


O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB) conquistou o apoio de Zem Costa (PSOL) na disputa à reeleição em 2018. Os dois políticos se reuniram neste sábado (15) para selar acordo.

Ainda sem definir futuro político, sabe-se que ele pode apoiar um nome psolista na disputa por vaga à Assembleia Estadual.

Ponto para o deputado e presidente do PCdoB estadual. Davidson ressaltou o histórico de Zem como nome da esquerda, ex-candidato a prefeito de Itabuna. Atualizado às 11h21min.

DEZ ANOS DEPOIS, DESASTRE AÉREO NÃO TEM PUNIDOS

Dez anos depois, desastre sem punição || Foto Lusa

Dez anos depois, desastre sem punição || Foto Lusa

Passados dez anos, ninguém foi condenado pelo acidente com o Airbus A320 da TAM, ocorrido em 17 de julho de 2007. Nesses anos, o caso foi julgado pela primeira e segunda instâncias da Justiça Federal e todos os denunciados pelo Ministério Público Federal foram absolvidos. Nesses dez anos, a TAM se juntou à empresa aérea chilena LAN, fusão que ocorreu no dia 5 de maio de 2016, e virou Latam Airlines, ou somente Latam como está estampado em suas aeronaves.

O acidente foi investigado por três órgãos. Um deles, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica, que concluiu que uma série de fatores contribuíram para o acidente. O relatório do Cenipa constatou, entre vários pontos, que os pilotos movimentaram, sem perceber, um dos manetes para a posição idle (ponto morto) e deixaram o outro em posição climb (subir). O sistema de computadores da aeronave entendeu que os pilotos queriam arremeter (subir).

O documento também relata que não havia um aviso sonoro para advertir os pilotos sobre a falha no posicionamento dos manetes e que o treinamento dos pilotos era falho: a formação teórica dos pilotos, pelo que se apurou na época, usava apenas cursos interativos em computador. Outro problema apontado é que o co-piloto, embora tivesse grande experiência, tinha poucas horas de voo em aviões do modelo A320, e que não foi normatizada, na época, a proibição em Congonhas de pousos com o reverso (freio aerodinâmico) inoperante, o que impediria o pouso do avião nessas condições em situação de pista molhada.

A Latam Airlines negou que houvesse falhas no treinamento dos pilotos. “O programa de treinamento da companhia já se encontrava dentro do previsto e conforme regulamentações do setor, inclusive com conteúdo e carga horária conforme padrões mundiais”, informou. Segundo a Latam, tanto o treinamento quanto os procedimentos dos pilotos são feitos conforme padrões mundiais de segurança e norteados pelos manuais do fabricante e aprovados pelas autoridades do país de origem e órgãos reguladores. Da Agência Brasil.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia