Geddel teria discutido Caixa 2 com a JBS || Foto Valter Campanário / ABr

Geddel teria discutido Caixa 2 com a JBS || Foto Valter Campanário / ABr

A colunista Mônica Bergamo revela, na edição desta quarta (26), da Folha, uma nova acusação contra o ex-ministro e ex-deputado federal Geddel Vieira Lima. O ex-ministro teria discutido anistia ao Caixa 2 com um dos executivos da JBS. A conversa, segundo delação, se deu com o diretor jurídico da empresa, Francisco de Assis e Silva.

O executivo diz ter discutido com Geddel, em Brasília, várias vezes sobre o assunto. Afirma, ainda, que Geddel entregou a ele rascunho de projeto de lei prevendo a anistia. Pela proposta do ex-ministro, conforme revelado pela coluna, o Caixa 2 seria tratado somente como crime tributário, não cabendo pena, caso confessado, beneficiando centenas de políticos.

O ex-secretário de Governo de Temer foi dos primeiros políticos brasileiros a defender anistia à prática de Caixa 2 na política. Ainda informa a colunista a existência de anexo exclusivo, no âmbito da Lava Jato, para tratar apenas dos supostos crimes de corrupção atribuídos ao peemedebista baiano.