WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


conlar

banner-site-150x300px

jamile_yamaha

sintesi17

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias


:: ago/2017

PREFEITO DE CAIRU E INSTITUTO TERÃO QUE DEVOLVER MAIS DE R$ 9,5 MILHÕES

Prefeito de Cairu é punido pelo TCM

Prefeito de Cairu é punido pelo TCM

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) considerou irregular a prestação de contas de repasses de mais de R$ 9 milhões feitos pela Prefeitura de Cairu ao Instituto de Desenvolvimento Social e Tecnológico Universo. O órgão de fiscalização determinou o envio de representação ao Ministério Público Estadual contra o prefeito Fernando Antônio dos Santos Brito e contra o administrador do Instituto Universo, Tássio Cruz Fonseca.

O TCM também mandou que os dois devolvam, com recursos pessoais, R$9.549.976,74 para os cofres municipais e aplicou multa R$ 50.708,00 para cada um dos gestores.O Ministério Público de Contas concluiu que os dois não conseguiram comprovar o destino dos recursos repassados pelo prefeito para o instituto no exercício de 2014.

O Ministério Público de Contas entendeu que o prefeito foi omisso em seu dever de fiscalizar a execução dos Termos de Parceria e em adotar providências para apuração da responsabilidade do Instituto Universo. O termo de parceria envolvia o desenvolvimento de diversos programas, entre eles “Mais Educação”, “Gestão Social com Qualidade” e “Desenvolvimento Estratégico do Turismo”.

De acordo com o TCM, o relatório técnico apontou a intempestividade das contas, além de divergência entre as informações constantes no sistema SIGA e os documentos apresentados no processo de prestação de contas.

Segundo o TCM, além disso, foi elencada uma extensa lista de documentos não encaminhados, razão pela qual foi considerada inviável a análise técnica da prestação de contas e determinada a devolução dos recursos recebidos pelo Instituto Universo. Fernando Antônio e Tássio Cruz ainda podem recorrer da punição.

JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO IMEDIATA DE ATIVIDADE DE LICENCIAMENTO EM COARACI

Justiça suspende licenciamento em Coaraci

Justiça suspende licenciamento em Coaraci

O juiz Hilton de Miranda Gonçalves determinou a suspensão imediata de qualquer atividade de licenciamento, autorização e fiscalização realizada pelo Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território Litoral Sul em Coaraci. Além disso, a justiça suspendeu as ações ambientais por não haver órgão ambiental habilitado no município. Os pedidos foram feitos pelo Ministério Público Estadual, que ajuizou ação civil pública contra a Prefeitura de Coaraci, a empresa Mineração Spazio Alpha Concorde Importação e Exportação e o CDS-Litoral Sul.

Segundo o promotor de Justiça Yuri de Mello, a empresa  Alpha obteve licenças ambientais em prazo recorde, “ao arrepio da lei, desconsiderando a legislação ambiental, agindo dolosamente em conluio com a administração pública municipal e com o CDS-Litoral Sul”.

O promotor afirma que a atuação do município de Coaraci e do CDS-Litoral Sul extrapolou a competência legal, uma vez que o licenciamento de mineração de manganês é da competência administrativa do Estado. A Justiça também determinou a suspensão imediata dos efeitos das licenças ambientais expedidas pela prefeitura à empresa de mineração, com base na avaliação do CDS-Litoral Sul; e impôs a obrigatoriedade do Município comunicar à Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema), em dez dias, a sua incapacidade em exercer atividades administrativas ambientais.

O promotor de Justiça diz que “os procedimentos de licenciamento foram realizados sem qualquer publicidade, sendo necessário um grupo de cidadãos solicitar informações à Prefeitura Municipal e à Câmara de Vereadores, em dezembro de 2016, após expedidas as licenças prévia, de instalação e de operação em um prazo relâmpago de apenas 15 dias”.

RELATÓRIO DO INEMA

Atendendo a solicitação do MP-BA, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) fez inspeção no local da mineração, no dia 6 de junho deste ano, e constatou diversas irregularidades, como supressão de vegetação nativa da Mata Atlântica e soterramento de curso de água, oriundo de nascente em razão de desmonte de material de escavação, sem outorga de órgão competente.

Além disso, no relatório do Inema consta que o prazo decorrido entre as licenças (prévia, de implantação e de operação) foi, no mínimo, insuficiente para atender todo o processo de preparação da mina até a viabilidade de exploração, “razão porque seria impositivo a aplicação de cuidadosas condicionantes que, só após o cumprimento, possibilitaria a obtenção da licença de operação”.

NAZAL QUESTIONA ESTIMATIVA E RELEMBRA EQUÍVOCOS DO IBGE EM CENSOS

Nazal questiona estimativa feita pelo IBGE para Ilhéus || Foto Maurício Maron

Nazal questiona estimativa feita pelo IBGE para Ilhéus || Foto Maurício Maron

O vice-prefeito e secretário de Planejamento de Ilhéus, José Nazal, emitiu nota pública para questionar a estimativa populacional divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) sobre o município. Nazal observa que a redução pode afetar Ilhéus na atração de investimentos.

Nazal observa equívocos dos últimos censos feitos pelo IBGE em Ilhéus. “No ano 2000, a população do bairro da Conquista era de 22.045 habitantes e o bairro possuía 5.703 domicílios. Já em 2.010, o mesmo bairro possuía 6.379 domicílios e registrava apenas 18.892 habitantes. Então, segundo o IBGE, ao tempo em que o número de residências cresceu 11%, houve uma redução da população em torno de 15% por cento. Portanto, o IBGE nunca conseguiu explicar razoavelmente os dados relevantes e incongruentes, constantes do censo do ano 2000”.

Confira a nota, na íntegra.

NOTA PÚBLICA

Os números projetados e divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), instituição nacional responsável pela guarda, controle e contagem da população brasileira, mais uma vez mostraram o crescimento populacional negativo no município de Ilhéus.

Chama a atenção da opinião pública, especialmente dos ilheenses, a significativa diminuição populacional ocorrida no município entre as contagens do Censo de 2000 e o de 2010.

Há sete anos, representando Ilhéus na Comissão de Geografia e Estatística, fui informado pelo coordenador que a projeção que estava sendo feita, com base nos dados levantados até aquele momento, daria ao município algo em torno de 185 mil habitantes, o que se comprovou com o registro oficial de 184.236 habitantes.

A perplexidade ocorreu ao compararmos aqueles números com os do Censo de 2000, que identificou uma população de 222.127, ou seja, 37.891 habitantes a menos, num período de 10 anos.

Por conta desta significativa diferença, auditores do IBGE fizeram uma aferição nos dados coletados entre os censos, quando se verificou que, em várias localidades do município, especialmente na zona rural, o número de domicílios e de habitantes contados era inferior ao que havia sido coletado pelo mesmo Instituto, no ano 2000. Por razões que desconhecemos, os números do censo do IBGE do ano 2000, irreais, superestimaram a nossa população.

No ano 2000, a população do bairro da Conquista era de 22.045 habitantes e o bairro possuía 5.703 domicílios. Já em 2.010, o mesmo bairro possuía 6.379 domicílios e registrava apenas 18.892 habitantes. Então, segundo o IBGE, ao tempo em que o número de residências cresceu 11%, houve uma redução da população em torno de 15% por cento. Portanto, o IBGE nunca conseguiu explicar razoavelmente os dados relevantes e incongruentes, constantes do censo do ano 2000 e que, a partir desse logro, vem gerando desdobramentos igualmente desacreditados, contrariando a lógica, a matemática e a percepção geral.

É considerando os números do ano 2000/2010, e utilizando os vetores resultantes desses levantamentos, que o IBGE vem fazendo a cada ano essas projeções, chegando a uma estimativa da população do município. Ora, se o vetor 2000/2010, revela decréscimo demográfico, atribui-se o mesmo declínio aos anos subsequentes, alheio às possibilidades de estagnação do decréscimo, ou mesmo reversão do vetor. Assim, a população de Ilhéus continuará definhando, mesmo que não seja verdade, até que um novo censo populacional seja efetuado.

Outros sintomas, como o aumento do número de domicílios e a quantidade expressiva de novas construções, além do considerável crescimento da “mancha urbana”, são fatos incontestáveis e que contrariam as projeções do IBGE. Ou seja, a incongruência se evidencia, mais uma vez: enquanto o município se expande e a população decresce.
Oficializamos a reclamação de Ilhéus no escritório do IBGE na Bahia, à metodologia questionável do Censo de 2000. Uma demanda jurídica para anulação do referido censo chegou a ser cogitada, mas demonstrou-se inviável, pois seria demasiadamente longa e os efeitos buscados se perderiam.

A título de esclarecimento, os novos números apresentados não representam nenhum tipo de prejuízo financeiro direto, mas, eventualmente, podem gerar consequências danosas nas avaliações sobre o nosso município, conquanto a prováveis investimentos pelos quais nos empenhamos diuturnamente, mas cujo decréscimo populacional pode vir a representar um dado desestimulante.

Por isso, em que pese a queda nos índices populacionais, faz-se necessário informar que Ilhéus se manteve com uma boa margem de segurança na faixa de transferências constitucionais a que teríamos direito, sobretudo o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
Externo as minhas convicções de que esse erro será desmistificado em 2020 – quando está previsto a realização de um novo Censo Demográfico Nacional – e a verdade restabelecida.

Ilhéus, 31 de agosto de 2017

José Nazal Pacheco Soub
Vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável

PT PROMOVE ENCONTRO TERRITORIAL DO MÉDIO SUDOESTE EM ITAPETINGA

Rosemberg participa de Encontro do Médio Sudoeste

Rosemberg participa de Encontro do Médio Sudoeste

O Partido dos Trabalhadores (PT) promove neste sábado (2), a partir das 8h30min, o Encontro Territorial do Médio Sudoeste, no plenário Ulysses Guimarães da Câmara Municipal de Itapetinga. Dentre as pautas do encontro, a análise da conjuntura política Estadual e Nacional; as perspectivas para as eleições de 2018 e a posse dos diretórios municipais na região.

Confirmaram presença representantes do partido como o deputado estadual, Rosemberg Pinto, o presidente do PT da Bahia, Everaldo Anunciação; o secretário estadual de organização do PT, Élio Almeida; e o economista e professor titular licenciado da Universidade Federal da Bahia (UFBA), José Sérgio Gabrielli.

O Território de Identidade do Médio Sudoeste baiano é composto pelos municípios de Caatiba, Firmino Alves, Ibicuí, Iguaí, Itambé, Itapetinga, Itarantim, Itororó, Macarani, Maiquinique, Nova Canaã, Potiraguá e Santa Cruz da Vitória.

ROSIVALDO DEIXA O PCdoB, APÓS 25 ANOS

Rosivaldo deixa o PCdoB, após 25 anos.

Rosivaldo deixa o PCdoB, após 25 anos.

O economista e ex-secretário de Indústria e Comércio de Itabuna, Rosivaldo Pinheiro, tornou pública, há pouco, a sua desfiliação do PCdoB, quando emitiu uma carta falando dos 25 anos no partido.

“Saio com os pés na probidade e a consciência nutrida pela certeza de não me calar diante dos equívocos observados na condução política do partido e no trato aos seus filiados (base partidária), o que veio piorando ao longo do tempo, sendo agravados durante o período de participação na última gestão municipal (2013-2016), tempo em que amadureci a decisão de me afastar.”

CARTA ABERTA À COMUNIDADE

Após 25 anos de filiado (dezembro de 1992) e quase 30 anos de lutas ao lado do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) – ingressei ainda jovem, em 1984, no movimento estudantil e lutei para a estadualização da UESC desde 1988 –, comunico aos amigos, apoiadores, simpatizantes e toda a comunidade de Itabuna que não mais faço parte da referida agremiação política. Oficializei minha desfiliação no dia 24 deste mês.

Estive entre os mais votados para vereador de Itabuna nos pleitos eleitorais de 2008, 2012 e 2016, e contribuí de forma direta com todos os projetos eleitorais definidos pela direção partidária desde 1984.

:: LEIA MAIS »

FESTIVAIS SÃO DESTAQUES NA PROGRAMAÇÃO DO TPI EM SETEMBRO

Tenda do TPI divulga programa de setembro || Foto Lucas Vitorino

Tenda do TPI divulga programa de setembro || Foto Lucas Vitorino

Saiu a programação de setembro da Tenda Teatro Popular de Ilhéus. Os destaques são os festivais Latino-Americano de Teatro da Bahia (Filte) e Sonora – Ciclo de compositoras.

Realizado em Salvador e Ilhéus, o Filte acontece na Tenda nesta sexta (1º) e sábado (2), às 20h, com apresentação do espetáculo Os fuzis da senhora Carrar, do Teatro Popular de Ilhéus (TPI). O ingresso, que pode ser adquirido na bilheteria do espaço cultural, custa R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). A classificação indicativa é 14 anos.

Surgido a partir de um movimento internacional na internet, o Sonora reunirá mulheres criadoras do sul da Bahia nos dias 15 e 16, com a realização da Oficina gratuita Corpo e Mandinga (9h), por Evani Tavares, e shows de diversas compositoras (19h), além do Bazar das Comadres. :: LEIA MAIS »

UFBA ENCERRA NESTA SEXTA MATRÍCULA DE CONVOCADOS NA TERCEIRA CHAMADA DO SISU

Matrícula de convocados na terceira chamada

Matrícula de convocados na terceira chamada será feita nesta sexta-feira

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) conclui nesta sexta-feira (1º) a matrícula dos candidatos convocados na terceira chamada do Processo Seletivo do Sistema de Seleção Unificada (SISU) para o segundo semestre. Os estudantes devem comparecer a uma unidade universitária das 8h30min às 11h30min e das 14 às 17 horas. Pela manhã serão matriculados os aprovados para os cursos de Farmácia, Fisioterapia, Gastronomia, Geografia, Letras Vernáculas, Letras Vernáculas e Língua Estrangeira, Língua Estrangeira ( Inglês/Espanhol), no noturno, e Língua Estrangeira Moderna ou Clássica.

No período da tarde serão feitas as matrículas dos aprovados para os cursos de Zootecnia, Química, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Pedagogia (noturno), Psicologia e Secretariado Executivo. Os candidatos devem ficar atentos aos documentos exigidos no edital. Quem não atender aos requisitos previstos perderá a vaga.

uruçuca

ACORDO VIABILIZA PORTO SUL, AFIRMA RUI

Porto Sul pode ser viabilizado com acordo a ser assinado na China ||  Reprodução

Porto Sul pode ser viabilizado com acordo a ser assinado na China ||
Reprodução

Um dos principais compromissos da agenda do governador Rui Costa em sua missão internacional na China ocorre no início da manhã desta sexta-feira (1º), quando ele assina, em Pequim, memorando de entendimento com cinco empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin). O acordo assegura financiamento e viabiliza o Projeto Porto Sul, segundo o governador Rui Costa.

Também integram o acordo ações para conclusão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a exploração de uma mina de minério de ferro localizada em Caetité, no sudoeste da Bahia. O ato de assinatura está marcado para as 18h15min de Pequim (7h15 no horário de Brasília).

O documento estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, “desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro”.

Ainda de acordo com o documento, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas: China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd. :: LEIA MAIS »

PORTO DE ILHÉUS BATE RECORDE EM EXPORTAÇÃO DE ÓXIDO DE MAGNÉSIO

Exportação de óxido de magnésio pelo terminal ilheense bate recorde || Divulgação

Exportação de óxido de magnésio pelo terminal ilheense bate recorde || Divulgação

O Porto de Ilhéus fará a terceira exportação de carga de óxido de magnésio neste ano, numa operação controlada pela Intermarítima. Serão 8 mil toneladas do produto exportadas para os Estados Unidos. Segundo a Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), 23 mil toneladas de óxido de magnésio já foram exportadas pelo terminal ilheense em 2017.

O último embarque ocorreu na terça (29). O volume deste tipo de carga movimentado em 2017 supera em muito o de 2016, quando foram embarcadas apenas 7 mil toneladas. “A operação do óxido excede a média anual, que é de um a dois embarques. Temos muito a comemorar, sobretudo porque já está confirmada para mais uma operação do produto. Nossa previsão é chegar a 30 mil toneladas em 2017”, comenta a gerente do Porto de Ilhéus, Bárbara Láudano.

O óxido tem origem na fábrica da IBAR Nordeste, em Brumado, empresa responsável pela extração, beneficiamento e calcinação controlada da magnesita, que dá origem ao composto. A participação do óxido na cadeia produtora inclui as atividades de Indústrias Química e Siderúrgica, além de agricultura, nutrição animal, construção civil, dentre outras.

ITUBERÁ: PREFEITA E VICE TÊM MANDATOS CASSADOS PELA JUSTIÇA ELEITORAL

Iramar é cassada pela Justiça Eleitoral || Foto Voz da Bahia

Iramar é cassada pela Justiça Eleitoral || Foto Voz da Bahia

A prefeita de Ituberá, Iramar Braga de Souza Costa, teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral. Conforme a sentença decretada nesta quarta-feira (30), a gestora ficará inelegível por oito anos. A punição também atinge o vice-prefeito Vivaldo Reis de Souza, com quem Iramar Costa venceu as eleições em 2016.

De acordo com o juiz Reinaldo Peixoto Marinha, foi comprovada a prática de abuso de poder político e econômico, o que afetou o equilíbrio eleitoral, informa o BA Notícias.

Segundo uma das acusações, a gestora teria “inchado” a administração ao promover contratações sem concurso ao longo dos anos 2014, 2015 e 2016 com o intuito de fortalecer o projeto político local. Ainda cabe recurso da decisão.

DEM AMEAÇA ROMPER COM TEMER SE EMPRÉSTIMO DO BB SAIR PARA A BAHIA

Temer é pressionado pelo DEM contra empréstimo à Bahia || Foto Antonio Cruz/Agência Brasil

Temer é pressionado pelo DEM contra empréstimo à Bahia || Foto Antonio Cruz/Agência Brasil

Do Política Livre

Parece cada dia mais difícil ao presidente Michel Temer (PMDB) liberar os R$ 600 milhões de um empréstimos do Banco do Brasil para o governo baiano. A pressão do DEM nacional sobre ele e, principalmente, sobre o ministro Antonio Imbassahy (secretaria de Governo) recrudesceu nos últimos dias, depois que houve um movimento no sentido de dar continuidade ao processo para a liberação dos recursos.

O recado passado aos dois é de que até rompimento pode haver caso o adversário petista Rui Costa (PT) seja contemplado com o dinheiro. O pior é que Antonio Imbassahy foi colocado contra a parede num momento em que parece vir recebendo ataques de todos os lados.

NEM RIO DE JANEIRO NEM HAITI. A VIOLÊNCIA TAMBÉM IMPERA AQUI

Walmir Rosário 3Walmir Rosário

No sul da Bahia, as fazendas de cacau são um verdadeiro “paraíso” para os assaltantes. Os furtos e roubos nas roças são praticados à calada da noite por todos os tipos de ladrões. Vemos na periferia das cidades amêndoas de cacau secando nos passeios e até mesmo no meio das ruas.

Cada vez mais a sociedade tem medo de tudo e de todos. O que antes víamos apenas na televisão já faz parte do nosso dia a dia e algumas pessoas nem se importam mais com as mortes. Elas (as mortes) fazem parte do nosso cotidiano, queiramos ou não, e a insegurança impera em Canavieiras e outras cidades como em qualquer morro do Rio de Janeiro ou o Haiti, após seus governos perderem os parâmetros de dignidade.

A Bahia, considerada em todo o país como a “boa terra” já é vista com restrições. E em Canavieiras, por exemplo, o bate-papo noturno nas calçadas, para aproveitar a brisa noturna e colocar os assuntos em dia, é visto com restrições. Volta e meia, na avenida mais movimentada, a Octávio Mangabeira, ou rua 13, como chamamos, os assaltos a aparelhos celulares e outros pertences são praticados a torto e a direito.

A sociedade organiza movimentos, mobiliza parte da população atingida, para a felicidade de alguns políticos que sabem muito bem utilizar esses eventos como palanques gratuitos de promoção. As autoridades policiais, o Ministério Público e o Poder Judiciário apenas olham e dizem que nunca se combateu a violência como agora. Mostram dados que só eles têm conhecimento. E fica tudo como dantes.

Por fora, circulam com desfaçatez as organizações não-governamentais e pastorais travestidas de defensores dos direitos humanos. Mas agem numa só via, a “defesa dos coitadinhos” dos bandidos, sem se incomodar com os cidadãos que trabalham e custeiam a máquina estatal. Essas organizações recebem dinheiro de instituições internacionais para fomentar a chegada dos partidos antes de esquerda ao poder, criando um clima de instabilidade política e social. É o Brasil dos expertos contra o Brasil que trabalha.

E a violência não tem dado trégua à sociedade. Se na zona urbana a insegurança recrudesce a cada dia, na zona rural não tem sido diferente. Morar longe da movimentada cidade, especialmente num sítio com paisagem bucólica, já não é a opção para milhares de pessoas residentes nas grandes capitais, a exemplo do Rio de Janeiro e São Paulo. Nem mesmo aqui.

O que antes parecia uma excentricidade tornou-se uma temeridade, haja vista a falta de segurança dos arredores da cidade, onde o Estado não dispõe de qualquer representante. Hoje, os sítios e grandes fazendas, principalmente as que os proprietários ali residem, são o alvo preferido pelos ladrões. Além dos prejuízos materiais, ainda há o risco moral, pois todas as atrocidades são praticadas contra as famílias.

Longe de mim ser um arauto do medo e do terror, mas estou falando com a triste experiência que tive a 20 metros de casa, quando fui abordado por dois indivíduos que queriam o aparelho celular. De armas na cintura, como toda a pressa pedem o aparelho, antes que se enervem e resolva tirar nossa vida. Assim, de forma tão barata, passam o produto do roubo adiante, trocado por algumas pedras de crack ou gramas de cocaína. :: LEIA MAIS »

SESC INVESTIRÁ R$ 20 MILHÕES NA CONSTRUÇÃO DE CLUBE E ESCOLA EM ILHÉUS

Presidente da Fecomercio confirma a Marão construção de clube-escola do Sesc em Ilhéus

Presidente da Fecomercio confirma a Marão construção de clube-escola do Sesc em Ilhéus

O Serviço Social do Comércio (Sesc) vai investir R$ 20 milhoes na construção de um clube-escola no quilômetro 5 da Rodovia Ilhéus-Itacaré (BA-001), segundo garantiu o presidente da Federação do Comércio (Fecomercio), Carlos Andrade, em audiência com o prefeito Mário Alexandre (Marão). O equipamento terá escola do ensino fundamental, piscinas, quadras e quiosques. O prazo de conclusão da obra será de cinco meses.

O equipamento, na zona norte de Ilhéus, ocupará área de 50 mil metros quadrados e será destinado aos filhos dos comerciários de toda a região cacaueira. Para dar inicio à obra, só depende apenas de alguns trâmites legais, “mas nada impeditivos”, segundo o prefeito.

“A construção vai começar logo”, garantiu. Mário Alexandre destacou a importância do investimento, que será destinado ao atendimento de lazer, cultura, esporte e saúde para os comerciários do sul da Bahia, em especial os de Ilhéus

“Quando falamos comerciários, estamos nos referindo aos trabalhadores do setor do Turismo, de prestação de serviços médicos, da educação, da central de abastecimento. Trata-se e um equipamento que tem o objetivo de promover a socialização e envolve muita gente, muitas famílias serão beneficiadas”, destacou.

ORÇAMENTO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS CAI R$ 3,4 BILHÕES

Universidades federais perdem mais de R$ 3 bilhões nos últimos anos

Universidades federais perdem mais de R$ 3 bilhões nos últimos anos

O orçamento para manutenção e investimento das universidades federais brasileiras caiu R$ 3,38 bilhões em três anos, saindo de R$ 10,72 bilhões em 2014 para R$ 7,34 bilhões neste ano. Houve ainda diminuição de mais da metade dos recursos em investimentos (de R$ 3,7 bilhões para R$ 1,4 bilhão) e de 16% no custeio (de R$ 7,02 bilhões para R$ 5,89 bilhões).

Os dados foram corrigidos pela inflação pelo índice IPCA-IBGE e tabulados pelo Estado com base em informações enviadas pelo Ministério da Educação (MEC). Foram considerados recursos de fontes próprias, convênios, doações e emendas parlamentares. A redução, dizem porta-vozes de dez universidades federais ouvidos pela reportagem, não acompanhou o crescimento das unidades, que dobraram o número de seus alunos, de 589 mil, em 2006, para 1,1 milhão, em 2015, conforme os dados do Censo da Educação Superior.

“O ano de 2014 foi o último em que houve correção do custeio pela inflação do ano anterior e pela taxa de expansão do sistema”, diz o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Emmanuel Zagury, também reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA). Ele afirma que a mudança pode prejudicar o desenvolvimento do País. “Não teríamos o sucesso que temos na produção de alimentos, na exploração de petróleo em regiões profundas e em outras áreas, por exemplo, sem a pesquisa na universidade federal.”ncial dela”, afirmou.

A reitora Soraya Smaili não se manifestou. Já o vice-reitor da Unifesp, Nélson Sass, saiu em defesa da colega. “Aparelhamento não há, muito pelo contrário. O partido da professora é a qualidade da educação e do atendimento”, afirmou. Leia a íntegra clicando aqui

INICIATIVAS DO BEM

Eric Thadeu

A curiosidade de Alice levou ela e o avô, Seu Gerosino...

Seu Gerosino aciona o celular para registrar a “Aventura de Alice”…

Seu Gerosino tem 72 anos. A pequena Alice, sua neta, 6 anos de idade. Moradores do bairro Vila Anália. Estavam passeando no final da tarde desta quarta-feira (30) perto da sede do Corpo de Bombeiros em Itabuna. A menina ficou curiosa e pediu para ir lá dentro, ver tudo de perto.

O avô, mestre de obras aposentado, cheio de atitudes simples, sorriso carregado de humildade foi entrando devagarzinho com a neta.

E eis que todos os integrantes da corporação que estavam no local receberam com muita alegria a visita do avô e de sua neta curiosa. Ela, esperta, fez muitas perguntas, tirou fotos e até experimentou entrar em um dos veículos e usar a farda de combate a incêndios. Com capacete e tudo.

História simples, mas que nos faz refletir o quanto é importante para uma criança estabelecer um vínculo de afeto e de positividade com os serviços outorgados de segurança.

Da visita, ficaram os sorrisos e a certeza de que é possível, no futuro, termos mais uma grande profissional no Grupamento de Itabuna, apaixonada que ficou pela ideia.

Alice veste-se como a "bombeirinha"...

Alice veste-se como a “bombeirinha”…

...Entra na viatura com o avô e o "colega" bombeiro...

…Entra na viatura com o avô e o “colega” bombeiro…

...E partem para a alegria!

…E partem para a Missão Alegria!

O PT DEVE EXPLICAÇÕES AO PDT

marco wense1Marco Wense

 

Lula, sem nenhum tipo de constrangimento, como nada estivesse acontecido, anda de mãos dadas com Renan Calheiros, então presidente do Senado na efervescência do golpe.

 

O comando estadual do PDT, sob a presidência do deputado Félix Júnior, tem que exigir uma explicação da cúpula do PT sobre essas alianças que a legenda vem fazendo com os “golpistas”.

É bom lembrar que foi o próprio PT que denominou como “golpistas” os parlamentares que votaram a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff.

Essa aproximação, ou melhor, reaproximação de Lula com o senador Renan Calheiros (PMDB), protagonista-mor da defenestração de Dilma, é um acinte ao PDT.

Não só ao PDT, mas a todos os partidos que enfrentaram os “golpistas” e terminaram derrotados pelo rolo compressor do toma lá, dá cá.

Vem o PT agora e estende o tapete vermelho para os “golpistas”, transformando-os em sofisticados cabos eleitorais da pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula, sem nenhum tipo de constrangimento, como nada estivesse acontecido, anda de mãos dadas com Renan Calheiros, então presidente do Senado na efervescência do golpe.

E a Dilma Rousseff, como fica? Vai dividir o palanque com os “golpistas” e engolir o insulto da banda pragmática do PT?

Ao PDT só resta um pedido de explicação ao petismo, sob pena de ser conivente com as arrumações assentadas no maquiavelismo de que “o fim justifica os meios”.

Para os mais desinformados, fica a lembrança que o PDT, do saudoso e inesquecível Leonel Brizola, expulsou seis deputados federais e, salvo engano, dois senadores porque votaram no impeachment.

A militância, pelo menos a coerente, que não se amedronta diante dos sobressaltos do processo político, espera uma atitude por parte da Executiva estadual.

Marco Wense é editor d´O Busílis.

DIVULGADO O RESULTADO DA PROVA DISCURSIVA DO CONCURSO DA EMBASA

Divulgado o resultado da prova discursiva

Divulgado o resultado da prova discursiva do concurso da Embasa

O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), organizador do concurso público da Embasa, divulgou na terça-feira (29) o resultado da prova discursiva. Os candidatos podem verificar a classificação na internet, no endereço eletrônico www.ibfc.org.br.

O concurso público da Embasa visa o preenchimento de 600 vagas para 11 funções dos níveis médio, técnico e superior. As vagas são destinadas a 64 municípios, contemplando unidades da Embasa em Salvador e cidades como Itabuna e Ilhéus. Os salários admissionais variam de R$ 1.122,84 a R$ 6.793,31.

As vagas de nível superior são oferecidas aos profissionais com formação em ciências contábeis; análise de sistemas, processamento de dados, ciência da computação, engenharia de computação ou sistemas de informação; engenharia civil ou engenharia de produção civil; engenharia sanitária ou engenharia sanitária e ambiental; e engenharia elétrica.

As vagas de nível médio-técnico são destinadas para técnicos em edificações e técnicos em eletromecânica. Já para o nível médio, há vagas para agente administrativo, agente operacional, assistente de laboratório e operador de processos de água e de esgoto.

O prazo de validade do concurso será de 6 (seis) meses, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo, a critério da Embasa, ser prorrogado uma vez por igual período, por conveniência administrativa da empresa.

BABÁ CEARENSE: “PARECE ATÉ QUE ITABUNA NÃO TEM HOMEM. AQUI TODO MUNDO FAZ O QUE QUER”

Babá abriu o verbo na Câmara de Vereadores

Babá abriu o verbo na Câmara de Vereadores

Do Página 1

A Câmara de Itabuna viveu momentos de verdadeiro frisson durante a sessão plenária desta quarta-feira (30). Houve até quem  chegasse a duvidar que Itabuna tenha homem.

– Parece até que em Itabuna não tem homem, porque aqui  todo mundo faz o que quer – esbravejou Babá Cearense (PHS), numa alusão  ao que ele considera errado na administração municipal.

A declaração provocou a imediata reação do líder do governo, Robinho (PP) , e de outros vereadores, como Ronaldão (PTN), por exemplo. “Itabuna tem homem, sim, nobre vereador”, reagiu.

A partir daí, o que se viu, e ouviu, foram  coisas hilárias, que produziram risos e indignação no público. Não faltaram argumentos do tipo “tenho as mesmas ferramentas que o senhor” e “em sua terra tem muito boiola”, todos dirigidos diretamente a Babá,  que recebeu título de cidadão itabunense em julho.

VINICIUS KHOURI ASSUME DELEGACIA DO SINAPRO-BAHIA EM CONQUISTA

Vinícius assume Delegacia de Conquista.

Vinicius assume Delegacia de Conquista.

O Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia (Sinapro-Bahia) empossou, nesta quarta-feira (30), o publicitário Vinicius Khouri como titular da Delegacia Regional Sudoeste da entidade, em Vitória da Conquista. Com reativação desta delegacia, o Sindicato passa a contar com cinco representações regionais, localizadas nas cidades de Santo Antônio de Jesus (Recôncavo), Teixeira de Freitas (Extremo-Sul), Itabuna (Sul) e Barreiras (Oeste) e agora a recém-criada em Vitória da Conquista (Sudoeste).

“Conquista é um grande centro urbano baiano, com mais de 350 mil habitantes e um mercado publicitário extremamente importante. Por isso, o Sinapro-Bahia não poderia deixar de estar presente neste município”, afirma Gustavo Queiroz, presidente do Sindicato. A diretora de Relações Governamentais do Sinapro-Bahia, Vera Rocha, ressalta que a criação desta quinta delegacia regional faz parte do processo de interiorização das ações do Sindicato.

Natural de Vitória da Conquista, Vinicius Khouri é pós-graduado em Comunicação e Marketing Empresarial. Começou sua carreira na área de Atendimento a Clientes, passando pelo setor de Mídia e posteriormente migrou para a Criação, a área com que mais se identificou. Há dois anos, assumiu a Direção de Criação da Aktiva Publicidade, agência da qual se tornou sócio.

TRIBUNAL FEDERAL SUSPENDE REINTEGRAÇÃO DE POSSE DE ÁREA EM ITAJU DO COLÔNIA

Moradores não índios protestaram cobrando solução.

No ano passado, moradores não índios protestaram cobrando solução para o impasse.

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região, em Brasília (TRF1), suspendeu a reintegração de posse numa área considerada Terra Indígena (TI) Caramuru-Catarina Paraguassu, em Itaju do Colônia. A determinação para que os Pataxós Hã-Hã-Hãe deixassem o local havia sido tomada pela Justiça Federal de Itabuna, que validou ação movida pela Prefeitura de Itaju.

Ma ação, a prefeitura defendeu que outros moradores não índios ficassem nos imóveis situados numa área urbana conhecida como Parque dos Rios. Mas, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), alega que o Parque dos Rios fica dentro da terra indígena.

De acordo com a SJDHDS, além do risco de agravamento do quadro de violência em uma região marcada por conflitos, a sentença do TRF1 observou que a Comissão Permanente de Análise de Benfeitorias comprovou a ocupação tradicional indígena na localidade.  A secretaria informou que o processo de regularização fundiária está em curso e, inclusive, mais de 330 ocupações não-indígenas (referentes aos proprietários de imóveis) já foram indenizadas.

DEMARCAÇÃO COMO RESERVA

Em 2012, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia reconhecido a legitimidade das terras Caramuru-Catarina Paraguassu enquanto Reserva Indígena, tendo julgado, parcialmente procedente, a Ação Cível Originária, de autoria da Funai (Fundação Nacional do Índio), que discutia a anulação de títulos de propriedade localizadas na área.

A SJDHDS informou que as “terras já haviam sido demarcadas como Reserva desde 1938 – à época, pelo Serviço de Proteção aos Índios, depois sucedida pela Funai -, entretanto, o processo ainda aguarda homologação”. No ano passado, moradores não índios protestaram contra a ocupação da área.

PALESTRA NA UESC ENSINA A SER UM EMPREENDEDOR DA PRÓPRIA CARREIRA

Palestra ensina administrar carreira profissional

Palestra ensina administrar carreira profissional

Quem sonha em administrar a própria carreira e não sabe como começar terá a chance de tirar dúvidas nesta quinta-feira (31) com Silvia Clenice, que é coach e especialista de carreira e de negócios. A palestra com a temática “empreendedorismo e carreira profissional” é organizada pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e começa às  9 horas no auditório Paulo Souto, na instituição.

Formada em administração, Silvia Clenice vai ensinar como construir um plano de negócio e gerenciar uma carreira profissional de sucesso. Ela vai indicar os atalhos para que o profissional liberal se mantenha no mercado mesmo em período de crise.  O interessado pode se inscrever pela internet no endereço https://goo.gl/forms/6wplTTC8PVBjkIhe2.

ITABUNA E ILHÉUS FORA DO RANKING DOS 30 MELHORES ÍNDICES SOCIOECONÔMICOS

Itabuna e Ilhéus

Itabuna e Ilhéus ficam atrás de Itagibá no ranking socioeconômico|| Foto José Nazal

Itabuna e Ilhéus ficaram atrás de municípios como Itagibá, Mucuri, Eunápolis, Porto Seguro e Jequié e não estão entre os 30 primeiros colocados no ranking socioeconômico atualizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (30).

A SEI traz o resultado do Índice de Performance Socioeconômica dos Municípios Baianos (IPESE) referente a 2014. O levantamento aponta Mata de São João com melhor resultado, com indicador de 0,844 décimos, numa escala de zero a um ponto. O município registrou desempenho “muito alto” (1,000 ponto) na dimensão economia e finanças, “alto” (0,861) na Educação e desempenho “médio” (0,672 décimos) na Saúde.

No extremo sul, Eunápolis foi o município com melhor desempenho, na 13ª colocação, com indicador IPESE de 0,765 décimos. Em seguida aparece Porto Seguro, na 14º posição, com 0,763 décimos.  Outro município daquela região bem avaliado é Mucuri, que ficou na 22ª colocação, com indicador de 0,731 décimos.

SUL DA BAHIA

Itagibá ficou entre os 30 municípios com melhores indicadores econômicos

Itagibá ficou entre os 30 municípios com melhores indicadores econômicos em 2014

O único município do sul da Bahia no ranking é Itagibá, na 24ª posição, com indicador de 0,726 décimos. O município registrou o 7ª melhor resultado na dimensão finanças e economia, com 0,910 décimos. No sudoeste baiano, Jequié foi o município com melhor desempenho, na 28ª colocação, com indicador IPESE de 0,721 décimos.

Os dados mostram que Ilhéus teve o seu melhor resultado na dimensão economia e finanças, com 0,864 décimos. O município ficou na 13ª colocação quando considerado somente esse indicador.  Itabuna aparece bem atrás de Ilhéus, na 27º posição na dimensão economia e finanças, com  0,791 décimos.

Quando são excluídos os municípios com menos de 100 mil habitantes, Itabuna e Ilhéus aparecem na 7ª e 9ª posições no indicador IPESE. O levantamento mostra também que a performance socioeconômica de Itabuna melhorou entre 2010 e 2014, passando de 0,676 para 0,717 décimos. Houve evolução também em Ilhéus, com o indicador subindo de 0,631 para 0,703 no período de quatro anos.

De acordo com a SEI, o indicador foi elaborado com a finalidade de ser um instrumento de monitoramento e avaliação de políticas públicas, medindo a oferta e a qualidade com que um município oferece certos serviços básicos a população.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia