Ilhéus tem baixo investimento público.

Ilhéus tem baixo investimento público.

O Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), indica que Ilhéus possui um dos piores desempenhos com relação a investimentos públicos. Os dados foram divulgados na quinta-feira (10) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. A entidade analisou a situação de 4.544 municípios que repassaram informações para a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

O levantamento traz dados sobre Investimentos, Receita Própria, Gastos com Pessoal, Liquidez e Custo da Dívida, mas, para facilitar a compreensão do leitor, por enquanto, o  PIMENTA publica somente as informações referentes aos investimentos feitos pelos município no período de 2006 a 2016.

O levantamento indica que Ilhéus, por dois períodos consecutivos, teve investimentos abaixo de 0,2 décimos. O estudo da Firjan traz uma escala de zero a um ponto, em que a nota menor que 0,4 é considerada crítica. O município teve um dos piores resultados em 2006, quando ficou com nota 0,1, ou seja, perto de zero investimento em obras e serviços para a população.

Naquele ano, Ilhéus ficou na 376º colocação entre 409 municípios baianos que tiveram as suas contas analisadas. Em 2007, o indicador investimento seguiu abaixo de 0,2 décimos.  Houve uma pequena evolução em 2008, quando a nota foi superior os dois décimos.

A pesquisa mostra que foi em 2010 que Ilhéus obteve seu melhor desempenho, quando conseguiu o conceito A, que é a pontuação máxima. Foi o ano em que o município ficou com nota superior 0,8 décimos. O levantamento não traz os dados sobre 2011 porque o município não enviou as informações para Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Os investimentos voltaram a cair em 2012, ficando abaixo de 0,4 décimos. No ano passado Ilhéus ficou com nota 0,3 décimos nesse indicador.

MELHORES E PIORES

Os municípios baianos com os melhores índices de investimentos em 2016 foram Sítio do Mato, São Félix do Caribe, Lapão e Casa Nova, com notas máximas. Esses municípios também são os primeiros colocados no ranking nacional da Firjan.

Na outra ponta, Almadina, Ibiquera,Inhambupe obtiveram 0,3 décimos. O pior desempenho foi de Itapebi, no extremo sul, que ficou com menos de 0,1 décimo.

Já municípios como Gandu, Ibicuí,  Uruçuca, Itapitanga, Ipiaú, Camamu, Floresta Azul, Itabela, Itapetinga, Itabela, Buerarema, Jussari, Itacaré, Itajuípe, Iguaí, Jequié,  Barro Preto, Coaraci, Itagimirim e Santa Cruz da Vitória não informaram os dados para a Secretaria do Tesouro Nacional.