Lázaro Ramos receberá mais alta comenda baiana || Foto João Corta/Globo

Lázaro Ramos receberá mais alta comenda baiana || Foto João Cotta/Globo

O ator baiano Lázaro Ramos receberá a Comenda 2 de Julho, a mais elevada honraria concedida pela Assembleia Legislativa (Alba). O Projeto de Resolução 2.471/2017 concedendo a homenagem foi proposto pelo deputado Rosemberg Pinto (PT) e aprovado pela Casa. A sessão solene ainda será marcada.

“Diante de toda a sua trajetória, não é nem preciso dizer que alguém tão ilustre é completamente digno da mais elevada honraria”, defendeu o parlamentar petista. Nesta quarta-feira (1º), Lázaro Ramos completa 39 anos de idade.

Rosemberg destaca trajetória de Lázaro Ramos

Rosemberg destaca trajetória de Lázaro Ramos

Nascido em Salvador, em 1º de novembro de 1978, o ator iniciou os estudos de teatro na escola pública Anísio Teixeira e logo aos 10 anos já fazia pequenos trabalhos, mas começou a despontar mesmo cinco anos depois, quando entrou para o Bando de Teatro Olodum, dirigido por Marcio Meirelles, e formado por atores negros, na capital baiana. O prestígio foi aparecendo em A Máquina, peça dirigida por João Falcão, que revelou também Wagner Moura e Vladimir Brichta, dois grandes amigos de Lázaro.

Lázaro se tornaria famoso e reconhecido como um excelente profissional em 2002, ao protagonizar o premiado filme Madame Satã. Em novelas, Ramos estreou contracenando com Taís Araújo – com que se casaria e viveria até hoje – em Cobras & Lagartos, interpretando o personagem Foguinho, um trambiqueiro simpático que caiu no gosto do público e pelo qual foi indicado ao Emmy de melhor ator no ano de 2007. Em Elas por Elas (2012), quebrou barreiras como o primeiro protagonista negro de uma novela. O seriado Ó Paí, Ó fez com que ele pudesse ajudar a destacar ainda mais a imagem da Bahia para o país inteiro registrando altos índices de audiência.

Provando que no teatro não sabe apenas atuar, em 2011 estreou como diretor no espetáculo. Namíbia, não! Atuar é bom? Dirigir também? Então, por que não unir as duas coisas? Pois foi isso que ele fez na peça O Topo da Montanha, ao lado da esposa. O espetáculo imagina as últimas horas de vida do líder dos direitos civis norte-americanos Martin Luther King Jr.

Em 2015 ele ganhou o programa próprio Mister Brau, em que vive um músico emergente, junto com sua mulher, e já tem confirmada a quarta temporada para 2018. Ramos não para de produzir. Em 2017 lançou o livro Na minha pele, sendo o mais vendido da Flip deste ano.

Como tinha pouca coisa para fazer, resolveu virar apresentador e criou Espelho, o programa do canal Brasil teve início em 2005 debatendo assuntos relacionados à autoestima negra, mas, com o tempo, foi ampliando os temas. Parece que deu certo, pois já está há 12 anos no ar.

Em dezembro ele estreia, na Globo, Lazinho Com Você. O programa lança uma plataforma online para produzir conteúdo de forma colaborativa com os espectadores.

Lázaro Ramos é casado com a atriz Taís Araújo há 13 anos com quem tem dois filhos: Maria Antônia e João Vicente.