Prisões por tráfico ocorreram nesta manhã em Barra Grande, em Maraú || Foto Google

Uma operação da polícia civil em Barra Grande, no município de Maraú, resultou na prisão de um dono de pousada e na apreensão de drogas e munições, no início da manhã desta quinta (28). O empresário Ícaro Melo Malaquia, gerente da Pousada da Barra, foi preso com 1,658 quilo de maconha prensa e in natura.

Ainda de acordo com o delegado regional em Ilhéus, Evy Paternostro, durante a Operação Carapitangui foram apreendidos com Ícaro, 28 gramas de haxixe, 25 micropontos de da droga sintética LSD, 3 porções de MD, além de munições de calibres 12 e 38, balança de precisão e 3 aparelhos celulares. O empresário foi levado para a carceragem da 7ª Coorpin, em Ilhéus, e está à disposição da Justiça.

Drogas e materias apreendidos durante operação em Barra Grande || Foto PC-BA

A operação também levou para a cadeia Rodrigo Santos Maciel, preso com 238 gramas de maconha. Ele foi preso na Rua da Vitória, em Barra Grande. Outro preso na operação, mas ainda não identificado, é dono de um bar usado como casa de prostituição e tráfico de drogas.

QUATRO PRISÕES

A propriedade, segundo o delegado, está localizada em Mangue Verde, em Barra Grande. A polícia efetuou um total de quatro prisões, sendo a última delas Elias de Oliveira Dias, suspeito de cometer vários crimes em Barra Grande. Duas pessoas foram conduzidas para a delegacia em Maraú, acusadas de fazer ameaças.

As investigações que resultaram nas prisões de quatro pessoas e apreensão de drogas, munições e celulares foram feitas pela delegacia da Polícia Civil em Maraú. Para cumprir as ordens judiciais, a delegacia local contou com o apoio de efetivo da 7ª Coorpin, por meio do Núcleo de Homicídios, das delegacias de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), do Turista (Deltur) e, ainda, Delegacia de Polícia Civil em Itacaré.