Uruçuca sobe uma categoria no Mapa do Ministério do Turismo|| Foto Guia de Turismo

Uruçuca é o único município do sul da Bahia que subiu de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro, elaborado pelo Ministério do Turismo, e poderá ter acesso a mais recursos para realização de eventos. O município saiu de “D” para categoria “C”, o que possibilita o acesso a até R$ 400 mil por ano, da União, para realização de festejos. O limite na categoria “D” é de até R$ 150 mil.

No extremo-sul, Santa Cruz Cabrália e Teixeira de Freitas, alçaram voos ainda maiores. Os dois municípios saíram da categoria “C” para ‘B’ e passam a acessar um teto de R$ 500 mil para os festejos. Outros destinos baianos que subiram de categorias de “D” para “C” ou de  “C” para “B” são Adustina, Aratuípe, Esplanada, Formosa do Rio Preto, Gentio do Ouro, Ibicoara e Ibotirama.

O Mapa do Turismo também melhorou a categoria dos municípios de Itanhém, Lauro de Freitas, Mucugê, Palmeiras, Pindobaçu, Planaltino e Sento Sé. Já localidades como Amargosa, Camamu e Maragogipe foram rebaixadas de categorias. Camamu, no baixo sul da Bahia, caiu da categoria “C” para “D”  e, com isso, o piso para festa cai de R$ 400 mil para R$ 150 mil por ano.

INVESTIMENTOS

De acordo com o Ministério do Turismo, todos os municípios incluídos em uma das cinco categorias (A a E) estão aptos a pleitear recursos para obras como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; reurbanização  de orlas e terminais fluviais; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico e sinalização turística.

A Bahia conta com 150 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro, classificadas da seguinte maneira: A (04), B (19), C (31), D (85) e E (11). As quatro da categoria “A” são Salvador, Porto Seguro, Cairu e Mata de São João. Esses destinos podem reivindicar até R$ 500 mil para festas durante o ano.