Rui Costa critica Coelba durante o PapoCorreria

O governador Rui Costa negou que tenha intenção de estatizar a Coelba, mas afirmou que é grande a insatisfação com a companhia de eletricidade. “Processo é complexo”, observou. Rui ainda falou de dificuldades para fazer funcionar escolas e unidades de saúde devido à qualidade dos serviços da companhia de eletricidade.

– Escolas estão sem funcionar porque a Coelba não ligou a energia [elétrica]. Aqui, próximo a Feira [de Santana], tem unidade fabril que não está funcionando, porque a Coelba não ligou a energia – reclamou durante o PapoCorreria, transmitido pelas mídias digitais.

Rui disse ter recebido a direção da Coelba recentemente e se queixado da qualidade da prestação de serviços. “A empresa é privada. O governo [do estado] não tem qualquer participação na Coelba”, disse, acrescentando que policlínicas regionais inauguradas pelo estado têm equipamentos queimados constantemente por causa das oscilações na rede de energia. Afirmou, ainda, ter orientado secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, “a acionar a Coelba para pedir ressarcimento dos prejuízos pela má qualidade dos serviços prestados”.