Sorteio de abril será no dia 11

O consumidor baiano que ainda não aderiu à Nota Premiada Bahia tem até sábado (31) para habilitar-se para concorrer ao próximo sorteio, agendado para 11 de abril. O cadastramento na campanha, que sorteia prêmios em dinheiro, pode ser feito pela internet, no site da Secretaria da Fazenda da Bahia.

Para quem se cadastrar em abril, os documentos fiscais só começam a vale a partir do sorteio de maio e para as premiações especiais de R$ R$ 1 milhão, cujo primeiro milionário será conhecido em 20 de junho.

A Nota Premiada Bahia é uma campanha de cidadania fiscal lançada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Fazenda (Sefaz), com o objetivo de incentivar a população a exigir a emissão da NFC-e nas compras realizadas no mercado varejista. A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica é um documento fiscal de fácil identificação por possuir um QR Code, código de barras com formato quadrado.

SORTUDOS
A cada mês são sorteados dez prêmios de RS 100 mil. Já foram contempladas 20 pessoas nos primeiros sorteios, realizados em fevereiro e março, sendo 14 ganhadores de Salvador e seis do interior – um de Feira de Santana, um de Ilhéus, um de Camaçari, um de Jequié, um de Euclides da Cunha e um de Ibicaraí. Os nomes dos ganhadores, junto com parte da numeração do CPF para facilitar a identificação, são divulgados no site da campanha.

A Sefaz envia um e-mail para cada sorteado para dar a boa notícia. Os participantes, no entanto, podem acessar o site e entrar em sua conta criada para a campanha, informando número do CPF e senha. Caso seja um dos ganhadores, o participante deve acessar, em sua conta, o menu ‘Meus prêmios’ e clicar no botão ‘Solicitar resgate’.

INSTITUIÇÕES BENEFICENTES
Além de sortear prêmios mensais e especiais entre participantes, a campanha também beneficia 646 instituições filantrópicas baianas participantes do programa Sua Nota é um Show de Solidariedade. As instituições beneficiárias estão localizadas em 132 municípios baianos. Do total, 611 atuam na área social e 35 na de saúde.

Ao se inscrever no site da campanha, o cidadão insere alguns dados pessoais e escolhe até duas instituições beneficentes com as quais pretende compartilhar suas notas fiscais eletrônicas, uma da área social e outra da área de saúde.