Sede da Emasa, na Rua São Vicente de Paulo, centro da cidade

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) voltou a criticar a Coelba pelas quedas constantes de energia elétrica na região de Rio do Braço e Mutuns. A última delas, de acordo com a Emasa, ocorreu na madrugada desta segunda-feira (16).

A estação intermediária de captação de água em Mutuns, segundo a empresa, parou completamente. “As interrupções no fornecimento de energia elétrica estão comprometendo a captação de água, a exemplo do que aconteceu na meia-noite desta segunda-feira”, informa a Emasa em comunicado.

A falta de energia elétrica compromete o abastecimento. Pelo menos seis localidades populosas estão sem água – bairros de Fátima, João Soares, Califórnia, Santa Inês e Parque Boa Vista e Loteamento Paraíso. As localidades, informa, só voltarão a ter o abastecimento normalizado quando a Coelba restabelecer o fornecimento de energia elétrica.