Fila é longa também nos cartórios eleitorais de Itabuna|| Foto Pimenta

O eleitor de Ilhéus, com pendências com a Justiça Eleitoral, tem até as 18 horas desta quarta-feira (9) para regularizar a situação. Quem perder o prazo, ficará impedido de votar nas eleições de outubro, terá que pagar multa e poderá sofrer outras punições.

A estimativa do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia é que mais de 28 mil pessoas tenham os seus títulos cancelados por falta de cadastramento biométrico, que é obrigatório no município. Ilhéus conta com 135.404 eleitores, mas quase 39 mil não atenderam à primeira convocação para o cadastramento.

Os eleitores faltosos do município sul-baiano ganharam uma nova chance, mas pouco mais de 10 mil regularizaram a situação até a manhã desta quarta. O último dia para o procedimento está sendo de longas filas. Muita gente dormiu em frente ao Fórum Eleitoral de Ilhéus, na Avenida Governador Roberto Santos, na Esperança.

ITABUNA

Assim como Ilhéus, a fila é longa também em Itabuna, onde o cadastramento biométrico não é obrigatório. Quem tem domicílio eleitoral em Itabuna, Itapé e Jussari poderá votar normalmente, sem a necessidade do procedimento, que será obrigatório somente em 2020, mas a convocação para biometria será feita já em novembro deste ano.

Além da biométrica, muita gente foi aos cartórios para solicitar primeira via do título eleitoral, transferência de domicílio ou alteração de endereço dentro do próprio município. O prazo de atendimento desses serviços também será encerrado hoje.