Alunas do Félix Mendonça, ao centro, venceram etapa regional do Technovation 

A equipe Educa Girls, formada pelas alunas Anna Karoline Alcântara, 14, Anabelly Mota, 17, e Julia Catenacci, 15, do Colégio Estadual Félix Mendonça, em Itabuna, ganhou a etapa regional do Technovation Challenge Brazil, competição de desenvolvimento de aplicativos para garotas na faixa de dez a 18 anos dos ensinos Fundamental, Médio e Técnico. As estudantes foram classificadas ao criar o aplicativo ASF (Acompanhe seu filho), passando para a final do evento, que será em julho, em São Paulo.

A estudante Anna Karoline fala sobre a experiência de ter desenvolvido um aplicativo e ser finalista do Technovation. “Está sendo muito interessante participar do evento, aprender como funciona alguns apps que usamos no dia a dia. Ganhamos um olhar mais amplo, mais tecnológico sobre o desenvolvimento dos aplicativos. Irmos para a final do evento é uma conquista importante e inesperada. Nunca imaginamos. Estamos muito felizes”.

A participação das alunas no Technovation Challenge Brazil é consequência do Hackathon – Criação de APP, ação realizada por meio do e-Nova Educação, projeto criado pela Secretaria de Educação da Bahia, em parceria com o Google, com o objetivo de levar tecnologias digitais para a sala de aula, integrando acesso à internet de alta velocidade com os dispositivos móveis, dentro da proposta de propiciar a contextualização da Educação no século XXI. No dia 15 de junho, o App ASF será exibido no Félix Mendonça, uma das escolas-pilotos do e-Nova.

O ASF é um aplicativo voltado para as Secretarias de Educação, que poderá ser acessado mediante liberação da unidade escolar e pelo número de matrícula do estudante. “Esse aplicativo visa dar mais visibilidade às ações escolares, fazendo com que os pais possam acompanhar o rendimento, frequência, avisos, reforçando assim a parceria entre família e escola”, afirma a coordenadora do Núcleo de Tecnologias e Plataformas Multimídias da SEC-BA, Carla Almeida.

Carla observa que o aplicativo não tira o compromisso dos pais em estarem presentes nas reuniões e chamadas escolares. “Ele apenas é um elo para fortalecer o foco educacional que é transformar realidades”, explica.

Technovation Challenge Brazil – O programa desafia as participantes a criar, desenvolver e lançar um aplicativo móvel que resolva problemas em suas comunidades. Elas têm 12 semanas para desenvolver um protótipo do aplicativo, passando por todo o processo, desde a identificação do problema e a geração de ideias para solucioná-lo, até a elaboração do plano de negócios e desenvolvimento para lançamento do produto digital no mercado e a apresentação para investidores. “Essa competição está dentro da linha do empreendedorismo tecnológico proposto pelo e-Nova”, ressalta a coordenadora Carla Almeida.

Sobre o e-Nova Educação – O e-Nova Educação contempla, em sua fase piloto, escolas de 11 municípios baianos – Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim e Luís Eduardo Magalhães –, englobando 20 escolas das mais variadas modalidades de oferta, desde Centros Noturnos de Educação até escolas regulares, passando, também, por Centros de Educação Profissional, dentre outros. A meta é chegar a 500 unidades escolares ainda este ano, já tendo sido adquiridos 14 mil chromebooks para a distribuição entre essas escolas.