Sobe para 18 o número de mortes por H1N1 na Bahia

A Secretaria de Saúde da Bahia confirmou, nesta quarta-feira (23), a primeira morte causada em Vitória da Conquista pelo vírus da gripe H1N1. Não foram informados detalhes sobre a pessoa que não resistiu à doença no município do sudoeste da Bahia. O boletim epidemiológico da Sesab mostra ainda que o número de mortes provocadas pela doença subiu 15 para 18 no estado.

Em Salvador, já são 11 mortes de pessoas que contraíram a gripe H1N1. Os demais óbitos foram confirmados em Camaçari, Irará, Lauro de Freitas, Retirolândia, Saúde, Serrinha, além de Vitória da Conquista. O número de casos registrados da doença passou de 114 para 153 em 39 municípios baianos. Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 19 deste mês.

Nesse período, segundo a Sesab, foram notificados 966 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 76 óbitos. Dentre esses casos, 193 foram confirmados para Influenza. No mesmo período de 2017 foram notificados 241 casos de Síndrome Respiratória Grave, com 20 óbitos. Dentre eles, 20 foram confirmados para Influenza, sendo dois casos de Influenza A H1N1 e nenhum óbito pelo subtipo.