Produção do Brega Light nega que haja impedimento contra a festa || Foto Irimar Silva

A produção da Brega Light, festa junina privada em Ibicuí, emitiu nota na qual desmente o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) e nega a existência de liminar que impeça a reprodução de música durante o evento. O Brega Light está marcado para os dias 22 e 24 de junho.

Ao Bocão News, diretor da representação baiana do Ecad afirmou haver liminar que proibia tanto o Brega Light como o Ticomia, ambos em Ibicuí, e o São João do Allanbick, em Barreiras, de tocarem música por causa de dívida milionária relativa aos direitos autorais. “Existe uma decisão judicial a favor do pagamento dos direitos autorais aos compositores”, manifestou-se a representação do Ecad na Bahia.

Abaixo, a nota emitida pela empresa produtora do Brega Light:

A Produção do Brega Light informa que não existe qualquer decisão judicial impedindo a realização do evento marcado para os dias 22 e 24 deste mês, bem como, a reprodução das músicas pelos artistas contratados para participar do evento. As providências estão sendo tomadas para que seja dado o direito de resposta ao evento pelos veículos de imprensa que divulgaram as informações inverídicas.

Ibicuí, 07 de Junho de 2018