A partir da esquerda, Antônio Lopes, Aramis Ribeiro Costa, Evelina Hoisel e Gerana Damulakis

O escritor itabunense Hélio Pólvora, falecido em 26 de março de 2015, recebeu importante homenagem no urso Castro Alves de Literatura da Academia de Letras da Bahia (ALB), na quarta-feira (4), em Salvador.

A solenidade foi realizada num dos auditórios do Solar Góes Calmon, sede da ALB, em Nazaré, perante um público formado por familiares de Hélio (entre os quais a viúva Maria Pólvora e Hélio Jr.), estudantes, intelectuais e amigos do escritor.

A obra literária do autor de Os galos da aurora foi na alisada por três convidados. Pela ordem de apresentação: Antônio Lopes falou sobre a crônica (“Entre o vivido e o imaginado”), Aramis Ribeiro Costa, sobre o conto (“O singular contista”) e Gerana Damulakis discorreu sobre o romance (tendo por tema “o romance como consequência”).

A sessão foi presidida pela presidente da ALB, a escritora Evelina Hoisel, ficando a organização geral do encontro a cargo do acadêmico Aleilton Fonseca e da professora de literatura Rosana Patrício.