Viatura da PF em frente à Prefeitura de Maiquinique, no sudoeste

A Polícia Federal deflagrou a Operação Ciranda de Pedra e cumpre 34 mandados de intimação e de busca e apreensão nos municípios de Maiquinique, onde são investigados contratos de R$ 3,4 milhões, Macarani, Itapetinga, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Jequié, Mirante e Vitória da Conquista. A operação foi deflagrada no início da manhã de hoje nos municípios do extremo-sul e sudoeste da Bahia.

De acordo com a PF e a Corregedoria-Geral da União, dos R$ 3.428.183,03, a Justiça Federal determinou o bloqueio de R$ 1.587.619,76. A investigação do esquema começou em 2017, quando foram analisados contratos de obras inacabadas de pavimentação em Maiquinique.

As licitações destes contratos foram feitas no período de 2013 a 2016, em convênio com o Ministério das Cidades. Quatro empresas de fachada ou compostas por laranjas, de acordo com a PF, participavam de revezamento nas licitações. Parte do dinheiro tinha como destino parentes e pessoas ligadas à administração.