UPA já enfrentou greve em maio por causa de atraso de salário || Foto Sintesi/Divulgação

Os funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) do Monte Cristo, em Itabuna, decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir da próxima segunda-feira (30). Ontem (23), os funcionários aprovaram a deflagração da greve durante assembleia realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi). Eles cobram o pagamento do salário de junho e deram prazo até sexta (27) para que o Instituto Bom Jesus quite a pendência.

A UPA do Monte Cristo tem cerca de 70 funcionários, de acordo com o Sintesi. “A empresa já tirou o lanche dos funcionários devido ao débito com fornecedores. A crise na unidade também é de responsabilidade do município por não cumprir o contrato com a empresa prestadora do serviço. Entretanto, acreditamos que o novo secretário de saúde poderá normalizar a situação”, informou a diretoria do Sintesi por meio de nota.

Os sindicalistas informaram que haverá uma reunião, no próximo dia 7 de agosto, no Ministério Público do Trabalho (MPT) entre representantes dos trabalhadores, a empresa e a Secretaria de Saúde de Itabuna. O objetivo é a assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que os atrasos salariais sejam sanados.