Itabuna notifica primeiro caso de sarampo

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou, nesta quinta-feira (30), que uma mulher de 22 anos foi atendida em Itabuna com os sintomas de sarampo.A Vigilância Epidemiológica já foi acionada para recolher material da paciente para análise em laboratório e o resultado deverá ser conhecido em até 10 dias.

A coordenadora da Rede de Frios de Itabuna, Camila Silva Brito, explicou que será coletado sangue para sorologia, mas adiantou que as características clínicas e o histórico da paciente indicam tratar-se realmente de sarampo. A coordenadora não deu detalhes sobre o estado de saúde da mulher  e também não informou em qual bairro a paciente mora. Se confirmado, será o primeiro caso da doença no sul da Bahia.

A campanha de vacinação contra a pólio e sarampo em Itabuna deverá ser encerrada nesta sexta-feira (30). O município informou que não acatará a recomendação do Ministério da Saúde para prorrogar a vacinação por mais um dia para tentar aumentar a quantidade de crianças imunizadas contra as duas doenças. A alegação é que um dia a mais de campanha não faria muita diferença.

A meta em Itabuna é vacinar 11.360 crianças, mas cerca de seis mil não foram imunizadas contra o sarampo.Até o momento, no Brasil, foram confirmados sete mortes por sarampo, sendo quatro óbitos em Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e três óbitos no Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Em todo o país, até o terça-feira (28), foram confirmados 1.553 casos de sarampo e 6.975 permanecem em investigação. Atualmente, o país enfrenta surtos da doença no Amazonas, com 1.211 casos e 6.905 em investigação; e em Roraima, com o registro de 300 casos da doença, sendo que 70 continuam em investigação.

CIRCULAÇÃO DO VÍRUS

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no Brasil é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.  Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2).

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes). Com informações da TV Santa Cruz.