Operação contra a fraude cumpre 11 mandados no sul da Bahia|| Foto Agravo

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) realizou, nesta sexta-feira (31), operação contra um esquema de fraudes licitatórias e contratuais na Câmara de Vereadores de Ilhéus, no período de 2015 a 2016. Com o apoio da Polícia Militar, os promotores de justiça cumpriram 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Ilhéus, Itabuna e Coaraci.

Diversos documentos relacionados a licitações e processos de pagamento, computadores, celulares, notebook e outros materiais foram apreendidos durante a denominada “Operação Prelúdio”. A ação foi autorizada pela justiça.

Os mandados foram expedidos pelo juiz da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Ilhéus, Alex Vinícius  Miranda, e têm o objetivo instruir Inquérito Civil em andamento na 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, que investiga o esquema de fraudes. Entre os investigados estão o ex-presidente da Câmara Tarcísio Paixão, um ex-vereador, servidores e assessores parlamentares.

Eles são acusados de fraude em licitações, desvio de dinheiro, superfaturamento na contratação de serviços e compra de produtos, falsificação de documentos públicos, dentre outros crimes.Os suspeitos podem ser denunciados por organização criminosa e corrupção ativa e passiva.

Participaram da operação desta sexta-feira os promotores de Justiça Frank Monteiro Ferrari,Alicia Violeta Botelho Sgadari Passeggi, Aline Valéria Archangelo Salvador, Fabrício Guida de Menezes, Mayanna Ferreira Ribeiro, Mirella Barros Conceição Brito, Paulo Eduardo Sampaio Figueiredo, Pedro Nogueira Coelho, Renata Caldas Souza Lazzarini e Yuri Lopes de Mello.

A operação contou ainda com o apoio das equipes técnicas da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI), da Central de Apoio Técnico (CEAT) do Ministério Público da Bahia e do do chefe do Comando de Policiamento da Região Sul, coronel Marcelo Luiz Brandão Teixeira.