O ex-governador Jaques Wagner (PT) lidera os gastos de campanha entre os 11 candidatos ao Senado. Até agora, o petista já contratou R$ 889,3 mil em serviços para a disputa eleitoral, valor que supera em 10% o total de recursos recebidos pelo ex-governador, de R$ 805,7 mil.

Depois dele aparecem Irmão Lázaro (PSC), que já contratou gastos de R$ 415,2 mil, e Angelo Coronel (PSD), cujo valor contratado até agora foi de R$109,1 mil em despesas para a corrida eleitoral.

Fábio Nogueira (Psol) gastou R$ 17,4 mil, enquanto Jutahy Magalhães Junior (PSDB), R$ 167. As despesas estão cadastradas na prestação de contas parcial dos candidatos. Da Coluna Satélite/Correio da Bahia.