MP-BA localiza desmatamento no sul e extremo sul

A Operação Mata Atlântica identificou 49,2 hectares de Mata Atlântica desmatados nos municípios de Ilhéus, Porto Seguro e Una. No total, foram fiscalizados 26 polígonos territoriais no sul e extremo sul da Bahia. As ações de combate ao desmatamento foram realizadas entre os dias 10 e 12  por unidades do Ministério Público e órgãos públicos ambientais em 15 estados.

Durante a operação, foram recolhidos oito pássaros em cativeiros que foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) em Porto Seguro. Os dados quanto à aplicação de multas, autos de infrações e outras notificações ainda estão sendo contabilizados e tabulados. Em nível nacional, foram confirmados 2.890 hectares de área desmatada na Mata Atlântica.

Formadas por promotores e servidores do MP-BA, agentes do Ibama e policiais ambientais, as equipes confirmaram em campo as áreas de propriedade privada onde foram detectados desmatamentos do bioma via imagem de satélite.

Na Bahia, a operação foi coordenada pelo promotor de Justiça Fábio Fernandes Corrêa, do Núcleo Mata Atlântica (Numa), e pela promotora de Justiça Cristina Seixas Graça, do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente e Urbanismo (Ceama).

Segundo Cristina Seixas, estão sendo investigadas as situações de cada propriedade, quanto ao licenciamento ambiental, e todos os proprietários que realizaram desmatamento ilegal serão responsabilizados pelo MP-BA.