WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago   out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: 16/set/2018 . 23:55

COOPERATIVAS BAIANAS VÃO A EVENTO NA ITÁLIA

Produtos de cooperativas baianas serão expostos na Itália || Foto André Frutuôso

Representantes de nove cooperativas baianas estão de malas prontas para uma missão de peso: levar os sabores da Bahia para o Terra Madre, evento realizado em Torino, na Itália, que reúne produtores de alimentos de 160 países. Eles embarcam na próxima terça-feira (18) e pretendem retornar com muitas ideias para impulsionarem seus negócios.

Essas cooperativas foram convidadas pelo Slow Food, movimento responsável pela organização do Terra Madre, por possuírem práticas sustentáveis de produção, com o critério de “valorizar o alimento bom, limpo e justo”, filosofia do movimento. O alimento considerado bom é aquele saboroso, que representa os sabores locais; é cultivado de maneira limpa, sem prejudicar a saúde humana, o meio ambiente ou os animais e é justo de forma que o produtor receba aquilo que é justo pelo seu trabalho, garantindo-lhe uma renda favorável.

Para alcançarem esse patamar de qualidade, as cooperativas mudaram seus processos produtivos e se capacitaram através de apoio do Slow Food e da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). É o caso da Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes), produtora de licuri e mel de abelha mandaçaia, que levará seus produtos para serem comercializados no Terra Madre. Atualmente, 210 agricultores fazem parte da cooperativa.

FRUTOS DO CAMPO

A Bahia é o estado com o maior número de propriedades da agricultura familiar do país – são cerca de 700 mil propriedades – e nos últimos três anos foram investidos R$ 1,2 bilhão na agricultura familiar.

Somente em 2018, por meio do projeto Bahia Produtiva, da SDR, foram destinados R$ 40 milhões para adequação e recuperação de agroindústrias. Os investimentos permitem a ampliação da cooperativa, incluindo melhoria na infraestrutura, aquisição de equipamentos, veículo, serviços de marketing e desenvolvimento de novas embalagens.

Além do Bahia Produtiva, os produtores contam também com recursos do Pró-Semiárido, que até o final de 2018 destinará R$ 170 milhões para organização comunitária, implantação e fortalecimento de agroindústrias e apoio à comercialização, visando a convivência produtiva das famílias.

NA BAHIA, A TÔNICA DA CAMPANHA PETISTA

Haddad, à esquerda, com a esposa, além da vice Manuela D´Ávila e de Rui em Conquista

Menos de uma semana após ser oficializado candidato a presidente da República pelo PT, o ex-ministro Fernando Haddad, ao lado do governador Rui Costa, reuniu milhares de pessoas em caminhadas nos dois maiores municípios do sudoeste baiano, ontem (15).

Os dois atos reforçaram o que será a tônica da campanha petista, principalmente agora com a rejeição da Justiça Eleitoral ao nome de Lula nas cédulas. “A essa altura, eles já devem ter percebido que prenderam o cara errado. Prenderam o Lula mas não as ideias dele, o projeto, a militância dele. O dia da resposta está chegando, e 7 de outubro a Bahia vai dizer: o golpe acabou, o Brasil é nosso”, disse Haddad.

 

RECEITA FEDERAL NOTIFICA MAIS DE 22 MIL EMPRESAS POR SONEGAÇÃO DE R$ 1,6 BILHÃO

Receita federal notifica 22 mil empresas

Cerca de 22.300 empresas estão sendo notificadas pela Receita Federal, por meio de carta, para corrigirem inconsistências nas declarações de recolhimento de FGTS e Contribuição Previdenciária.A medida faz parte do Projeto Malha Fiscal da Pessoa Jurídica, que tem como objetivo combater a sonegação fiscal.

Nesta etapa, a Receita Federal investigou declarações feitas por pessoas jurídicas desde setembro de 2013 até dezembro de 2017 e encontrou indícios de que cerca de R$ 1,6 de bilhão em imposto previdenciário pode ter sido sonegado em todo o país.

A investigação foi feita a partir do cruzamento de informações eletrônicas.A Receita começou a realizar este procedimento no início de 2017. Após receber a carta, as empresas podem corrigir as informações e pagar o valor devido voluntariamente. Se isso não for feito, elas correm o risco de receber multas de 225% do montante sonegado e de serem acionadas na Justiça pelo Ministério Público Federal. Com informações da EBC.

MAIS DE UM MILHÃO DE BAIANOS TÊM DIREITO AO ABONO SALARIAL ANO-BASE 2017

Baianos têm direito a mais de R$ 900 milhões

Os trabalhadores baianos têm mais de R$ 914,1 milhões do Abono Salarial ano-base 2017 para saque. O pagamento do terceiro lote do benefício – para trabalhadores da iniciativa privada nascidos em setembro e para servidores públicos com final de inscrição 2 – começou na quinta-feira (13). No total, 1,1 milhão de trabalhadores ainda têm direito ao benefício no estado, segundo estimativa do Ministério do Trabalho (MTb).

O valor disponível na Bahia é o quinto maior do País e o mais alto da Região Nordeste. Até o final de agosto, nos dois primeiros lotes, foram pagos R$ 182,1 milhões, para 232,8 mil trabalhadores baianos, o que representa 16,62% do total de mais de 1,4 milhão de beneficiários identificados no estado.

O terceiro lote do Abono Salarial ano-base 2017 prevê o pagamento de R$ 1,4 bilhão para 1,9 milhão de trabalhadores em todo o País. Até o final deste ano, serão liberados os pagamentos para nascidos entre julho e dezembro. O saque para quem nasceu de janeiro a junho será feito no ano que vem.

O prazo final para todos os trabalhadores é 28 de junho de 2019. No total, podem ser pagos R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

QUE TEM DIREITO?

Tem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 – com remuneração mensal média de até dois salários mínimos – e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

A quantia concedida é proporcional ao tempo trabalhado formalmente em 2017. Quem esteve empregado o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (R$ 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é de 1/12, e assim sucessivamente

Trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726 02 07. Para servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01. O calendário dos pagamentos do Abono Salarial ano-base 2017 está disponível no site do Ministério do Trabalho.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia