Portugal doará peças para o Museu Nacional|| Foto Ricardo Moraes/Reuters

O ministro da Cultura de Portugal, Luís Filipe Castro Mendes, prometeu apoio ao Brasil para a reconstrução do Museu Nacional, com a identificação de acervos disponíveis que poderão, no futuro, ser transferidos para a instituição. O anúncio foi feito durante reunião com o ministro da Educação Rossieli Soares, na sede do Ministério da Cultura, em Lisboa, nesta sexta-feira, 14.

“Portugal é berço da história do Brasil. O incêndio ocorrido no Museu Nacional causou grande comoção e repercussão em nosso país. Nossa cooperação para recompor o acervo e patrimônio para o Museu Nacional será mais que um dever”, ressaltou Castro Mendes.

O ministro português contou que, coincidentemente, estava no Rio de Janeiro, no domingo (2 de setembro) em que ocorreu o incêndio. “Brasil é parte muito importante da história portuguesa. E o Museu Nacional, especialmente, tinha um capítulo significativo dessa história”, lamentou Castro Mendes.

A diretora-geral do Patrimônio Cultural de Portugal, Paula Araújo da Silva, responsável pela gestão de todos os museus de Portugal, irá ao Museu Nacional, no Rio de Janeiro, em missão oficial, para iniciar as primeiras tratativas de apoio ao Brasil. “Tive a sorte de conhecer o Museu Nacional. A dor que nós, portugueses, sentimos por essa tragédia é indescritível. Nosso sentimento, agora, é o de prestar total apoio ao Brasil a recompor essa grande perda”, enfatizou a diretora.

Paula explicou que já tem mantido contato com a direção do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) do Brasil, para alinhamento de ações conjuntas entre os dois países.