Rosemberg, entre Wagner e Rui, se tornou deputado do PT mais bem votado na Bahia

O deputado estadual Rosemberg Pinto obteve a maior votação já conquistada por um parlamentar estadual em toda a história do PT na Bahia. No domingo (7), o ex-líder do partido na Assembleia Legislativa teve 101.945 votos. Entre todos os eleitos ou reeleitos para a AL-BA neste ano, ficou em segundo lugar e é considerado nome dos mais fortes para presidir a Casa em 2019.

Além de Rosemberg, o governador Rui Costa (PT) também recebeu o título de mais votado da história, com 5,09 milhões de votos. O ex-governador Jaques Wagner (PT) obteve 4,2 milhões de votos na corrida ao Senado. Foi o mais bem votado para a Câmara Alta.

“Quero agradecer a cada um que ajudou a demonstrar a importância do nosso projeto, que me elegeu como o segundo mais votado do estado da Bahia. A nossa tarefa continua, com uma responsabilidade maior no âmbito da educação, da cultura e do desenvolvimento regional, essencialmente na geração de emprego e renda”, agradeceu Rosemberg.

HISTÓRICO DO VOTO PARA A AL-BA

O primeiro membro do Partido dos Trabalhadores na Bahia que sentou em uma das 63 cadeiras da Assembleia Legislativa (Alba) foi Alcides Modesto, deputado estadual constituinte, eleito em 1986 com 15.059 votos. Em 1990, o PT no estado assegurou três cadeiras no Parlamento: Edival Passos, com 8.238, Geraldo Simões, com 8.151 votos, e Nelson Pellegrino, com 6.838 votos.

Em 1994, Pelegrino (PT) foi o mais votado com 23.171 votos. Quatro anos mais tarde, a atual prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), se tornou a postulante a deputada estadual mais votada da sigla, com 19.210 votos. Em 2002, Moema repetiu o desempenho nas urnas e manteve o título de mais votada da legenda, com 45.485 sufrágios.

Já em 2006, foi a vez de Waldenor Pereira (PT), atualmente deputado federal, assumir o posto de mais votado, com 68.302. Em 2010 e 2014, com 81.223 mil e 88.817 mil votos respectivamente, quem garantiu o título foi o atual líder do Governo na Casa, Zé Neto (PT), eleito deputado federal nas eleições deste ano.