Grupo Miolo assina protocolo de intenções com governo baiano || Foto Camila Souza/GovBA

O Grupo Miolo deverá dobrar a produção de vinhos, destilados, espumantes e sucos na Bahia, passando de 4 milhões para 8 milhões de litros produzidos, por ano, no estado nordestino. Nesta quarta (5), representantes da empresa e do governo baiano assinaram protocolo de intenções para investimentos que totalizam R$ 30 milhões em ampliação da unidade em Casa Nova e fábrica de suco no município de Barra, ambos no norte da Bahia.

A unidade baiana gera 30% da receita do grupo no Brasil. Com as intenções assinadas ontem com o governador Rui Costa, o grupo ampliará de 180 para 280 o número de empregos no Estado.

O investimento em Barra aproveitará estrutura fabril desativada da Barra Frutos, com instalação de equipamentos e implantação de vinhedo em área de 50 hectares. Nesta fase, de acordo com a empresa, são 200 novos empregos. Na assinatura do protocolo de intenções, estiveram, além do governador Rui Costa, o vice João Leão, a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Luiza Maia, assim como o superintendente e o presidente do Conselho de Administração do Grupo Miolo, Adriano Miolo e Eurico Benedetti, respectivamente.

“Nós assinamos um protocolo de intenções para a ampliação do que eles já produzem. São 2 milhões de garrafas já produzidas e vamos dobrar essa produção. Teremos ainda uma nova unidade do grupo em uma área que era de propriedade da Sudic, que vai fabricar mais um milhão de garrafas de suco”, afirmou Leão.

“A Miolo desempenha papel estratégico, tanto na geração de emprego, quanto no desenvolvimento territorial do nosso estado. A vinícola recebe 50 mil visitantes por ano, por meio do roteiro do Vapor do Vinho, aquecendo assim o Enoturismo local”, destacou Luiza Maia, titular da pasta da SDE.

CUSTEIO

O Banco do Nordeste (BNB) já garantiu R$ 20 milhões para custeio do projeto do Grupo Miolo. O superintendente do Banco do Nordeste na Bahia, José Gomes, revelou que o estado está fechando o ano com cerca de R$ 9,5 bilhões em investimentos captados na instituição.

“No caso do Grupo Miolo, trata-se de um cliente histórico, através das agências de Juazeiro e Casa Nova. O que pretendemos fazer agora é ampliar isso, para custeio da unidade nova que será construída no município de Barra e também para a ampliação da unidade de produção de Casa Nova. Nós também investimos no entorno do que a Miolo traz, como o enoturismo, o Vapor do Vinho, tudo girando em torno da presença da Miolo na região”, ressaltou Gomes.