Itabuna e Eunápolis registram mais de 700 casos de violência doméstica e sexual

Itabuna, no sul da Bahia, e Eunápolis, no extremo-sul do estado, estão entre os municípios que mais registraram casos de violência doméstica e sexual nos últimos 12 meses.De acordo com dados oficiais obtidos pelo PIMENTA, quase 80% das vítimas são crianças, idosos e mulheres.

No período de janeiro a dezembro do ano passado, foram notificados 414 casos de violência doméstica e sexual em Itabuna. Os números ficaram próximos aos registrados no mesmo período de 2017, quando houve 434 ocorrências.Os dados mostram que em quase 90% dos casos, registrados nos últimos dois anos, agressores e vítimas não concluíram o ensino médio.

Foi constatado ainda que na maioria das ocorrências o autor do crime usou bebida alcoólica ou drogas ilícitas. Além de Itabuna, outros 18 municípios no sul da Bahia notificaram casos de violência doméstica e sexual entre janeiro e dezembro do ano passado.

No extremo-sul, o município que mais registrou casos de violência doméstica e sexual foi Eunápolis, com 328 ocorrências em 2018. Assim como em Itabuna, a maioria das ocorrências teve como autores pessoas que fazem uso drogas.

No extremo-sul, além de Eunápolis, agressões foram registrados em Belmonte (44), Itabela (11), Itamaraju (133), Itapebi (7), Porto Seguro (172) e Teixeira de Freitas (62). No estado, foram notificados 13.377 casos de violência doméstica e sexual no ano passado.Destes, 3.847 em Salvador e 965 em Feira de Santana.