Rasta e Bhermann  acusados de participar da ação criminosa em Almadina

A polícia apreendeu dinamites com dois dos acusados de participar da explosão e roubo do posto bancário do Bradesco de Almadina, na madrugada de sexta-feira (1º). Os detidos são Dievisson Bhermann Souza e Rosivaldo Silva Santos, o “Rasta”, que seria dono da fazenda usada para planejar o crime. Os suspeitos foram presos numa operação das equipes do  15º Batalhão da Polícia Militar, Rondesp Sul, Cipe Cacaueira e Polícia Civil.

Primeiro, os policiais localizaram Bhermann, que teria sido o piloto de fuga para parte da quadrilha e que receberia R$ 10 mil. Ele indicou o local na zona rural de Almadina onde ocorreram as reuniões e foram escondidos os explosivos usados na ação criminosa.

Na propriedade, os policiais apreenderam cinco dinamites, seis rolos de cordão detonante, fitas crepes, espoletas, duas máscaras de proteção contra gás e fumaça, carregadores de bateria, um carro  GM Celta, placa JSX 2762, de Maracás e uma marreta.

Dois suspeitos foram mortos numa troca de tiros, na manhã de sexta-feira, em Itapitanga, durante a operação policial para tentar prender os demais integrantes da quadrilha. Eles ainda não foram identificados.