José Luís Andrade, o Zeu, foi levado para Feira de Santana || Arte Pimenta

O titular da Delegacia de Repressão e Combate a Furtos e Roubos em Rodovias (Decarga), Gustavo Coutinho, afirmou que, pelo menos, seis pessoas de Itabuna atuavam na receptação de cargas e revenda de produtos roubados. Além do sul da Bahia, a quadrilha, segundo a polícia, abastecia o comércio de municípios como Vitória da Conquista e Feira de Santana, onde a investigação foi iniciada no ano passado, após a apreensão de 300 aparelhos de ar-condicionado roubados.

Durante as investigações, a polícia descobriu que, além de comercializar no atacado os produtos roubados, os integrantes da quadrilha também faziam a venda no varejo. Na tentativa de prender os suspeitos em flagrante, nesta quarta-feira (13), os policiais da Decarga estiveram em seis endereços em Itabuna, dois deles ligados ao comerciante José Luiz Santana Andrade (Zeu), preso nesta quarta e levado para Feira de Santana, além de indiciado por receptação.

Zeu foi preso logo cedo em casa, em um bairro nobre de Itabuna, o Castália. Na ZDiezel, uma loja de material de construção que seria do comerciante, no bairro de Fátima, a polícia apreendeu o equivalente a dois caminhões de produtos que teriam sido roubados, além de uma máquina de fazer gelo, celulares, relógios e uma CPU de computador.

Carga de ar-condicionado roubada pela quadrilha, segundo a polícia

De acordo com o delegado, a maioria dos integrantes da quadrilha é de Itabuna. Os demais membros são de Feira de Santana e Vitória da Conquista, onde também serão cumpridos mandados de buscas. Segundo Gustavo Coutinho, a quadrilha é responsável por roubos de várias cargas de eletrodomésticos, celulares, aparelhos de ar-condicionado, dentre outros produtos. A estimativa é de que o bando tenha gerado prejuízo de cerca de R$ 5 milhões nos últimos dois anos.

O esquema começou a ser descoberto em maio do ano passado, quando o empresário Carlos José Bonfim Filho, o “Carlinhos”, e o funcionário dele, foram presos em uma de loja de climatização, em Feira de Santana, com 300 aparelhos de ar-condicionado roubados em São Paulo. Segundo a polícia, o comerciante informou que comprou os aparelhos de José Luiz Santana Andrade (Zeu), em Itabuna, que passou a ser procurado e se apresentou dias depois (relembre aqui).