WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

editorias






:: 17/fev/2019 . 21:30

TRIPULANTES DE NAVIO QUE PASSOU POR ILHÉUS APRESENTAM SINTOMAS DE RUBÉOLA

O navio MSC Seaview || Foto Clodoaldo Ribeiro/GovIlhéus

Equipes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Secretaria de Saúde de Santos, em São Paulo, investigam prováveis casos de rubéola em 13 tripulantes do navio MSC Seaview. Com capacidade para 5.429 passageiros, ele veio de Ilha Grande (RJ), após cruzeiro de sete noites em Salvador, Ilhéus (BA) e Búzios (RJ). Amostras biológicas dos tripulantes foram coletadas para que sejam realizados exames.

Segundo a MSC, companhia responsável pelo navio, durante o cruzeiro que começou no dia 9 de fevereiro, alguns tripulantes relataram à equipe do centro médico do navio sintomas que indicavam possíveis casos de rubéola. Após uma avaliação completa realizada pela equipe médica, os tripulantes foram acompanhados até suas cabines, onde receberam cuidados médicos constantes. Ainda segundo a companhia, a Anvisa foi imediatamente comunicada.

A Secretária de Saúde de Santos informou ainda que os sintomas dos tripulantes não são homogêneos, que todos passam bem e estão isolados no mesmo pavimento do navio, para facilitar as medidas sanitárias.

A passagem por Ilhéus ocorreu no dia 19 de dezembro, portanto há quase dois meses. O JBO apurou que o período de incubação da doença é de 12 a 23 dias, durando em média 17 dias. O indivíduo infectado pode transmitir a doença cerca de 5 dias antes até 5 a 7 dias após o aparecimento dos sintomas.

Confira a íntegra no Jornal Bahia Online

SINEBAHIA OFERECE 74 VAGAS EM ITABUNA, JEQUIÉ E CONQUISTA NESTA SEGUNDA (18)

SineBahia divulga vagas de emprego em Itabuna, Jequié e Conquista

Confira as vagas reservadas para esta segunda-feira (18) nas unidades do SineBahia nos municípios de Itabuna, no sul, e de Jequié e de Vitória da Conquista, no sudoeste do Estado. O maior número de vagas é oferecido em Conquista, nas duas unidades do SAC do município, num total de 38 oportunidades. Na sequência, Itabuna, com 30, e Jequié, com 6.

Os interessados em vagas de emprego no SineBahia têm que ficar atentos aos horários de atendimento. Em Jequié, o atendimento começa às 7h, enquanto em Itabuna, às 9h. Já em Conquista, varia de acordo com a unidade (veja mais abaixo).

Os interessados nas vagas devem apresentar carteiras de Trabalho e de Identidade, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. Pessoas com deficiência (PCD) devem levar, também, laudo médico. Clique no “leia mais” e confira todas as vagas disponíveis nesta segunda. :: LEIA MAIS »

HOMEM MORRE ELETROCUTADO NO CENTRO DE CAMACAN

Tragédia ocorreu no centro da cidade sul-baiana || Reprodução

Marcos faleceu eletrocutado.

Uma tragédia ocorreu na tarde deste domingo (17) no Centro de Camacan, no sul da Bahia. Um homem identificado como Marcos Silva Pereira morreu eletrocutado no momento em que montava em sua moto. De acordo com informações, fios de alta tensão se romperam durante forte ventania.

Ele havia estacionado a moto para falar com uma pessoa no lado oposto da rua onde ocorreu a tragédia. Após conversar, retornou e o fio caiu sobre ele no momento em que dava partida na moto. Uma multidão se formou em ruas transversais. O homem acabou morrendo carbonizado.

MEC QUER SABER QUANTAS ESTUDANTES ADOLESCENTES ENGRAVIDARAM EM 2018

MEC quer saber quantas estudantes adolescentes engravidaram em 2018

O Ministério da Educação (MEC) quer saber quantos casos de gravidez na adolescência ocorreram em 2018.Já está disponível para as escolas públicas e privadas o “Questionário sobre quantidade de casos de gravidez em adolescentes escolares”. O prazo para preencher os dados vai até 15 de abril.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo questionário, as escolas devem considerar os casos de gravidez em adolescentes na faixa etária de 10 a 19 anos de idade identificados no ano passado. Não será necessário identificar a adolescente.

O questionário deverá ser preenchido por gestores escolares ou por pessoas designadas pelas escolas. O acesso é por meio de um link no Sistema Educacenso,exclusivamente para o perfil escola.

O trabalho faz parte do programa Saúde na Escola, desenvolvido pelo MEC e Ministério da Saúde. A intenção é fortalecer ações conjuntas para reduzir o número de casos de gravidez na adolescência, além de garantir o cuidado integral às adolescentes grávidas.

:: LEIA MAIS »

JUSSARI REGISTRA TRÊS HOMICÍDIOS EM MENOS DE 24 HORAS

Moradores de Jussari estão assustados com a violência

Moradores do pequeno município de Jussari, no sul da Bahia, estão assustados com aumento da violência nos últimos dias. Em menos de 24 horas, entre a noite de sexta-feira (15) e a madrugada de sábado (17), foram registrados três assassinatos, duas tentativas de homicídio e um imóvel incendiado pelos bandidos. Os mortos foram identificados como Bárbara Queiroz, José Floriano de Oliveira e Diogo Ferreira Costa.

A onda de violência no município de cerca de 6 mil habitantes começou com a morte de Bárbara Queiroz. Horas depois, segundo testemunhas, bandidos invadiram um imóvel no bairro Cajazeiras e executaram os dois homens. A polícia suspeita que os crimes estejam relacionados com guerra entre traficantes de drogas que atuam no sul da Bahia.

ILHÉUS – CIDADE LITERÁRIA

Efson Lima || efsonlima@gmail.com

Ilhéus deve perseguir o título de Cidade Literária da Unesco. Ainda não há cidade brasileira na área de literatura. Assim como Florianópolis foi a primeira cidade brasileira a conquistar seu espaço na rede Unesco de Cidades Criativas pela área de gastronomia, em 2014, a Princesa do Sul merece que seu povo se reúna e a confirme como CIDADE LITERÁRIA.

A cidade de São Jorge de Ilhéus é conhecida internacionalmente pelas belezas naturais e pela História, mas não somente essas características demarcam a cidade. A Princesa do Sul chama a nossa atenção, a dos visitantes e de diversos interessados também pela literatura. Não nos resta dúvida que o campo literário é construtor do imaginário da cidade de Ilhéus. Vários são os espaços físicos, as ruas e os alimentos que nos tocam pela literatura. A literatura oriunda das terras de Ilhéus até pode ser considerada de cunho regionalista, mas foi universalizada e alcança o mundo.

Aproveito, com a devida vênia, para sensibilizar alguns, que Ilhéus pode aproveitar a qualidade de cidade literária para fazer parte do projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) batizado de Rede de Cidades Criativas. Salvador integra no campo da música. Ilhéus pode fazer parte do clube pela via da literatura. Certamente fará bem à Princesa do Sul e à literatura regional. Certa vez, o escritor Adonias Filho perguntado sobre o que Ilhéus produzia, além de cacau. Ele respondeu: escritores.

A Rede de Cidades Criativas foi criada pela Unesco em 2004, cujo objetivo é promover a cooperação com e entre as cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. A rede também está comprometida com o desenvolvimento da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030 e estão entre seus objetivos o estímulo e o reforço às iniciativas lideradas pelas cidades-membros para tornar a criatividade um componente essencial do desenvolvimento urbano por meio de parcerias entre os setores público e privado e a sociedade civil.

É transformador para os apaixonados por livros caminhar por cenários de obras e lugares onde viveram escritores. Pode se vislumbrar uma experiência romântica, alvissareira, transformadora ou até mesmo alfabetizadora… os sentimentos são os mais diferentes. Afinal, a literatura nos leva a diferentes lugares, deixa-nos curiosos para conhecer e Ilhéus desperta esse fascínio internacionalmente.

A literatura pode ser instrumento de emancipação. Lembro até hoje da minha primeira obra lida – Capitães da Areia, de Jorge Amado. Como não agradecer à professora Ana Maria, do IME. Nunca mais fui o mesmo. Obrigado!

Para uma cidade ser considerada literária, a Unesco impõe algumas exigências: que ocorram eventos literários, como festivais, a existência de bibliotecas, livrarias e centros culturais, públicos ou privados e que tenham por fim último a promoção da literatura.

A cidade de Ilhéus é também uma urbis literária pelos aspectos tão comuns ao campo literário. A cidade pertence a grandes escritores, como Jorge Amado, Adonias Filho, Sosígenes Costa, Hélio Pólvora. A cidade foi parar nos livros e se transformou em cenário e enredo. É a cidade também dos hai-kais de Abel Pereira. É a terra de coração do historiador Arléo Barbosa, personagem vivo e encantador, com seu best-seller regional Notícia Histórica de Ilhéus.

A cidade também é celeiro de jovens escritores como Fabrício Brandão, Gustavo Cunha, Marcus Vinicius Rodrigues, Carlos Roberto Santos Araujo, Geraldo Lavigne, do paulista Gustavo Felicíssimo, às vezes, alguns deles com origem extra Ilhéus, mas que burilam os textos a partir deste lugar. A cidade também é lugar privilegiado para a literatura popular. Aqui merecem registros os cordéis da Mestra Janete Lainha e a sua xilogravura que tanto abrilhanta o mundo da literatura e nos insere neste lugar de destaque.

A cidade é palco do Festival Literário de Ilhéus (FLIOS), que alcança a quarta edição em 2019. Vida longa! É lugar da Mostra Jorge Amado de Arte & Cultura. Esses eventos demarcam o lugar da literatura. A cidade é cenário para diversas obras literárias. É cidade de novela – isto soma e enriquece o aspecto literário.

A cidade possui a Academia de Letras de Ilhéus, que completa 60 anos em março de 2019, cujo lema de “Servir à pátria cultuando as letras”, e não deixa dúvida da qualidade destes abnegados que insistem e nos alimentam com a chama literária (André, Rosas, Pawlo Cidade, Maria Schaun, Maria Luiza Heine, Ruy Póvoas e tantos outros, que injustamente vou deixando de citar). Este é locus importante para a formação e promoção da cultura regional. A UESC pode contribuir para o projeto. Em seu seio está a Editus, que muito tem contribuído para as obras de escritores regionais. A própria Universidade tem desenvolvido seminários e inserido os estudos da literatura regional em seus cursos.

Não obstante, o Programa Estratégico da Cultura – Cultura 500, da Secretaria de Cultura de Ilhéus, traça um cenário para a cidade nos próximos 15 anos e lança as estratégias para Ilhéus chegar aos seus 500 anos, sendo um município referência na área da Cultura, portanto, Ilhéus, Cidade Literária é um caminho.

Por tudo isto, Ilhéus deve perseguir o título de Cidade Literária da Unesco. Ainda não há cidade brasileira na área de literatura. Assim como Florianópolis foi a primeira cidade brasileira a conquistar seu espaço na rede Unesco de Cidades Criativas pela área de gastronomia, em 2014, a Princesa do Sul merece que seu povo se reúna e a confirme como CIDADE LITERÁRIA. De fato, ela já é. Mais que um título, é a confirmação de sua contribuição para a literatura e mais uma porta para a consolidação do turismo e da cultura local. A literatura, a História de Ilhéus com suas estórias e as belezas naturais da Terra de São Jorge encantam a todos.

Efson Lima é advogado, coordenador-geral da Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Faculdade 2 de Julho, coordena o Laboratório de Empreendedorismo, Criatividade e Inovação. Organizador do Projeto Conviver – atividade responsável pela produção de livros/UFBA, além de ser doutorando, mestre e bacharel em Direito pela UFBA.

EM UBAITABA, 5 MIL ESTUDANTES VOLTAM ÀS AULAS NESTA SEGUNDA

Cerca de 5 mil estudantes do ensino infantil à fundamental I e II da Rede Municipal de Ensino iniciam o período de aulas nesta segunda-feira (18). Neste ano, as unidades escolares receberão novo mobiliário decorrente de emenda do deputado estadual Sandro Régis (DEM), depois de ter passado por serviços de recuperação de suas estruturas, a exemplo de pequenos reparos e pintura, revisão de redes elétrica e hidráulica.

A secretária de Educação, Roberta Carneiro Vasconcelos, explica que algumas escolas ganharam ventiladores. Segundo disse, o Centro Educacional Ubaitabense (CEU), a maior unidade da rede escolar, está tendo a reforma da sua quadra poliesportiva e demais dependências também ganham obras sem que haja reflexos nas atividades. “As outras unidades passarão por obras e serviços de engenharia, inclusive na parte elétrica que necessitavam mudanças”, destacou.

Na Escola Asclepíades Almeida, por exemplo, a administração da prefeita Suka Carneiro está construindo uma sala para a diretoria, implantando cobertura na frente da Escola Municipal Edehilda Rodrigues Oliveira e outras mudanças de médio porte nas escolas dos distritos de Faisqueira e Piraúna. “A prefeita tem se empenhado na manutenção e melhoria das unidades. Até o final de março estará tudo concluído”, disse a secretária de Educação.

VEREADORES PROMETEM DINAMIZAR TRABALHOS DA CÂMARA EM 2019

Ricardo Xavier conduz sessão de abertura dos trabalhos ordinários

Em 2019, o Legislativo itabunense passará por uma profunda mudança no seu relacionamento com a sociedade, dinamizando os seus trabalhos e produzindo de forma satisfatória que atenda aos interesses da população. Pelo menos, essa é a promessa feita pelos vereadores presentes à abertura oficial dos trabalhos da Câmara do período ordinário deste ano, nesta sexta (15).

“Sem dúvida, 2019 será um ano histórico e a expectativa é a melhor possível. Temos uma nova Mesa e o ex-presidente Chico Reis preparou a Casa, a reorganizou interna e financeiramente, iniciou o processo de mudança da Lei Orgânica e do Regimento Interno, e a entregou para que Ricardo Xavier faça, na prática, essas reformas tão importantes para modernizar e dinamizar os trabalhos”, disse o vereador Beto Dourado (PSDB).

Para o vereador Babá Cearense (PHS), 2019 será um ano muito proveitoso. “A Câmara de Itabuna vai continuar desempenhando o seu papel, que é o de trabalhar, fiscalizar as ações do Executivo e apresentar projetos de relevância para a população. Iremos nos aproximar ainda mais de todos os seguimentos da sociedade e reprovar o que acharmos que não é bom para Itabuna, com a mesma garra e o mesmo comprometimento dos dois anos anteriores”, afirmou.

“O Legislativo ajuda a cidade quando garante a sua autonomia e a independência em relação ao Executivo. São muitos os equívocos que o Governo municipal vem cometendo e o papel da Câmara é apontar esses equívocos”, disse o vereador Jairo Araújo (PCdoB).

Jairo Araújo lembrou que está na oposição “porque temos diversas críticas do modelo e dos métodos administrativos do prefeito, mas torcemos pela cidade e a ajudamos quando fiscalizamos e fazemos as cobranças devidas e justas da população em relação aos graves problemas que Itabuna enfrenta, principalmente nas áreas de Educação e Saúde”.

O vereador Enderson Guinho (PDT) afirmou que “a Casa, com essa nova gestão, está comprometida em se aproximar da população, para que os vereadores possam mostrar os trabalhos que estão sendo desenvolvidos”. Já o vereador Júnior Brandão (PT), disse que “a proposta da Câmara é contribuir para que Itabuna volte a crescer e o Legislativo tem um papel fundamental nesse processo”.

“É bom lembrar e destacar que mesmo no período de recesso, a Câmara de Itabuna não parou as suas atividades”, garantiu o vereador Robinho (PP). “Os vereadores circularam pela cidade, visualizando os problemas enfrentados pela população. O nosso gabinete, por exemplo, planilhou e tabulou dados colhidos, no sentido de agora, no retorno dos trabalhos, solicitar ao Executivo as melhorias necessárias para que o município volte a crescer”.

A sessão de abertura, conduzida pelo presidente Ricardo Xavier (PPS), contou com a presença do prefeito Fernando Gomes, do vice-prefeito Fernando Vita, de vereadores e de secretários municipais. A mensagem do Executivo foi lida pelo procurador-geral do Município, Luiz Fernando Guarnieri. Lideranças empresariais e comunitárias também participaram da solenidade.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia