Vacinação de estudantes prossegue até sexta

A Secretaria de Saúde da Bahia está mobilizando professores, secretários municipais de educação e de saúde para informar aos alunos e pais sobre a importância da vacinação e verificar se as doses foram tomadas. O objetivo é atualizar as cadernetas das crianças e adolescentes e chegar a 95% de cobertura das vacinas contempladas no calendário nacional.

A iniciativa também visa garantir a efetiva matrícula na rede de ensino. A partir deste ano, a Carteira de Vacinação tornou-se um dos itens obrigatórios para matricular os alunos de até 18 anos em escolas das redes pública e particular, que ofereçam educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.

O secretário Estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas destaca que “essa ação é importante por conta do atual cenário epidemiológico observado no país, que apresenta risco potencial de reintrodução de doenças imunopreveníveis já eliminadas das Américas, a exemplo da poliomielite (paralisia infantil), bem como a necessidade de conter a circulação do vírus do sarampo, reintroduzido recentemente no território nacional”.

REINTRODUÇÃO DE DOENÇAS

A Sesab destaca que o Brasil apresenta hoje risco potencial de reintrodução de doenças imunopreveníveis já eliminadas das Américas, a exemplo da poliomielite, bem como a necessidade de conter a circulação do vírus do sarampo, reintroduzido recentemente no território nacional.

Foram disponibilizadas para os estudantes todas as vacinas, principalmente as que apresentam os menores níveis como pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hemophilus influenzae e hepatite B), poliomielite, tríplice Viral (sarampo, caxumba, rubéola) e Febre Amarela.