Encontro discutiu necessidade de ampliação da rede de saneamento

A regularização de 415 lotes da área conhecida como Ecovila, localizada no distrito de Serra Grande, em Uruçuca, vai aumentar a demanda pelo serviço de abastecimento de água do município em 50%. O assunto foi discutido, na última segunda (18), por representantes da Embasa com o prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite Júnior.

De acordo com o gestor, existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público, o que motivou a inclusão da área no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). “Como já houve a assinatura do convênio de cooperação, nos compete agora identificar no Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) a perspectiva de atendimento da área, com os investimentos necessários e fontes de recursos já constando no contrato de programa”, esclareceu Felipe Madureira, gerente da Unidade Regional de Itabuna (USI) da Embasa.

Uma nova reunião para avançar na renovação do contrato de programa com a Embasa está prevista para 14 de março. A Prefeitura deseja que a Embasa amplie o serviço de esgotamento sanitário na sede municipal. Já foram investidos R$ 4,7 milhões na construção do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da localidade, beneficiando 2.300 moradores.

O coordenador de contratualização Erick Fernandes afirmou que “a Embasa se compromete a atualizar os estudos feitos para atendimento da área e licitar a contratação de um projeto executivo. Haja vista o grande impacto que a inclusão da Ecovila provocará tanto no sistema de abastecimento de Uruçuca quanto no SES de Serra Grande, um passo a passo cuidadoso se faz necessário para que a qualidade dos nossos serviços não seja afetada por esse aumento da demanda”.

Também estiveram presentes no encontro a presidente da Associação de Moradores da Ecovila, dona Onildes; o administrador de Serra Grande, Duda Porfírio; o vereador Jardel Félix e o gerente do escritório local da Embasa em Uruçuca, José Carlos Moreira Lopes.