Mulheres sofreram queimaduras de 2º grau durante bronzeamento || Imagem TV Santa Cruz

Subiu de quatro para 10 o número de mulheres com queimaduras pelo corpo depois de se submeterem ao bronzeamento natural numa clínica, no bairro São Caetano, em Itabuna. Mais três vítimas compareceram à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) na tarde desta sexta-feira (15) e prestaram queixa contra a proprietária do estabelecimento.

As vítimas contaram que tiveram queimaduras de primeiro e segundo graus em várias partes do corpo depois que se submeteram ao procedimento na Divas Bronze, no início deste mês. Elas relataram que usaram biquínis feitos com fita e que um produto foi passado em seus corpos, mas não viram qual era por que estavam com os olhos vendados para o procedimento estético.

A titular da Deam, delegada Ivete Albano, já intimou uma das funcionárias da clínica para prestar depoimento e tenta localizar a dona do estabelecimento, a empresária Joelma Silva. Ela prometeu prestar toda a assistência às vítimas, mas teria sumido da cidade e estaria em Salvador.

A empresária informou, por meio de nota, que presta o serviço há cinco anos e que possui todas as licenças de funcionamento da clínica. Ela disse ainda que os produtos que usa nos procedimentos estéticos são autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).