Rosemberg foi um dos autores da homenagem

O Conselho Estadual de Juventude (Cejuve), reconhecido como importante instrumento de representação do segmento e de diálogo entre a sociedade civil organizada e o Governo, completa uma década de atuação. Para celebrar o marco histórico, será realizada sessão especial, no próximo dia 4, às 9h, no Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), encontro proposto conjuntamente pelos deputados Rosemberg Pinto (PT) e Olívia Santana (PCdoB).

Para Rosemberg, líder da Maioria no Parlamento baiano, o colegiado, de caráter consultivo, desempenha “grande trabalho na defesa de direitos da juventude, sobretudo no combate à invisibilidade histórica de alguns segmentos, a exemplo dos jovens negros e da zona rural”.

Vinculado à Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), o Cejuve atua na proposição de estratégias de acompanhamento e avaliação da política estadual, apresenta políticas públicas inclusivas, além de promover a realização de estudos, debates e pesquisa sobre a realidade da juventude baiana.

Criado em 2008, via decreto, e fortalecido com a sanção da Lei Estadual em 2015, o conselho é formado por 20 representantes do Poder Público, entre titulares e suplentes, de secretarias que desenvolvem ações e projetos direcionados ao segmento, e 40 representantes da sociedade civil, entre titulares e suplentes, de entidades, movimentos sociais, redes de jovens e organizações não-governamentais.