Parte do elenco de “Juacas” durante evento em Itacaré || Foto Divulgação

Considerada como uma das maiores séries de televisão juvenil brasileira produzida pelo Disney Channel Brasil, a nova temporada de Juacas, gravada também em Itacaré, estreia em 22 de abril, às 17h30min, no canal Disney. Com muita aventura, comédia e emoção, a segunda temporada dos Juacas lidará com as dificuldades do campeonato e da adolescência. Mas, no final, todos amadurecem com o surf e terminarão o campeonato muito diferentes de quando começaram. Tudo isso tendo como cenário uma das cidades mais bonitas do Brasil que é Itacaré.

Juacas é uma das séries de maior sucesso no mundo e Itacaré foi escolhida mais uma vez para ser cenário dessa produção pelas belezas naturais, ter sol o ano inteiro, belas ondas e um espaço perfeito para a produção. A primeira temporada da série estreou no dia 3 de julho de 2017 no Brasil e na América Latina, pelos canais fechados no Disney Channel e Disney XD. E desde 21 de julho do ano passado, faz parte do bloco Mundo Disney no SBT. Em Portugal, estreou no dia 14 de maio do ano passado pelo canal fechado SIC K.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu com a equipe de produção de Juacas e destacou a importância do município ser mais uma vez cenário da série. De acordo com ele, além de movimentar a economia da cidade, envolver os atores e destacar o esporte, a série também é responsável por divulgar cada vez mais o potencial turístico da cidade. E a proposta é que cada vez mais pessoas sejam atraídas para conhecer as belezas naturais de Itacaré e o cenário das gravações de Juacas. E além das paisagens de Itacaré, a série ainda conta com a participação de atores e figurantes da cidade.

Juacas é a segunda série original nacional produzida pelo Disney Channel no Brasil. Além de unir a comédia, ação e romance, a série ainda divulga as belezas naturais de Itacaré, atraindo turistas de várias partes do mundo para conhecer a natureza e o potencial de surf da cidade. A série retrata o universo do surf, tendo como ponto central os meses da temporada do CAOSS (Campeonatos Anuais Ondas Super Surfe) realizada anualmente em Itacaré, onde equipes de várias partes do mundo disputam intensamente o título, uma vez que é a principal porta de entrada brasileira para os maiores campeonatos internacionais profissionais.

No passado, os Juacas, comandados pelo veterano Juaca (Nuno Leal Maia), se tornaram fenômeno ao vencerem a competição diversas vezes entre 1985 e 2000, quando uma tragédia colocou fim na equipe – o filho do professor morreu durante uma tempestade no campeonato. Dezessete anos após o acontecido, Rafa (André Lamoglia) chega ao campeonato para mostrar o seu talento e, após não conseguir entrar em nenhuma das equipes, decide formar a sua própria com o genial Billy (Bruno Astuti) e o mineiro Jojô (Marino Canguçú), que, apesar de ter um jeito atrapalhado pelo pouco contato com o mar, se mostra um grande surfista quando concentrado.

Fanáticos pelo legado dos Juacas no passado, os três rapazes conseguem descobrir o paradeiro de Juaca e o convencem a reativar a equipe com eles e treiná-los, colocando-os como foco do interesse público. Mesmo sem patrocinadores ou dinheiro para investir em uma super produção, a equipe conta com o talento bruto dos três rapazes. Os novos Juacas, porém, tem que lidar com duas equipes que disputam acirradamente o título anualmente e não estão dispostos a perder o favoritismo.

O Red Sharks é formado pelos mau-caráters Marcelo (Eike Duarte), Seba (Juan Ciancio) e Minhoca (Rafael Castro), sendo uma equipe high-tech com todo investimento em equipamentos de última geração e a gana de vencer custe o que custar, ainda que precisem usar de manobras sujas. Já a Sirenas é a primeira equipe formada apenas por garotas, Leilane (Larissa Murai), Vivi (Mari Azevedo) e Brida (Isabela Souza), que lutam para provar o valor das mulheres no esporte e que são muito mais que um rosto bonito, sendo o oposto dos rivais e se tornando boas amigas dos Juacas.